Os setores da indústria, serviços e varejo devem abrir mais de 225 vagas temporárias em setembro, dando sinal da retomada da economia com o início da vacinação e a redução no caso de mortes decorrente da covid-19.

A estimativa é da Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário) que espera um aumento de 20% no volume de contratações em relação a igual período de 2020.

"Mesmo com a crise financeira gerada pela pandemia acreditamos que a retomada da economia está começando e estamos otimistas com as contratações para o segundo semestre", afirma Marcos de Abreu, presidente da Asserttem.

Abreu destaca que em meio às incertezas da economia, as empresas perceberam que o contrato de trabalho temporário era a forma mais segura para manter sua produção ativa.

Com isso, a modalidade de contratação manteve-se ativa no período.

 

Vacina deve estimular aumento de contratações

A antecipação da vacinação da população adulta (maiores de 18 anos) em diversos estados brasileiros pode surpreender positivamente em relação à contratação de temporários, segundo o executivo.

Para Abreu, se em 2020 a indústria foi quem puxou as contratações temporárias, neste segundo semestre o setor de serviços deve se destacar.

Mesmo com o cenário positivo esperado para o setor de serviços, Abreu frisa que a indústria seguirá com a maioria das contratações temporárias.

Outra área que pode surpreender, na opinião do presidente da Asserttem, é o comércio, já que shoppings e varejo de rua retomaram as suas atividades em período integral.

 

Contrato temporário de trabalho é a porta para efetivação

Com a pandemia da covid-19, muitas empresas aderiram ao contrato temporário para manter a sua produção ativa. A modalidade é mais permite mais flexibilidade de gestão, rapidez, acessibilidade financeira em relação à CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Mas, como transformar a vaga temporária em uma efetivação? Segundo abreu, 22% dos trabalhadores temporários são efetivados.

"A dica é mostrar o que pode oferecer para a empresa em termos de competência e experiência profissional, já que as organizações buscam profissionais responsáveis e comprometidos com o negócio."

Também é importante demonstrar disponibilidade e engajamento para o trabalho, com dedicação e com vontade de aprender, segundo Abreu.

"Desta forma, a chance desse trabalhador garantir uma vaga efetiva ao término de seu contrato temporário aumenta consideravelmente."

 

Qual a diferença entre profissional temporário e CLT?

O trabalhador que assina um contrato temporário tem praticamente os mesmos benefícios do trabalhador CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) convencional:

• Remuneração igual ao que recebe o empregado CLT;
• Jornada de trabalho de 8 horas
• Hora extra remunerada de até duas horas, se for preciso;
• Férias proporcionais acrescidas de adicional de 1/3;
• Repouso semanal remunerado;
• Adicional por trabalho noturno, se for o caso;
• Seguro contra acidente de trabalho; e
• Proteção previdenciária (nos termos da Lei da Previdência Social).
• 13º salário
• FGTS

As exceções são:

• 40% do fundo de garantia
• Seguro desemprego
• Aviso prévio

 

Fonte: *Estagiária do R7, sob supervisão de Márcia Rodrigues

Quatro entre os cinco maiores bancos do país fecharam juntos 642 agências e postos de atendimento no primeiro semestre de 2021, segundo os balanços a investidores publicados nas últimas semanas pelo Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander.

O fechamento de agências atingiu 3,7% de espaços físicos que os quatro bancos disponibilizavam no final de 2020, reduzindo o número de unidades a pouco mais de 17 mil em todo o país.

O saldo é de 597 agências fechadas se considerados os 5 grandes bancos do país, já que a Caixa anunciou que abriu 45 agências nos primeiros seis meses do ano, seguindo caminho inverso em relação aos concorrentes.

A tendência de redução de espaços físicos já havia sido verificada ao longo de 2020 e em anos anteriores, mostrando um movimento de substituição do atendimento presencial pelo uso de canais digitais. A transformação foi acelerada pela pandemia e pelo lançamento de novos serviços como o Pix.

O banco com maior número de fechamentos foi o Banco do Brasil, com 305 espaços,  que atribuiu a mudança a um movimento de “reorganização institucional” anunciado em janeiro e que prevê a desativação de 361 unidades.

Depois aparecem Bradesco, com 227 fechamentos, Santander, com 100, e Itaú Unibanco, com 10. 

O presidente executivo do Bradesco, Octavio de Lazari Júnior, já afirmou em balanço da entidade que o movimento de clientes em direção aos serviços digitais permite essa transformação e a “racionalização da rede”. No primeiro semestre, por exemplo, 98% das transações do banco foram feitas pelos canais digitais. O crescimento do uso de serviços digitais é uma realidade também dos demais bancos.

Funcionários

Parte dos bancos também reduziu o quadro de funcionários na mesma estratégia de redução do atendimento presencial e foco em serviços digitais.

O caso mais emblemático é novamente o Banco do Brasil, que terminou o semestre com 6.155 colaboradores a menos do que no final de 2020 – uma redução de 6,7% no quadro de 91 mil empregados.

A restruturação anunciada pelo banco em janeiro incluía um programa de demissão voluntária, que teve a adesão de 5.533 funcionários, conforme divulgação do Banco do Brasil. A instituição não detalhou por que o número de demissões registrado nos balanços foi maior que o anunciado como resultado do PDV.

O Bradesco ficou em segundo lugar nesse quesito, com redução de 2.213 funcionários.

Já o Santander teve mais admissões do que demissões e terminou o semestre com novos 1.827 profissionais. O Itaú Unibanco também teve mais admissões e ficou com saldo positivo de 1.750  novos trabalhadores. O banco atribui o crescimento ao investimento em tecnologias e na incorporação de trabalhadores dessa área.

Caixa

A Caixa é o único grande banco que tem plano de expansão de agências. A empresa anunciou em julho que serão inauguradas 268 novas unidades, sendo 100 especializadas no agronegócio. “O banco estará presente em todos os municípios brasileiros com mais de 40 mil habitantes”, afirma a instituição.

O balanço da Caixa não detalha o número total de colaboradores, impedindo a análise sobre possível ampliação ou redução do quadro. 

 

Fonte: Márcio Pinho, do R7

A Caixa Econômica deposita neste sábado (21) a quinta parcela do auxílio emergencial para os beneficiários do programa nascidos nos meses de fevereiro e março. Os recursos disponibilizados no aplicativo Caixa Tem podem ser utilizados para efetuar compras e realizar pagamentos.

O saque em dinheiro e a realização de transferências para o grupo será permitido a partir dos dias 2 e 3 de setembro, respectivamente. A retirada poderá ser feita em casas lotéricas e caixa eletrônicos.

Até lá, a grana pode ser utilizada para o pagamento de boletos e compras pela internet ou pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais. Além disso, é possível fazer transferências instantâneas entre bancos via Pix (exceto para contas de mesma titularidade).

As expectativas apontam que o benefício emergencial criado em função da pandemia do novo coronavírus será pago pelo menos até outubro. O pagamento médio segue em R$ 250, com exceção às mulheres chefes de família, que recebem R$ 375, e as pessoas que moram sozinhas, R$ 150.

A partir de novembro, os beneficiários do programa devem ser incluídos no Auxílio Brasil, programa idealizado pelo governo federal para substituir o Bolsa Família e que deve auxiliar cerca de 16 milhões de brasileiros.

Confira o calendário de pagamentos da 5ª parcela do auxílio

Depósito

Nascidos em janeiro: 20 de agosto
Nascidos em fevereiro: 21 de agosto
Nascidos em março: 21 de agosto

Nascidos em abril: 22 de agosto
Nascidos em maio: 24 de agosto
Nascidos em junho: 25 de agosto
Nascidos em julho: 26 de agosto
Nascidos em agosto: 27 de agosto
Nascidos em setembro: 28 de agosto
Nascidos em outubro: 28 de agosto
Nascidos em novembro: 29 de agosto
Nascidos em dezembro: 31 de agosto

Saque

Nascidos em janeiro: 1º de setembro
Nascidos em fevereiro: 2 de setembro
Nascidos em março: 3 de setembro

Nascidos em abril: 6 de setembro
Nascidos em maio: 9 de setembro
Nascidos em junho: 10 de setembro
Nascidos em julho: 13 de setembro
Nascidos em agosto: 14 de setembro
Nascidos em setembro: 15 de setembro
Nascidos em outubro: 16 de setembro
Nascidos em novembro: 17 de setembro
Nascidos em dezembro: 20 de setembro

 

Fonte: Do R7

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) homenageou em sessão especial, na manhã de terça-feira (10) os 60 anos do Centro Espírita Beneficiente União do Vegetal, entidade religiosa que tem uma fundamentação cristã-reencarnacionista no processo da espiritualidade.


A propositura foi do deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), que destacou a relevância da entidade. “É uma religião amazônica que nasceu na floresta, com dois objetivos maravilhosos que nos nossos dias devem ser extremamente valorizados: paz e amor. Vivemos em um momento de confrontos, de guerras, de confusão, isso vale para os países que vivem guerras cibernéticas, comerciais, permanentes.

De outro lado, descendo para as famílias, vemos situações tão delicadas, que no momento em que temos oportunidade, devemos louvar paz e amor, exatamente para nos contrapor a essa onda de violência”, disse Serafim parabenizando a instituição pelos seus 60 anos.

Segundo o Jornalista Rui Fabiano a primeira filial da instituição foi criada em Manaus. A direita, Francisco de Jesus membro da direção geral da União do Vegetal


Segundo o membro da direção geral da instituição, Ruy Fabiano, a primeira filial da instituição foi criada em Manaus, tendo sua sede em Porto Velho. Depois se expandiu para todos os estados do Brasil, além de outros países como os Estados Unidos, Espanha, Portugal, Reino Unido, Peru, Canadá, entre outros”.

 

Fonte: https://portalunico.com

O Brasil venceu o Egito por 1 a 0 nas quartas de final do futebol masculino e garantiu a disputa por medalha em Tóquio 2020. Em partida na manhã deste sábado (31), a seleção masculina jogou bem, confirmou o favoritismo e afastou o fantasma de eliminação nas quartas, que já vitimou a equipe feminina um dia antes.  

O duelo começou parado, com poucas chances de cada lado. O Egito pressionou a saída de bola do Brasil, que não viu o meio campo funcionar nos primeiros minutos do jogo. Com a diminuição do ritmo de marcação, o ataque formado por Antony, Matheus Cunha e Richarlison começou a infernizar os zagueiros.

O primeiro lance de perigo do trio veio após passe longo da defesa, em conexão direta com Richarlison. Livre, ele deixou Antony no um contra um, para o atacante chutar levando perigo à meta egípcia. 

Depois de mais 15 minutos de jogo morno, Richarlison voltou a aparecer, desta vez na ponta esquerda. Em linda jogada, o atacante driblou um, deu rolinho em outro e deixou Matheus Cunha livre para o chute na entrada da área. A tentativa foi bloqueada no último instante pela defesa.

A dobradinha se repetiu poucos minutos depois, no mesmo roteiro: Richarlison driblando na esquerda e encontrando o camisa 9. Desta vez, Matheus não deu chances à defesa e fez belo gol com chute rasteiro no canto aos 37min.

Segundo tempo

Com o Egito saindo para o ataque, o Brasil voltou ainda melhor no segundo tempo e teve três chances claras de gol em menos de 15 minutos. Todas foram desperdiçadas. A seleção masculina ainda viu o goleador Matheus Cunha sair lesionado, mas manteve o controle do jogo.

Já os adversários levaram pouco perigo no início da segunda etapa. Com a exceção de jogada anulada por impedimento, algumas poucas bolas cruzadas pelo Egito mostraram desorganização da defesa brasileira e trouxeram perigo, mas não foram suficientes.

O Brasil ainda levou perigo em outros lances, mas falhou na hora de chutar e acabou passando por leve sufoco. Os egípcios ensaiaram pressão nos minutos finais, mais uma vez levantando bolas à área, mas acabaram derrotados pelo placar mínimo. 

Com a vitória, a seleção masculina enfrentará às 5h (horário de Brasília) da próxima terça-feira (3) o México, que derrotou a Coreia do Sul por 6 a 3 após a prorrogação. Do outro lado, a semifinal será entre Espanha e Japão. Campeão olímpico na Rio 2016, o Brasil é, junto com a Espanha, um dos favoritos ao ouro.

 

Fonte: Gabriel Croquer, do R7

A seleção brasileira masculina de vôlei começou a busca por mais uma medalha de ouro com vitória sobre a Tunísia por 3 sets a 0 (25-22; 25-20; 25-15).

O time comandado por Renan Dal Zotto tenta o quarto título olímpico em Tóquio e encarou na estreia a equipe mais fraca do Grupo B. Além do tunisianos, a chave brasileira tem Argentina, Estados Unidos, França e Rússia.

O jogo

No começo do 1º set, o Brasil começou em um ritmo lento e permitiu que o adversário abrisse 8 a 4. A seleção da Tunísia continuou com bom desempenho no ataque e chegou a 12 a 7. Com a melhora no saque, o time brasileiro diminuiu a vantagem e empatou o set em 16 a 16. Na reta final do set, a defesa do Brasil mostrou sua qualidade e fechou o set em 25 a 22.

O início do segundo set parecia replay do primeiro, com a Tunísia mais ligada e abrindo vantagem no placar: 8 a 5. O Brasil conseguiu empatar o set em 15 a 15 no placar após o bom desempenho de Lucão no saque, que dificultou a recepção tunisiana. A entrada de Douglas melhorou o rendimento brasileiro e a seleção fechou o set em 25 a 20.

Mais confiante após abrir vantagem no jogo, o Brasil começou o 3º set sem dar chances ao adversário e rapidamente abriu 10 a 3 no placar. A Tunísia teve dificuldade para conseguir jogar por causa do bom desempenho brasileiro no saque. O Brasil só precisou manter o ritmo para fechar o jogo em 25 a 15.

Na próxima rodada do Grupo B, o Brasil enfrenta a Argentina, na segunda-feira (26), às 09h45 (horário de Brasília).

Pelo Grupo A, a Itália, atual vice-campeã olímpica, sofreu muito para vencer o Canadá por 3 sets a 2 (26-28; 18-25; 25-21; 25-18; 15-11). 

 

Fonte: Do R7

Vários atletas do Brasil improvisaram na manhã desta sexta-feira (23) em Tóquio um desfile de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. De fora da festa após decisão do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) de limitar a participação do Brasil na cerimônia a apenas dois atletas, os brasileiros saíram pelas ruas da Vila Olímpica com o uniforme oficial do desfile. O desfile foi organizado pelo COB.

"A Cerimônia de Abertura é daqui a pouco, mas devido aos protocolos de segurança, nossos atletas não vão poder participar desse momento mágico. Porém, como bons brasileiros, não desistimos e realizamos um desfile simbólico para que todos pudessem sentir essa emoção na Vila Olímpica."

O COB informou na manhã desta quinta-feira que a delegação brasileira mandará apenas dois atletas para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. A decisão foi tomada levando em conta os riscos de contaminação pela covid-19.

Segundo a confederação, os porta-bandeiras Bruninho (voleibol) e Ketleyn Quadros (judô) serão acompanhados pelo chefe de missão Marco La Porta e por mais um oficial administrativo.

Bruninho e Ketleyn participaram do desfile improvisado levando uma bandeira do Brasil nas mãos.

 

Fonte: Do R7

 

Com uma bela atuação na primeira etapa, a seleção brasileira de futebol masculino venceu a Alemanha, nesta quinta-feira (22), por 4 a 2, na estreia dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, em partida realizada em Yokohama.

O destaque foi o atacante Richarlison que, além de três gols, se movimentou e mostrou um preparo físico acima da média, após ter jogado também a Copa América e quase não ter tido descanso.

O time brasileiro dominou todo o jogo, mas, após perder muitos gols, acabou facilitando para a Alemanha que, em dois ataques, fez dois gols, o segundo, aos 38 da etapa final. Paulinho acabou fechando o placar, fazendo o quarto nos acréscimos.

Primeiro tempo

Em campo, o Brasil iniciou mostrando que quer repetir o ouro conquistado na Rio 2016. Mesmo sem alguns jogadores mais consagrados, como Neymar e Weverton, campeões na edição anterior. O time, no entanto, mostrou um grande poder ofensivo, deixando a Alemanha atônita desde os primeiros minutos.

Richarlison jogava mais centralizado e Claudinho ocupava o setor esquerdo do ataque, sempre vindo de trás. Antony, por sua vez, se posicionava do lado direito do ataque e Matheus Cunha, mais centralizado, atuava mais próximo de Richarlison.

Praticamente com quatro atacantes, na prática em um 4-2-4, o Brasil sufocava a Alemanha, que era obrigada a abrir a zaga para sair jogando. Pieper e Uduokhai se viram diante de um ataque avassalador. O auxílio do volante Arnold, que recuava, não era suficiente.

Desta maneira, o Brasil foi criando uma sequência de jogadas. Enquanto isso, a Alemanha, que apenas saía timidamente, não ameaçava o gol de Santos. Logo aos 4, Matheus Cunha recebe pela esquerda e chuta com perigo.

Aos 6, o primeiro gol. Richarlison recebe lindo passe de Antony, por trás da zaga. Chuta e, no rebote do goleiro Miller, faz 1 a 0. Aos 14, Pieper, pressionado perdeu a bola, Matheus Cunha chuta e Richarlison perde no rebote. Aos 21, o segundo gol. Bruno Guimarães, novamente em lindo passe, encontra Arana, que cruza da linha de fundo na cabeça de Richarlison: 2 a 0.

O terceiro veio em seguida quando, também em linda jogada, Matheus Cunha atrai três marcadores, arranca com a bola e toca para Richarlison, que domina e toca chapado, da entrada da área: 3 a 0.

Além de Richarlison, a equipe como um todo atuou com muita qualidade e um ótimo posicionamento. Daniel Alves controlou a lateral, ditava o ritmo e subia com perigo. Nino e Diego Carlos, muito bem colocados, praticamente não deixaram o experiente Kruse e Richter tocarem na bola.

No meio, Douglas Luiz não dava chances para Amiri criar. Bruno Guimarães, por sua vez, jogava com consciência e passes precisos. Antony e Matheus Cunha também se movimentavam e, com muita qualidade, superavam a marcação, dando assistências decisivas.

Matheus Cunha ainda perdeu um pênalti, aos 46. Mas, no geral, a atuação da equipe na primeira etapa foi um show, a melhor atuação da seleção brasileira, incluindo a principal, dos últimos 20 anos.

Etapa final

No segundo tempo, a enxurrada de jogadas ofensivas prosseguiu, apesar do zagueiro Torunarigha ter substituído Pieper. O posicionamento, no entanto, não mudou. Antony, aos 5, e Matheus Cunha, aos 6, chutaram para defesa do goleiro. 

Numa jogada fortuita, Amiri aproveitou rebote da entrada da área e chutou, com o goleiro Santos aceitando: 3 a 1.

Aos 17, com o Brasil ainda pressionando, Arnold foi expulso após entrada violenta em Daniel Alves, recebendo o segundo amarelo. E aos 18, Malcom substituiu Claudinho, para dar maior poder ofensivo pela esquerda. Paulinho e Reinier também entraram, nos lugares de Richarlison e Antony.

O Brasil continuava com o domínio, mas a Alemanha, mais recuada, fechava mais o meio-campo. As chances, porém não paravam de surgir.

Aos 29, por exemplo, Matheus Cunha dá lindo passe de calcanhar para Bruno Guimarães chutar e Müller fazer difícil defesa.

As substituições, porém, deixaram o time mais desentrosado. E, aos 38, Ache diminuiu a diferença no placar, fazendo de cabeça: 3 a 2.

A Alemanha, empolgada, buscou o empate, novamente se abriu e Paulinho, nos acréscimos, fez 4 a 2, recebendo livre.

Na próxima rodada, o Brasil enfrenta Costa do Marfim, no domingo (25), às 5h30 (de Brasília), em Yokohama. A Alemanha tenta se recuperar jogando contra a Arábia Saudita, às 8h30 (de Brasília), também  no domingo, em Yokohama.

 

Fonte: Do R7

A seleção brasileira feminina de futebol venceu a China por 5 a 0 na estreia da Olimpíada de Tóquio 2020. Marta, duas vezes, Debinha e Andressa Alves fizeram os gols da vitória no estádio em Miyagi, que recebeu a presença de um pequeno público.

Com os gols de hoje, Marta chega a 12 marcados em Jogos Olímpicos e está a dois da brasileira Cristiane, recordista da competição.

O jogo

A seleção brasileira suportou a pressão inicial da rival e logo aos oito minutos abriu o placar. Bia Zaneratto recebeu pelo lado esquerdo e cruzou para Debinha, que cabeceou no travessão. Bia brigou pelo rebote e a bola sobrou para Marta chutar de pé esquerdo e fazer o primeiro gol do Brasil na Olimpíada.

Aos 21, o time de Pia Sundhage ampliou o placar. Após pela triangulação pelo lado direito, Bia Zaneratto chutou forte no canto, a goleira Peng Shimeng deu rebote e Debinha tocou para o gol vazio.

O Brasil continuou dominando a partida e aos 30 minutos quase fez o terceiro após a zagueira Érika completar o cruzamento feito pela direita, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

A China só assustou a seleção brasileira aos 39 minutos. Miao Siwen chutou forte de fora da área, mas Bárbara espalmou pela linha de fundo.

Segundo tempo

A seleção chinesa voltou para o segundo tempo pressionando a equipe brasileira. Aos 3 minutos, a atacante Wang Shanshan recebeu sozinha e tentou driblar Bárbara, mas a goleira saiu bem e evitou o gol certo da China.

Aos 6 minutos, Wang Shanshan recebeu pelo lado direito da área e chutou forte, mas a bola bateu na trave de Bárbara.

O Brasil voltou a se impor e aos 13 minutos quase fez o terceiro. Debinha recebeu fora da área e arriscou chute no ângulo, mas a goleira chinesa conseguiu desviar com a mão direita e a bola tocou no travessão.

Aos 21 minutos, Bárbara salvou mais uma vez o Brasil após fazer bela defesa em chute cruzado.

Em seguida, Marta mostrou toda sua genialidade e fez o terceiro do Brasil. Após a defesa chinesa se atrapalhar para tirar a bola da área, a camisa 10 pegou de primeira e acertou o canto esquerdo da goleira Peng Shimeng.

A seleção da China continuou pressionando e aos 30 minutos acertou a trave mais uma vez após Bárbara dar rebote e a atacante chinesa cabecear no travessão.

Aos 34 minutos, Andressa Alves aproveitou vacilo da defesa da China e sofreu pênalti. Ela mesma cobrou e fez o quarto do Brasil. No final, aos 44 minutos, Bia Zaneratto aproveitou o cruzamento rasteiro, tocou de pé esquerdo e fez o quinto gol do Brasil.

Próximos jogos

Na segunda rodada, a seleção brasileira enfrenta a Holanda, no sábado (24), às 8h da manhã (horário de Brasília), enquanto as chinesas encaram a Zâmbia.

 

Fonte:  Do R7

Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) tem 4 milhões (4.004.764) de candidatos inscritos. A informação foi divulgada na quinta-feira (15) pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela aplicação do exame.

Este é o menor número de inscritos desde 2009, época da reformulação do exame, quando o Enem passou a ser usado como um "vestibular" para as universidades. Antes, o exame servia para avaliar a proficiência dos alunos de ensino médio, mas não era usado para ingresso no ensino superior.

Número final de participantes da edição depende da confirmação de pagamento da taxa de R$ 85 que deve ser realizado até o dia 19 de julho, o que significa que ainda pode cair mais.

Em 2020, o Inep registrou 5,8 milhões de inscrições para o exame, no entanto, a última edição teve recorde de abstenções devido a pandemia de covid-19. O índice de abstenção foi de 72,2% no primeiro dia de provas e de 72,6% no segundo.

Número de inscritos no Enem

Enem unificado (acesso às universidades)

2021: 4.004.764
2020: 5.783.357
2019: 5.095.308
2018: 5.513.662
2017: 6.731.186
2016: 8.627.371
2015: 7.792.025
2014: 8.722.290
2013: 7.173.574
2012: 5.791.332
2011: 5.380.857
2010: 4.626.094
2009: 4.148.721

Fase prévia (para avaliar o ensino médio)


2008: 4.018.070
2007: 3.568.592
2006: 3.742.827
2005: 3.004.491
2004: 1.552.316
2003: 1.882.393
2002: 1.829.170
2001: 1.624.131
2000: 390.180
1999: 346.819
1998: 157.221

Neste ano, as versões impressa e digital serão aplicadas na mesma data, nos dias 21 e 28 de novembro, e terão as mesmas questões. O Inep encerrou o período de inscrições às 23h59 da última quarta-feira (14) e foram registrados 3.903.664 inscritos para a versão impressa. Já a versão digital teve as 101.100 vagas ofertadas preenchidas.

O Enem Digital será exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou está concluindo essa etapa em 2021. Os treineiros devem fazer a versão impressa. 

 
 

O que é o Enem?

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é a principal porta de entrada para as universidades do país. A proposta das provas é avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica.

A nota do Enem é pode ser utilizada no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e em programas do governo como o Prouni (Programa Universidade para Todos) e Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

 


Fonte: Inep

Página 1 de 23

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016