Batedores de açaí de Parauapebas ganham apoio da prefeitura Destaque

Batedores de açaí de Parauapebas ganham apoio da prefeitura Fotos: Piedade Ferreira e Abap

A partir da próxima semana, a Prefeitura de Parauapebas vai começar a recolher as “montanhas” de caroço de açaí descartadas por mais de cem pontos de venda na cidade. A coleta será feita pela Secretaria de Serviços Urbanos (Semurb) e é resultado das reuniões que começaram a ser feitas pelo governo municipal com a Associação dos Batedores de Açaí de Parauapebas (Abap).

Além da Semurb, as secretarias de Desenvolvimento (Seden), Produção Rural (Sempror) e de Meio Ambiente (Semma) estão envolvidas num processo para organizar a venda de açaí no município conforme as políticas ambiental e de sustentabilidade.

E o descarte do caroço do açaí em terrenos baldios e até nas ruas é o primeiro problema que começa a ser enfrentado. Afinal, até o final deste ano, serão quase 100 toneladas de caroço produzidas pelos batedores de Parauapebas, município do sudeste paraense que mais consome açaí, à frente até mesmo da vizinha Marabá, cuja população é bem maior.

Como medida emergencial, a prefeitura vai disponibilizar um caminhão para o recolhimento do rejeito atendendo a pedido da Abap, que se comprometeu em elaborar um protocolo de descarte do caroço em conformidade com as leis ambientais. Por enquanto, o rejeito vai para o aterro sanitário.

A notícia foi comemorada pela Abap, criada em dezembro de 2020 para organizar a categoria em Parauapebas e que hoje tem cerca de 80 associados. “Hoje, nós jogamos o caroço em qualquer lugar. É vergonhoso falar isso, mas é a realidade porque não há uma área onde podemos fazer o descarte”, reconhece o presidente da entidade, Werbert Santana de Barros.

Mas aí foi dada outra boa notícia para os batedores, desta vez pelo secretário municipal de Desenvolvimento, Mariano Júnior: a Seden já está providenciando uma área no Distrito Industrial, para receber o caroço do açaí.

Para a Abap, a orientação é para que incentive os associados a se transformarem em pequenos empreendedores já que a maioria trabalha na informalidade.

Sem a formalização, observa Mariano Júnior, os batedores ficam “invisíveis” para o governo - seja municipal, estadual ou federal - e perdem, por exemplo, fomentos como os disponibilizados pelo Banco do Povo.  

Beneficiamento do caroço

Durante o período da safra do açaí no Pará, nada menos que entre 15 e 25 toneladas de caroço da fruta são descartados, por dia, em Parauapebas pelos batedores. Fora da safra, são jogados fora de sete a oito toneladas, o que provoca problemas ambientais.

Nas reuniões entre a prefeitura e a Abap, é consenso entre todos a necessidade de criação de um projeto para o beneficiamento do caroço do açaí, o que vai gerar mais renda e emprego no município. E um dos maiores incentivadores é o professor Leonardo Vaz Pereira, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), do campus de Parauapebas, que tem participado das reuniões com a Abap.

A proposta é produzir substrato sustentável do açaí, apontado como rico em nutrientes. Ou seja, a meta é reaproveitar o que hoje é jogado fora como lixo e transformá-lo em fonte de renda para as famílias dos batedores. “Podemos transformar esse ‘lixo’ em dinheiro, reaproveitando aquilo que faz mal para o meio ambiente”, enfatizou Vaz Pereira em reunião realizada na terça-feira, 22.

O caroço pode ser secado, triturado e embalado para venda, para ser usado como adubo orgânico, por exemplo, ou pode servir de matéria-prima para artesanato e bijuterias. Há empresas que também já transformam o caroço do açaí em carvão e até mesmo em fabricação de telhas.

Economista da Secretaria de Produção Rural, Arnaldo Luiz Milan também se empolga com a ideia e frisa que a prefeitura está aberta às parcerias. “A Sempror pode dar destinação final ao caroço transformado em adubo, em fertilizante”, diz ele.

 

Texto: Hanny Amoras
Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016