Imprimir esta página

Federação internacional de vôlei libera retomada de ligas nacionais a partir de 1 de junho

Federação internacional de vôlei libera retomada de ligas nacionais a partir de 1 de junho Foto: Divulgação/FIVB

A FIVB (Federação Internacional de Vôlei) anunciou nesta quarta-feira que, após decisão de seu conselho, está permitida a retomada de competições a partir de junho, desde que haja condições favoráveis aos atletas, treinadores e profissionais em meio à pandemia da Covid-19.

As primeiras competições referidas foram os campeonatos nacionais de clubes, com permissão para serem realizados a partir de 1 de junho. As federações dos países que optarem pelo reinício podem tanto finalizar as temporadas 2019/2020 que foram interrompidas por causa da crise do novo coronavírus como começarem uma edição nova. Os dirigentes precisarão traçar protocolos para assegurarem a saúde dos participantes.

A Superliga masculina e feminina, por exemplo, foram canceladas por causa da disseminação da Covid-19. Outras ligas ao redor do mundo, como a italiana, também foram encerradas.

Torneios de caráter continental entre clubes também foram citados anúncio da FIVB, mas não podem ter suas finais em datas posteriores a 2 de maio de 2021.

A Liga das Nações, competição entre países que foi cancelada neste ano por causa da Covid-19, será realizada a partir da segunda semana de maio de 2021 e terá seu encerramento em 27 de junho seguinte. A ideia da FIVB é concluir o evento um mês antes do início das Olimpíadas de Tóquio. Itália e China serão as sedes das finais nos naipes masculino e feminino.

Por fim, os torneios continentais entre seleções vão ocorrer entre 19 de agosto e 21 de setembro de 2021, depois das Olimpíadas.

- As decisões aprovadas pelo conselho de administração da FIVB e o comitê executivo da FIVB são fundamentais para salvaguardar a saúde e o bem-estar da família do vôlei nesses tempos sem precedentes - afirmou o presidente da FIVB, o brasileiro Ary Graça.

 

Fonte: Por GloboEsporte.com — São Paulo

 

Avalie este item
(0 votos)

Compartilhe na sua rede social...

Carajas o Jornal