×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 934
JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 932

O Cruzeiro sonhou com a contratação de Valdivia para a disputa das oitavas de final da Copa Libertadores da América, diante do São Paulo, mas não deve contar com o meia-atacante. E a 'culpa' é justamente de um ex-diretor do clube. Responsável pela gestão do futebol no Palmeiras, Alexandre Mattos não pretende liberar o chileno antes do término do contrato, em agosto, e já avisou aos antigos companheiros de trabalho.

Para que estivesse à disposição de Marcelo Oliveira para a competição internacional, o apoiador teria que chegar à Toca da Raposa II no máximo até a próxima segunda-feira, data limite para a inscrição de atletas na atual fase do torneio.

O supervisor de futebol Benecy Queiroz informou, nessa quinta-feira, durante o treinamento do elenco, que a contratação do apoiador está, a princípio, descartada por conta do ex-diretor de futebol do clube.

"O Valdivia é um jogador que tem contrato com o Palmeiras e o clube não irá liberá-lo antes disso. São palavras do próprio diretor de futebol do Palmeiras, o Alexandre Mattos. Eu e o Valdir, inclusive, conversamos com ele. Carece que o clube que o tem o libere. O Palmeiras fez valer o poder que tem. Então, não vejo como trazer esse atleta", comentou.

A chegada do chileno foi emperrada por Alexandre Mattos. O diretor de futebol iniciou a sua trajetória na Toca da Raposa II em abril de 2012. Nos dois anos e noves que permaneceu na agremiação, ele sagrou-se bicampeão brasileiro em 2013 e 2014 e campeão mineiro invicto em 2014.

A boa fase do dirigente no Cruzeiro rendeu-lhe a idolatria da torcida. Em redes sociais e até no Mineirão, estádio utilizado pelo clube, ele foi costumeiramente chamado de Alexandre Mittos em função das contratações importantes que fez para rechear o plantel.

As declarações contra o arquirrival e a personalidade forte também ajudaram a construir a imagem do antigo dirigente perante a torcida mineira. Inclusive, no último jogo da edição passada do Campeonato Brasileiro – o triunfo sobre o Fluminense, no Gigante da Pampulha – ele foi ovacionado pelo público.

Nesta temporada, desde o acerto com o Palmeiras, ele tornou-se um verdadeiro carrasco. Além de triunfar em negociações como as dos volantes Arouca e Gabriel e dos apoiadores Robinho e Cleiton Xavier, foi o principal responsável por negar a mudança de Valdivia para a Toca da Raposa II.


Fonte: Uol 

A concessionária Maracanã S.A divulgou nova parcial de ingressos para a final do Campeonato Carioca: até o início da tarde, já foram 35.557 bilhetes vendidos e duas áreas esgotadas: Setor Sul, destinado à torcida vascaína e que teve toda capacidade comercializada pela internet, e a área VIP. Também não há mais entradas disponíveis para a parte inferior do Setor Leste. Mais cedo, o site do Maracanã chegou a sair do ar. Nos pontos físicos do Rio de Janeiro e Niterói, a venda começou às 10h desta quarta-feira, já com enormes filas. Durante a madrugada vários torcedores acamparam na frente da sede cruz-maltina para garantir as entradas.

Com o Setor Sul esgotado, durante a manhã desta quarta-feira, vascaínos passaram a usar a bilheteria do Botafogo para comprar ingressos no Maracanã. Durante a espera, os confiantes torcedores do Vasco entoavam canções que a torcida costuma cantar nas arquibancadas.

Botafogo e Vasco se enfrentam às 16h deste domingo, no Maracanã. Como venceu na ida por 1 a 0, o time de São Januário precisa do empate para ser campeão. O Alvinegro tem de triunfar por dois gols para levantar a taça. Se devolver a vitória por um gol, forçará a decisão por pênaltis.

 

Fonte: G1 

 

 O jogo da semi­final do retur­no do Parazão 2015 ente Paysandu e Parauapebas no Man­gueirão na noite de quarta-feira, foi mar­cada pela despedida do trem de ferro da competição.

O Paysandu bem que tentou pressionar o Parauapebas desde o início do jogo, mas esbarrou na forte mar­cação do adversário, e deixou o gramado vaiado pelos poucos bicolores presentes no Mineirão. Já o Pa­rauapebas ainda no primeiro tempo criou várias chances de gol, mais perdeu Célio Codó sentido a cocha direita.

Primeiro tempo - O Trem de Ferro teve sua primeira chance no contra-ataque, Ju­ninho lançou a bola para magno que sol­tou uma bomba mas a bola foi para fora. Com outra bola de Juninho para o lateral Rodrigo o Parauapebas chegou pela segunda vez mas a zaga do Paysandu impediu a finalização. Para o Paysandu Bru­no Veiga chegou ao ataque mas o goleiro Paulo Rafael fez uma defesa tranquila, Au­gusto Recife, Yago Pi­kachu, até tentara che­gar no caminho do gol mas eram parado pela defesa do Parauape­bas, aos 24 minutos do primeiro tempo Fabiano de fora da área dominou a bola e tentou cobrir o goleiro do Paysandu que che­gou a tempo de desvia a bola. O Parauapebas pressionou papão nos minutos finais, de es­canteio e também com um chute de fora da área de célio Codó procurava insana­mente abrir o placar, Juninho do lado di­reito bateu cruzado mas o goleiro chegou atempo da finaliza­ção do magno. Paulo Rafael o destaque do Pebas ainda fez uma defesa a bola saiu pela esquerda do gol.

Segundo tempo - O time do papão voltou para o segundo tempo de jogo com vaias da torcida, com a ´pos­se de bola Paysandu procurava espaço com Yago Pikachu mas a zaga tirou de cabeça, marcada a falta no campo do trem de fer­ro Carlinho foi para a cobrança e chutou a bola para fora sem perigo de gol, Bruno Veiga teve a oportuni­dade de abrir o placar para o papão e chutou a bola na trave crian­do o melhor chance de gol aos 15 minutos do segundo tempo. Falta perigosa na área do Paysandu, Juninho foi para cobrança chutou a bola sobre a trave. Por reclamação Bruno Veiga foi expulso, fal­ta na área do Paraua­pebas Yago Pikachu chutou e cola resvalou na barreira na sobra da bola Radamés ten­tou o cruzamento mas Paulo Rafael com toda eficiência desviou a bola, no contra-ataque rápido de Rodrigo Pa­rauapebas chegou na área do papão e na so­bra Gustavo soltou a bomba de fora de área com perigo de gol. No estilo Barcelona jeito de ser o Parauapebas tocava a bola, e crescia no jogo. Nos últimos minutos finais do jogo na sobra de escanteio Radamés bateu cru­zado e a defesa do Parauapebas cortou a bola para longe.

Pênaltis - Como a par­tida terminou sem gols no tempo normal, a decisão foi para os pênaltis e o Paysandu levou a melhor, nova­mente no sofrimento. Augusto Recife per­deu o primeiro para os donos da casa, mas Souza, Radamés, Yago Pikachu e Carlinhos fizeram. Do lado do Parauapebas, Julinho, Fabiano e Gustavo converteram, enquan­to Emerson acertou a trave e Magno o tra­vessão.

 

Por: Williane Souza 

Um Re-Pa valen­do título, com muita emoção e polêmica. Assim foi o jogo entre Remo e Paysandu que decidiu a Taça Estado do Pará, que equivale ao segun­do turno do Campeo­nato Paraense. O Leão superou novamente as adversidades de salá­rios atrasados e con­quistou o título, fican­do a uma partida de conquistar a tão sonha­da vaga para a Série D do Brasileiro.

Os gols da partida foram marcados por Rafael Paty, aos 20 mi­nutos, após boa jogada entre Eduardo Ramos e Silvio, e Aylon, aos 24 minutos do primeiro tempo, completando bom cruzamento de Romário. Na etapa fi­nal, aos 23 segundos, Paty colocou o Leão novamente a frente do placar e garantiu a vi­tória. Agora, o Remo vai enfrentar o Inde­pendente na grande final, a Taça Açaí, que está marcada para acontecer no dia 3 de maio, no Mangueirão, em Belém. Já o Pay­sandu passa a focar na Copa do Brasil e Série B do Brasileiro. Leão sai na frente, mas cede empate. Apesar de ser o quinto Re-Pa do ano, o treinador Cacaio conseguiu proporcio­nar uma surpresa para Dado Cavalcanti. Em vez de Ratinho, ele op­tou pela entrada do ga­roto Silvio, que entrou para atuar nas costas de Yago Pikachu. E a aposta deu certo, aos 20 minutos, Eduardo Ramos conseguiu ex­celente arrancada, deu grande lançamento para Silvio, que tocou para Rafael Paty ape­nas completar e abrir o placar.

O gol deixou o jogo mais elétrico e, qua­tro minutos depois, os bicolores deram a res­posta. Romário cruzou na cabeça de Aylon, que deixou tudo igual no Mangueirão. Na ou­tra metade do primeiro tempo, apesar do es­forço, nenhuma equipe conseguiu chegar com muito perigo ao gol adversário. Paty mar­ca novamente e Remo segura título. Mas fo­ram precisos apenas 23 segundos para todo o cenário mudar. Rafael Paty aproveitou bobea­da da defesa do Papão, que não afastou o peri­go, e chutou da entra­da da área para fazer o segundo dele no jogo.

Do outro lado, por lesão, Paty, o nome do jogo, saiu para entrada de Val Barreto, enquan­to Silvio foi substituído por Ratinho pelo mes­mo motivo.

A cada minuto que se passava a tensão ia aumentando e a emo­ção também. Até que aos 38 minutos Pika­chu recebe lançamento, invade a área e acaba derrubado pelo goleiro Fabiano, mas o árbitro acusa simulação e dá cartão amarelo ao atle­ta. Revoltado, lateral reclama bastante e aca­ba expulso. Com um a mais, o Leão soube segurar o jogo e con­quistou o título da Taça Estado do Pará.

 

Da: Redação 

Com mais de 22 mil pessoas, o Remo derrotou o Paragominas, por 1 a 0, na tarde desta terça­-feira (21), no estádio Olímpico Edgar Proen­ça, o Mangueirão, em Belém, e conquistou vaga na final do retur­no do Parazão 2015. O gol azulino foi marca­do pelo meia Eduardo Ramos, que acertou um chutaço de fora da área e marcou um go­laço, aos 37 minutos do primeiro tempo. Com a vitória, o Leão espe­ra de camarote o outro finalista que sairá da partida entre Paysandu x Parauapebas.

O jogo: Leão x Jacaré. Como ninguém tinha vantagem às duas equi­pes saíram em busca da vitória nos minutos iniciais do jogo, mas foi o Leão Azul que teve as melhores chances. O Remo chegou logo a minuto, depois que Eduardo Ramos cru­zou da esquerda para o chute de primeira de Ratinho, a bola passou por cima da meta. O lance serviu para agi­tar a torcida azulina nas arquibancadas do Mangueirão. Na joga­da seguinte, Alex Ruan ganhou da zaga e sozi­nho para o gol, chutou fraco para a defesa de Maycki Douglas.

Em uma falta co­brada por Eduardo Ramos, o goleiro do Jacaré teve que se vi­rar e espalmar o chute para escanteio. . Após lambança da zaga azu­lina, a bola caiu de gra­ça nos pés do atacante Aleílson, que não teve tranquilidade e chu­tou por cima da trave remista. Os 400 torce­dores do Paragominas que estavam no estádio ficaram na bronca com a chance desperdiçada.

Quase que o Jacaré levou o castigo, quan­do Ilaílson resolveu arriscar e bateu para a grande defesa de Maycki Douglas. Mas o gol azulino veio mi­nutos depois com Edu­ardo Ramos, que car­regou bem pelo meio, arrancou e chutou forte alto, sem chance para o goleiro, um golaço, aos 37 minutos, para o delírio da torcida que lotou o Mangueirão, 1 a 0 Leão Azul. No iní­cio do segundo tempo o Remo quase mar­cou com Rafael Paty, que tentou chegar de carrinho após o corte errado da zaga adver­sária, mas o atacante remista não alcançou a bola. Contudo, ao final do duelo, o marcador apontou vitória dos do­nos da casa pelo placar mínimo. O único gol da partida foi marca­do pelo meia Eduardo Ramos, aos 37 minutos do primeiro tempo, em belo contra-ataque ini­ciado por Ilaílson, que tocou para Ramos ba­ter colocado da entrada da área no ângulo di­reito do goleiro Maycki Douglas.

Com o triunfo, o Remo se classificou para a grande final do Campeonato Paraense. O Leão agora espera o vencedor do confron­to entre Paysandu e Parauapebas/PA, que será realizado na pró­xima quarta-feira, a partir das 20h30.

Da: Redação 

 Cinco jogos fe­charam a 5ª e última rodada do returno do Cam­peonato Paraense neste domingo (12). As partidas começa­ram simultaneamente às 16h e definiram os quatros times que vão disputar as duas par­tidas das semifinais. No estádio Rosenão, o Parauapebas venceu de 4 a 1, o Cametá. Esse resultado deixou o Pebas em segundo lugar do grupo A1, com 8 pontos, e na disputa pela Taça es­tado do Pará. O Pay­sandu, que começou a rodada em 3º lugar do grupo A2, goleou o São Francisco, que era líder do A1, no estádio da Curuzu.A partida terminou com 9 gols bicolores e ne­nhum do Leão Santa­reno. O Papão termi­nou a rodada com 9 pontos e líder do gru­po, já o São Francisco, ficou de fora da semi­final, com 7 pontos e em 3ª lugar. Na Arena Verde, o Paragomi­nas recebeu o Clube do Remo. Em parti­da marcada com uma confusão após o apito final entre torcedores e policiais, o Leão fez um gol e se garantiu na semi. O time azuli­no acabou como líder do A1, com 10 pontos, já o Jacaré ficou em 3º lugar no A2. O Inde­pendente recebeu o Gavião Kyikatejê, já rebaixado, no estádio Navegantão. A parti­da foi finalizada em 1 a 1. As semifinais estão definidas com Remo e Paragominas no dia 21 de abril, às 16h. A data é numa terça-feira, marcada pelo feriado de Ti­radentes, por isso o jogo será a tarde. O Paysandu recebe o Parauapebas no dia seguinte, às 20h30, no estádio Mangueirão.

 

 Fonte: Rádio Clube do Pará

 

Tudo igual no primeiro clás­sico das semifi­nais do Campeonato Mineiro. Atlético-MG e Cruzeiro ficaram no 1 a 1, na tarde deste domingo, no Inde­pendência, gols de Carlos e Arrascaeta, num jogo que não foi um primor de técnica, mas teve emoção e cli­ma tenso de sobra. O árbitro Rafhael Claus exagerou a mão nos cartões. Foram 10 amarelos e um ver­melho, para Leonardo Silva, do Atlético. Os dois times se alterna­ram no domínio da partida, e o empate acabou sendo um re­sultado justo no fim. A decisão da vaga para a final do Esta­dual fica para o final de semana que vem, no Mineirão. A data será divulgada nesta segunda-feira, pela Federação Mineira de Futebol. O Cruzeiro joga pelo empate para se classi­ficar. Ao Atlético-MG só resta vencer. O empate deste do­mingo é a 10ª partida que o Cruzeiro termi­na sem vencer o maior rival. Antes, os dois times entram em cam­po pela Libertadores. O Cruzeiro enfrenta o Huracán, da Argenti­na, em Buenos, terça­-feira, às 19h (de Bra­sília).

Um dia depois, o Atlético-MG encara o Atlas, do México, em Guadalajara, às 22h.

 

 Fonte: G1 

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) não tem que provar mais nada no Parazão 2015. Mais uma vez mostrou superioridade e goleou o Cametá, por 4 a 1, na tarde deste domingo (12), no estádio Rosenão em Parauapebas. O destaque do jogo ficou por conta do atacante Magno, que marcou dois gols da goleada, e mais Danúbio e Romeu que fecharam o massacre. O “Mapará”, como é conhecido o time cametaense, ainda chegou a empatar o jogo com Diogo.

A torcida do Parauapebas marcou presença e praticamente lotou as arquibancadas do Estádio Rosenão, e inclusive, antes mesmo do final da partida já gritava “olé” quando o “Trem de Ferro” dominava a partida que levou a mais uma vitória do time da casa, que com a boa vitória garantiu a classificação para a semifinal do returno.

O “Trem de Ferro” foi beneficiado com o resultado do jogo entre Independente e Gavião Kyikatejê, que empataram no estádio Navegantão em Tucuruí, por 1 a 1, eliminando o campeão do 1º turno da disputa da semifinal do returno. O gol do time indígena foi marcado aos 46 minutos do segundo tempo.

Além de conquistar vaga na semifinal do returno, o PFC praticamente carimbou passaporte para as competições nacionais, como a Copa Verde e Copa do Brasil em 2016, já que lidera o Parazão na classificação geral, com 21 pontos.

Com a vaga conquistada para a semifinal, o time da capital do minério ainda tem chance de disputar a Série D do Campeonato Brasileiro de 2016. Para isto acontecer, terá que vencer o segundo turno e derrotar o Independente Tucuruí na final do Parazão.

O técnico Léo Goiano vem mostrando muita competência ao comando do PFC. Com desfalques na equipe e praticamente sem banco de reserva, conseguiu golear a boa equipe cametaense e ainda conseguiu colocar a equipe na semifinal do returno. O Parauapebas é a única equipe que conquistou vaga na semifinal do 1º e 2º turno. Além disso, foi a equipe do interior que derrotou os rivais Remo e Paysandu atuando em Belém.

O próximo adversário do “Trem de Ferro” será o Paysandu pela semifinal do returno. Como o Papão ficou em primeiro lugar do Grupo A2, com nove pontos e o PFC foi o segundo do Grupo A1, com oito, a partida será realizada em Belém, no próximo dia (22), às 20h30, mas desta vez no estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão.

 

 Fonte: Portal Pebinha de Açúcar - Bariloche Silva 

Eis que já dizia Paul Bear Bryant, técnico de futebol americano: “Não é a vontade de vencer que importa – todo mundo tem isso. O que importa é a vontade de se preparar para vencer”

Tão poucas palavras que descrevem o exato momento vivido por alguns clubes paraenses, em se tratando do futebol de raça dentro de campo, das surpresas que só o futebol proporciona às grandes descobertas dos times “do interior” e “não inferior” aos conhecidos como gigantes do norte.

Futebol Paraense, primeiro turno, final de campeonato, Independente e Parauapebas (aos torcedores de Remo e Paysandu que me perdoem, mas foi uma final digna de ME-RE-CI-MEN-TO).

Aos demais times, beijos e até logo nos vemos no returno… Que nessa altura do campeonato não vai ter Parauapebas na final…. Não que eu tenha uma bola de cristal, apenas faço jus a frase de Paul Bear … “Se preparar para vencer” é a grande questão.

Se não bastasse a Taça Cidade de Belém, tão decadente quanto a FPF (Federação Paraense de Futebol) que só pensa na renda dos jogos, um provável RE x PA, jogo de “torcida única”, é não levar em conta o bem estar da torcida do interior. A quem dirá da Diretoria do Parauapebas, que cá entre nós, tem que comer muito açaí com farinha.

Desde a fase de acesso, até o returno o “trem de ferro” sofreu muitas drásticas mudanças em seu elenco, nova diretoria, mudanças na comissão técnica, perda de grandes jogadores… Além salários atrasados e outras coisitas mais… Resultando na queda de rendimento do time da capital do minério.

Uma equipe para manter o mesmo nível de jogo durante o campeonato, precisa de um elenco completo, porém o “trem de ferro” tem apenas 16 jogadores sendo 4 da base, disponibilizados pela diretoria a uso do técnico Léo Goiano para todo o campeonato. Vale lembrar que na partida contra o Gavião Kyikatejê, em Marabá, o time ficou sem reserva já que entre contusões e suspensão por cartões amarelos não tinha mais jogadores disponíveis.

“Por mais que os atletas se entreguem e trabalhem bem, não tem como manter o mesmo rendimento, por você ter peças de reposição que não têm a mesma maturidade, a mesma experiência da aqueles que vinham atuando e isso foi o fator determinante para que a gente não conseguisse manter o mesmo nível de atuação no segundo turno”, explicou o técnico Léo Goiana quando questionado sobre o rendimento do time, e completou relatando “isso foi colocado à diretoria, se eles quisessem, almejassem e tivessem ambição de conquistar algo maior no segundo turno, tinham que agir, afinal sabíamos que os adversário se fortaleceriam e na verdade nós fizemos foi enfraquecer. Que isso sirva de lição para os próximos diretores, que eles intendam esse aspecto e possam montar um grande elenco, com boas peças de reposição, para que não possamos ficar sofrendo com um elenco reduzido como esse”, desabafou.
Paysandu e Parauapebas se enfrentam hoje às 20h30 na Curuzu, em Belém do Pará

Mas a quem diga que o que marca um campeão é a sorte.

 

Por: Williane Souza

A abertura do t r a d i c i o n a l evento espor­tivo aconteceu no sá­bado (28), no Ginásio Poliesportivo, Bairro Beira Rio I, com os jo­gos das equipes ins­critas na competição. O Copão é um torneio de acesso e oportuniza às equipes participan­tes quatro vagas para a segunda divisão do Campeonato Munici­pal de Futsal. De acordo com Ro­drigo Araújo Assun­ção, um dos organi­zados do evento, o sucesso no número de inscritos deve-se à im­portância que o even­to esportivo vem con­quistando nos últimos anos.“Mudamos a forma de disputa da compe­tição e agora os atletas têm o mesmo nível, ou seja, são todos amado­res”, destacou, acres­centando que 1.040 atletas participam do Copão, perfazendo um total de 80 equipes inscritas.Os jogos ocorreram também no domingo (29) e seguem nesta segunda (30), na ter­ça (31) e quarta (1º/4), das 19h às 22h25, e na quinta (2/4) acontece­rá a final do evento, das 19 às 20 horas. O VIII Copão de Fut­sal busca aumentar ainda a participação dos atletas amadores em atividades espor­tivas, proporcionando aos adeptos da moda­lidade futsal condi­ções à prática do es­porte. Realizado pela Pre­feitura de Parauape­bas, por meio da Se­cretaria Municipal de Esporte e Lazer (Se­mel), o evento premia­rá o campeão e vice com troféu, medalha, equipagem, sendo que para o terceiro e quarto lugares serão entregues medalhas.

 

Fonte: Ascom/PMP 

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Novo_Projeto_-_2021-07-05T111350990gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016