×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 934
JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 932

Um os homens mais influentes na gestão de Marco Polo Del Nero, o vice-presidente da CBF para a Região Sul, Delfim Peixoto Filho, está convicto de que nenhum clube vai aderir à MP doFutebol . Nesta entrevista ao Terra , o dirigente se diz preocupado com o impasse entre entidades e o governo federal e afirma que a única solução “para o futuro do futebol brasileiro” passa pela revisão de boa parte do texto da MP.A MP do Futebol impõe uma série de contrapartidas aos clubes para conceder descontos e a possibilidade de parcelamento das dívidas milionárias. Ela foi editada pela presidente Dilma Rousseff em março, mas tem enfrentado resistência por parte dos clubes e o próprio Bom Senso FC já espera alterações .

Confira a entrevista:

Terra - Qual a possibilidade de a MP ser cumprida?
Delfim Peixoto Filho - Do jeito que está, não há como. Na verdade, a MP fere a Constituição. O governo propõe uma intervenção no futebol brasileiro.

Terra - Como resolver o impasse?
Delfim Peixoto Filho - Retirando do texto muita coisa. As entidades privadas do futebol têm o direito constitucional de fazer valer as suas regras, aprovadas em assembleia, sobre eleições, por exemplo. E quanto à obrigatoriedade de os clubes organizarem uma estrutura de futebol feminino, isso não é assim, imposto. Já lidam com tanta dificuldade de patrocínio para o futebol masculino.

Terra - Para a CBF, a MP não tem utilidade?
Delfim Peixoto Filho - Calma, não é assim. Há alguma coisa ali aproveitável. Como a obrigação de os clubes cumprirem os seus compromissos financeiros, com risco de punição severa.

Terra - Com relação a atrasos nos salários dos atletas, isso depende quase que exclusivamente da denúncia do próprio atleta. E se ele se sentir pressionado a não levar o caso adiante?
Delfim Peixoto Filho - Pode usar o sindicato. Eles têm liberdade total para fazer a denúncia e isso vai inibir os clubes, os dirigentes. Os clubes vão ter que pagar em dia.

Terra - O ministro do Esporte, George Hilton, já afirmou que o texto da MP é inegociável...
Delfim Peixoto Filho - Ele que vá ler a Constituição. Os clubes não vão se arriscar. Nenhum deles vai aderir à MP, com o formato atual. Sabem que se seguirem o governo vão acabar em confronto sério com a Fifa, a Conmebol, a CBF, todas as entidades esportivas. O governo não pode se meter a cuidar do futebol.Terra - O futebol brasileiro, com a atual safra de dirigentes, pode avançar?
Delfim Peixoto Filho - Claro que temos no futebol gente que não bate bem da cabeça. Mas é uma minoria. Por outro lado, tem muita gente que pensa e quer ver o crescimento do futebol.

Fonte: Terra Notícias 

Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo, quem é mais matador? Na Uefa Champions League, nem um, nem outro. Na frieza dos números, o atacante mais oportunista é brasileiro e atende pelo nome de Neymar.O camisa 11 do Barcelona chegou aos nove gols na Champions após colocar a bola nas redes duas vezes diante do Bayern de Munique, nesta terça-feira. E para fazer esses nove gols, Neymar precisou de apenas 24 finalizações. Uma média de um gol a cada 2,67 chutes.O número é bem melhor que o dos dois astros que brigam anualmente pelo prêmio de melhor do mundo. Messi até tem mais gols (são dez), mas também chutou bem mais vezes (43) - uma média de um gol a cada 4,3 finalizações. Nos números, Ronaldo é o pior do trio: uma bola na rede a cada 4,89 chutes.Neymar também precisa de menos tempo que os rivais para ir às redes. Dos três, ele foi o que menos esteve em campo: 936 minutos - e fez um gol a cada 104 minutos. Messi atuou por 1057 minutos (um gol a cada 105,7 minutos) e Ronaldo por outros 975 (um gol a cada 108,3 minutos).

 Fonte: MSN 

Competidores de alto nível, manobras arriscadas e muitos obstáculos prenderam a atenção do público que prestigiou a final da Primeira Etapa do Campeonato Paraense de Bicicross realizado no sábado e domingo, 2 e 3, no bairro Beira Rio, em Parauapebas.

 Realizado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), o campeonato premiou os atletas mais bem colocados na competição. Os representantes de Parauapebas se destacaram mais uma vez no evento, conquistando posições importantes.

 Na categoria de 8 a 10 anos, os vencedores foram: Luiz Henrique (1º lugar, de Parauapebas); João Miguel (2º lugar, de Colinas/TO) e Eduardo Soares (3° lugar, de Parauapebas). Na categoria Cruiser, os mais bem colocados foram os atletas: Claudney Souza (1º lugar, de Parauapebas); Wanderson Costa (2º lugar, de Colinas/TO) e Rodrigo Raposo (3° lugar, de Salinas/PA)

Já na categoria Junior Man, o 1º lugar foi conquistado por Luiz Fernando Prudêncio, de Colinas/TO; o 2º por Joabe de Sousa, de Colinas/TO; o 3º ficou com Maicon Jhonantan, também de Colinas/TO; e o 4º e 5º lugar com os atletas David Wesley, de São Miguel do Guamá/PA, e Arthur Felipe, de Parauapebas, respectivamente.

Na categoria de 13 a 14 anos, os vencedores foram: 1º Samuel Ferreira, de Açailândia/MA; 2º Marcos Antônio, de Colinas/TO; 3º Sander Correa, de Parauapebas, e 4º Mateus Henrique, também de Parauapebas. Na de 15 a 16 anos, os quatro mais bem colocados foram: 1º Álvaro Reis, de São Miguel do Guamá/PA; 2º João Vitor, de Parauapebas/PA; 3º Tiago Silva, de São Miguel do Guamá/PA, e 4º Lucas Wedson, de São Miguel do Guamá/PA.

Na Elite Máster, o 1º lugar ficou com Aldiney Borges, de Parauapebas/PA; o 2º com Ivan Rodrigues, de Açailândia/MA; 3º foi conquistado por Rodrigo Raposo, de Salinas/PA, e 4º com Alessandro Ribeiro, de São Miguel do Guamá/PA. Já na categoria de 17 a 29 anos, o 1º lugar ficou com Addas Silva, de Parauapebas; 2º com Fabio da Chagas, de Imperatriz/MA; 3º foi conquistado por Railton Oliveira, de Parauapebas, 4º com Jose Ediemesson, de São Miguel do Guamá/PA; e 5º Bimael Moleto, de Parauapebas.

E por fim, a categoria Elite, que reúne campeões brasileiros, foi conquistada por Luis Fernando (1º lugar, de Parauapebas/PA); o 2º lugar ficou com Rodrigo Lima e 3º com Lucas Gaspar, ambos de Parauapebas; 4º lugar foi conquistado por Aercio Vasconcelos, de Araguaína/TO, e 5º lugar com Kassio Santos, de Goiânia/GO.

A Segunda Etapa do Campeonato Paraense de Bicicross será realizada na cidade de São Miguel do Guamá, no mês de julho. Ao final do evento, o público assistiu a uma apresentação de moto show.

 

 

Com a filha nascida recentemente, Camila Ferezin não conseguia se desligar do trabalho. A cabeça estava boa parte do tempo no ginásio. No dia em que Maria Clara completou um mês, a técnica da seleção brasileira de ginástica rítmica de conjunto não pensou duas vezes: tomou o rumo do CT de Aracaju. Desde então, a puxada rotina passou a ser sempre na companhia da pequena. Animada com a proximidade das Olimpíadas do Rio 2016, a treinadora só pensa em buscar um resultado inédito para o Brasil.

 Esse é um momento especial. Serão meus primeiros Jogos Olímpicos como técnica, ainda mais importantes por serem em casa. Será a concretização de um sonho e espero que a gente conquiste uma colocação inédita. Tenho certeza de que todo esse esforço valerá a pena. Trabalhei no ginásio até a véspera do parto. Eu comandava tudo da minha casa, mas ficava com a cabeça lá. As meninas também sentiam falta. São anos importantes para a realização de um sonho. Os resultados dependerão de nosso trabalho agora. Estou conciliando a vida de técnica com a de mãe de um bebê recém-nascido, sempre de olho em tudo. Não parei de fazer nada, não quero abrir mão do ginásio e nem de amamentar a minha filha - disse. 

No comando da equipe desde 2011, Camila espera que suas comandadas mostrem força já no Pan de Toronto, em julho. Na edição passada, em Guadalajara, o conjunto nacional foi campeão. Em Winnipeg 1999, ainda como ginasta, Camila fez parte da seleção que conquistou o ouro. Na ocasião, João Lucas, seu primogênito, estava com cinco meses.

Espero que o ouro se repita (risos). Quando fui campeã, meu filho tinha quase seis meses e no Pan de 2015 minha filha estará com quatro meses. Foi um momento único quando conquistei essa medalha e a vaga olímpica e agora espero viver isso novamente. Ser mãe como atleta e agora como técnica são situações diferentes, mas em nenhuma delas abri mão do meu trabalho. Não é fácil, mas é possível conciliar. As meninas gostaram dessa novidade (de ter Maria Clara nos treinos). Querem acompanhar o dia a dia, levam presentes. Isso alivia um pouco a pressão dos treinos. A Maria Clara já está se acostumando com o ambiente, não acorda mais com o barulho. Sonho que ela seja uma grande ginasta e o pai dela brinca que será uma campeã mundial. O que quero mesmo é que ela se apaixone logo cedo pelo esporte.

Fonte: G1

O técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães, anunciou a lista dos jogadores que disputarão o Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, e das Olimpíadas no Rio de Janeiro, em 2016.

Algumas delas serão novidades entre as consagradas atletas da modalidade. De acordo com o treinador, a medida será para a formação de atletas com mentalidade de campeãs.

A lista envolve 33 jogadoras, que o treinador vai contar para o ano de 2015. Para o Pan, que será disputado em julho, apenas 12 atletas integrarão a delegação brasileira.

 Fonte: R7 

Imagine esta cena. Jogo complicado no Morumbi. O São Paulo , pressionando o Cruzeiro durante todo o segundo tempo, coloca em campo Michel Bastos, que ainda se recupera de uma dengue . Se realmente isso acontecesse na última quarta, seria digno de aplausos? De acordo com especialistas, muito pelo contrário. Mesmo que o quadro de dengue do jogador não tenha sido muito aguda, não precisando de internação, o sacrifício feito poderia ter complicações graves para a doença.

“O esforço físico abaixa ainda mais a imunidade, então ele corre o risco de um mal maior. A imunidade é muito baixa com a doença, então tem um nível de plaquetas pequeno. A dengue abaixa o volume de plaquetas, aí com o esforço físico também há uma baixa de plaquetas, e isso leva a agravar o quadro”, explica o Dr. Miguel Arruda, professor da Unicamp e especialista na área de fisiologia do futebol .

A avaliação é semelhante ao de Denise Macedo Vaz, professora do Departamento de Bioquímica da Unicamp. “Por que se fica quantificando plaqueta das pessoas (exame usado para acompanhar a evolução da dengue)? Se cair em um nível muito baixo, de 50 mil/m³ para baixo, a pessoa pode ter hemorragia internamente, o que não acontece quando as plaquetas estão altas. Isso pode levar ao óbito”, afirma a professora.

Com o surto de dengue no Estado de São Paulo, a doença se tornou uma nova preocupação para os departamentos médicos dos clubes paulistas. O atacante Guerrero voltou a jogar apenas na última quarta após ficar quase um mês afastado . O zagueiro Werley, do Santos , não jogou a primeira partida final do Campeonato Paulista pelo mesmo problema. Nesta semana foi a vez de Michel Bastos , cortado do duelo entre São Paulo e Cruzeiro .

No caso tricolor, houve a esperança até o último momento de que fosse apenas uma gripe, tanto que ele estava na pré-lista de convocados antes de ter o diagnostico confirmado. Pode parecer estranha tamanha disparidade entre cada jogador, mas os médicos afirmam que é completamente normal.

“A gente tem identificado quatro tipos de vírus da dengue. Ele pode ter sido infectado com o vírus mais brando, e as manifestações são diferentes. Não é todo mundo que tem a mesma manifestação, porque o nosso comportamento imunológico é diferente de um para outro”, conta o Dr. Arruda.

O planejamento do São Paulo é avaliar novamente o jogador no fim de semana para reintegrá-lo aos treinos na segunda-feira, com a esperança que tenha condições de jogo para o jogo de volta contra o Cruzeiro. O clube entrará em contato com um infectologista para acompanhar os exames do jogador.

"Fiquei sabendo do Michel ontem (terça). Achávamos que era uma virose, mas ontem se constatou a dengue. Acho que não é tão forte, até hoje veio nos ajudar. Talvez eu possa contar com ele", afirmou Milton Cruz depois da partida contra o Cruzeiro.

A dengue começa com os sintomas parecidos de uma gripe muito forte: dores no corpo e articulações são comuns, além de febre. O quadro pode piorar para o estágio hemorrágico, que causa sangramentos internos no paciente. O problema maior é a baixa imunidade apresentada pelo paciente. Juntando o choque da doença com a queda natural causada pelo esforço físico, haveria a possibilidade de uma doença muito mais grave afetar o atleta. 

“Não é olhar só a dengue em si. Por que que morre a pessoa com dengue? Porque já está debilitada com outras coisas. Por que a dengue é perigosa em idoso e em quem tem problema de hipertensão, cardíaco ou outro problema crônico? Essa pessoa já está debilitada. Se instala um outro vírus. Ele morre da dengue? Não, de alguma outra coisa que já tinha. É o caso do Michel, ele pode abrir um outro caso e ir à óbito. Depende do quadro criado, mas chances tem”, analisa o Dr. Arruda. 

 

 Fonte: Terra 

Durante quatro dias, Parauapebas foi palco de 41 jogos da I Etapa do Campeonato Paraense de Handebol – Sul e Sudeste 2015. Realizados nas quadras de esporte da Escola Chico Mendes e Ginásio Poliesportivo, de 30 de abril a 3 de maio, as partidas reuniram atletas de Parauapebas e das cidades de Marabá, Tucuruí e Rondon do Pará.

O campeonato premiou os primeiros e segundos lugares com troféu e medalha nas categorias Cadete masculino e feminino (até 16 anos), Juvenil masculino e feminino (até 18 anos), Júnior masculino e feminino (até 21 anos), Adulto masculino e feminino (a partir de 22 anos). Já os atletas destaques receberam certificado da Federação de Handebol do Estado do Pará (Fhepa).

Segundo o diretor técnico da Fhepa, Vinicius Palitot, a interiorização do campeonato é uma grande conquista, visto que o evento contribui significativamente para o crescimento do esporte no interior do Estado. “É uma etapa muito cansativa para os atletas e toda a equipe envolvida. Mas foi muito bom estar aqui e colaborar com o evento”, disse.

Na abertura do campeonato, ocorrida na noite do dia 1º de maio, os participantes apreciaram uma bonita apresentação das crianças e jovens que participam das modalidades esportivas oferecidas pela Secretaria de Esporte e Lazer (Semel). “Preparamos tudo isso para vocês, atletas. Queremos que esse evento também revele talentos em nossa cidade”, comentou o secretário de Esporte, João Assi, referindo-se aos vários atletas talentosos que são assistidos pela secretaria.

Para o coordenador de esportes da secretaria, Jonathan Kenzo, o professor Naka, os atletas estão de parabéns pela participação no campeonato. “É com muita satisfação que Parauapebas sedia esse importante evento”, destacou.

A etapa disputada em Parauapebas classifica as equipes mais bem colocadas a participarem da segunda fase do campeonato. São elas: Categoria Infantil masculino: Metropolitana e RHC; Categoria Infantil feminino: RHC; Categoria Cadete masculino: 1º lugar – Metropolitana, 2º lugar – RHC; Categoria Cadete feminino: 1º lugar – RHC, 2º lugar – Apec/Semel; Categoria Juvenil masculino: 1º lugar – RHC, 2º lugar – Apec/Semel; Categoria Juvenil feminino: 1º lugar – RHC, 2º lugar – Apec/Semel; Categoria Júnior masculino: 1º lugar – Apec/Semel, 2º lugar – Handfuturo; Categoria Júnior feminino: 1º lugar – Apec/Semel, 2º lugar – RHC; Categoria Adulto masculino: 1º lugar – Handfuturo, 2º lugar – Apec/Semel; Categoria Adulto feminino: 1º lugar – Apec/Semel, 2º lugar – RHC.

 

Texto: Jéssica Borges

Fotos: Irisvelton Silva e Anderson Souza

Competidores de alto nível, manobras arriscadas e muitos obstáculos prenderam a atenção do público que prestigiou a final da Primeira Etapa do Campeonato Paraense de Bicicross realizado no sábado e domingo, 2 e 3, no bairro Beira Rio, em Parauapebas.

 Realizado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), o campeonato premiou os atletas mais bem colocados na competição. Os representantes de Parauapebas se destacaram mais uma vez no evento, conquistando posições importantes.

 Na categoria de 8 a 10 anos, os vencedores foram: Luiz Henrique (1º lugar, de Parauapebas); João Miguel (2º lugar, de Colinas/TO) e Eduardo Soares (3° lugar, de Parauapebas). Na categoria Cruiser, os mais bem colocados foram os atletas: Claudney Souza (1º lugar, de Parauapebas); Wanderson Costa (2º lugar, de Colinas/TO) e Rodrigo Raposo (3° lugar, de Salinas/PA)

Já na categoria Junior Man, o 1º lugar foi conquistado por Luiz Fernando Prudêncio, de Colinas/TO; o 2º por Joabe de Sousa, de Colinas/TO; o 3º ficou com Maicon Jhonantan, também de Colinas/TO; e o 4º e 5º lugar com os atletas David Wesley, de São Miguel do Guamá/PA, e Arthur Felipe, de Parauapebas, respectivamente.

Na categoria de 13 a 14 anos, os vencedores foram: 1º Samuel Ferreira, de Açailândia/MA; 2º Marcos Antônio, de Colinas/TO; 3º Sander Correa, de Parauapebas, e 4º Mateus Henrique, também de Parauapebas. Na de 15 a 16 anos, os quatro mais bem colocados foram: 1º Álvaro Reis, de São Miguel do Guamá/PA; 2º João Vitor, de Parauapebas/PA; 3º Tiago Silva, de São Miguel do Guamá/PA, e 4º Lucas Wedson, de São Miguel do Guamá/PA.

Na Elite Máster, o 1º lugar ficou com Aldiney Borges, de Parauapebas/PA; o 2º com Ivan Rodrigues, de Açailândia/MA; 3º foi conquistado por Rodrigo Raposo, de Salinas/PA, e 4º com Alessandro Ribeiro, de São Miguel do Guamá/PA. Já na categoria de 17 a 29 anos, o 1º lugar ficou com Addas Silva, de Parauapebas; 2º com Fabio da Chagas, de Imperatriz/MA; 3º foi conquistado por Railton Oliveira, de Parauapebas, 4º com Jose Ediemesson, de São Miguel do Guamá/PA; e 5º Bimael Moleto, de Parauapebas.

E por fim, a categoria Elite, que reúne campeões brasileiros, foi conquistada por Luis Fernando (1º lugar, de Parauapebas/PA); o 2º lugar ficou com Rodrigo Lima e 3º com Lucas Gaspar, ambos de Parauapebas; 4º lugar foi conquistado por Aercio Vasconcelos, de Araguaína/TO, e 5º lugar com Kassio Santos, de Goiânia/GO.

A Segunda Etapa do Campeonato Paraense de Bicicross será realizada na cidade de São Miguel do Guamá, no mês de julho. Ao final do evento, o público assistiu a uma apresentação de moto show.

 

Texto: Jéssica Borges

Foto: Irisvelton Silva

O Cruzeiro é o atual bicampeão brasileiro e o São Paulo, o vice. Os elencos sofreram mudanças em relação ao ano passado, mas o grupo do time mineiro continua à frente do Tricolor paulista. Esta é a opinião dos comentaristas Carlos Eduardo Lino, Henrique Fernandes e Lédio Carmona, do SporTV.

A pedido do GloboEsporte.com, os três analisaram os dois times prováveis para o jogão desta quarta-feira, a partir das 22h (de Brasília), no Morumbi, pelo jogo de ida da Libertadores da América.

E os cruzeirenses ganharam de goleada: na comparação simples por posição, a Raposa levou a melhor em oito duelos, contra dois do São Paulo. Houve só um empate, entre os volantes Denilson e Willians - cada um levou um voto, e Lédio Carmona ficou "em cima do muro".

O Cruzeiro levou a melhor em todas as posições da defesa (Mayke, Léo, Manoel e Mena, contra Bruno, Toloi, Lucão e Reinaldo). A exceção é o goleiro. Para Henrique Fernandes e Lédio Carmona, Rogério Ceni é melhor do que Fábio.

– Se o momento técnico de Fábio é melhor, Rogério é uma arma nas cobranças de falta. A presença do capitão em campo na última Libertadores pode ser um diferencial para o São Paulo – disse Fernandes.

– São dois goleiros veteranos e eu vejo o momento do Rogério um pouco melhor – emendou Lédio.

No meio-campo impera o equilíbrio. Na posição de primeiro volante, deu empate entre Denilson e Willians. Na de segundo volante, Souza bateu Henrique por 3 a 0. Marquinhos é melhor do que Wesley na opinião de dois dos três comentaristas. A surpresa vem no setor de armação: o jovem uruguaio Arrascaeta recebeu dois votos no duelo contra Ganso (Carlos Eduardo Lino e Lédio Cavalcanti, enquanto Henrique Fernandes cravou empate).

– São dois jogadores capazes de resolver o jogo em um lance. Se o cruzeirense vem embalado por boas atuações na reta final do Mineiro, Ganso tem mais experiência em jogos grandes – analisou Henrique Fernandes.

– São dois jogadores de quem se espera muito, mas o ano do Arrascaeta é melhor – opinou Lédio.

– Ainda acho que o futebol brasileiro não consegue mais encaixar jogadores como o Ganso. Tem muito espaço e correria dentro de campo. Se nós tivéssemos um futebol de maior aproximação e mais toque de bola, o Ganso estaria jogando melhor – analisou Lino.

No ataque, Willian e Leandro Damião levam a melhor sobre Centurión e Alexandre Pato. Nos dois duelos, os cruzeirenses vencem por 2 a 1.

– É mais fácil para o Willian se destacar nesse jogo por causa de suas arrancadas. Será um jogo muito pegado, então ele pode levar vantagem nisso – diz Carlos Eduardo Lino.

– Willian já fez mais pelo Cruzeiro do que o Centurión pelo São Paulo – resumiu Lédio Carmona.

– Centurión é superior ao atacante cruzeirense. Tem habilidade e pode crescer de produção na Libertadores após o gol decisivo contra o Danubio – argumentou Henrique Fernandes.

Sobre os dois centroavantes, a análise foi a seguinte:

– Pato e Damião talvez seja o confronto da noite. As oportunidades de gol serão raras e provavelmente vão passar dentro da área, já que são times que cruzam muito e fazem a bola chegar até a área. É um jogo para ser decidido por ali. Um duelo bem particular, que talvez seja o destaque – disse Lino, vendo Pato à frente de Damião, ao contrário de seus colegas.

– Tecnicamente, Damião parece ter recuperado o faro de gols que o levou à Seleção e mostra muita garra. Pato vem sendo criticado por não conseguir render nos jogos mais importantes do ano – ponderou Henrique Fernandes.

– Damião é um centroavante mais decisivo – resumiu Lédio. 

 Fonte: G1 

Vanderlei Luxemburgo e membros da diretoria do Flamengo travaram uma 'guerra' nos bastidores do clube por conta do planejamento para a disputa do Brasileiro. De um lado, o treinador tentava mostrar a importância de trazer reforços de peso para o elenco. Do outro, um discurso pés no chão de austeridade financeira. O comandante rubro-negro levou a melhor e já tem até um sonho de consumo: Robinho.

O atacante do Santos é um antigo desejo do Flamengo, que jamais conseguiu avançar na negociação. Com o fim dos estaduais, o Rubro-negro já tomou uma decisão e abrirá os cofres para trazer o camisa 10 que tanto sonha. A chegada do jogador significaria um investimento para comandar o atual elenco dentro de campo, mas não somente isso.

O Flamengo acredita que Robinho tem potencial e carisma necessários para ser o garoto propaganda ideal e alavancar o programa de sócio-torcedor do clube, atualmente na oitava colocação do país com pouco mais de 53 mil adesões. Com a chegada do personagem, a diretoria projeta inflamar a torcida e alavancar as inscrições.

Robinho, no entanto, não é o único nome que o Flamengo espera ter no elenco para a disputa do Brasileiro. Outra posição considerada carente de um jogador de peso é o meio de campo. Após adiar o sonho de ter Montillo por conta de uma lesão do argentino na China, o Rubro-negro tem uma lista de nomes e Alex, do Internacional, está nela.

O apoiador do Colorado tem contrato até julho e ainda não sabe se permanecerá em Porto Alegre. Devido à identificação, o Internacional tem a preferência e uma reunião nesta semana está agendada para definir o assunto. Caso não haja acordo, o Flamengo entrará na briga para trazer Alex ao Rio de Janeiro.

A criação das jogadas é uma tarefa que não foi resolvida no Flamengo desde a saída de Ronaldinho Gaúcho. Lucas Mugni foi contratado em 2013 para solucionar o problema, mas não se encontrou e passou a ser utilizado por Luxemburgo como volante na atual temporada. Arthur Maia e Almir comporão elenco para um jogador mais tarimbado. Sem Montillo, Alex é a bola da vez.

O Flamengo tem pressa já que o Campeonato Brasileiro começa no domingo, quando o time medirá forças com o São Paulo, no Morumbi. Existe a possibilidade de as negociações já se iniciarem nessa semana, mas a tarefa não é das mais fáceis e dificilmente terá uma definição rapidamente. Aguardemos as cenas do próximo capítulo.

 

 Fonte: Uol Notícias 

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Novo_Projeto_-_2021-07-05T111350990gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016