A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) está finalizando os preparativos para o jogo decisivo entre Paysandu e Remo neste domingo (10), às 18 horas, no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, válido pela quinta rodada do quadrangular final do Campeonato Brasileiro de Futebol Série C. A partida é importante para ambos os clubes na busca pelo acesso à Série B.

Com o gramado já desinfectado e demarcado, o estádio passou por serviço de higienização nesta sexta-feira (8), cumprindo o protocolo de medidas sanitárias para conter a propagação do novo coronavírus. 

“Estamos nos preparando para esta que deve ser mais uma grande partida e cuidamos de cada detalhe para que o jogo possa ocorrer dentro das expectativas como sendo o maior clássico da Amazônia. A equipe do gramado trabalhou durante toda a semana para a manutenção e, no dia do jogo, horas antes, também faremos uma nova desinfecção em várias áreas do estádio. Em todos os jogos realizados após o retorno do futebol, a Seel cumpriu satisfatoriamente todo o protocolo de segurança tanto da Confederação Brasileira de Futebol, quanto da Federação Paraense de Futebol”, afirmou Cláudio Santos, gerente de Segurança do Mangueirão.

Os jogos seguem sem a presença das torcidas, mas o suporte de várias instituições para garantir a organização e execução continua mantido. Para este Re-Pa, 45 policiais militares estarão atuando dentro do estádio e em toda a área que faz parte do chamado Complexo do Mangueirão, com apoio de equipes do Corpo de Bombeiros Militar, Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Guarda Municipal de Belém e do Departamento de Trânsito do Pará (Detran), além do apoio da equipe de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Antes da pandemia, em vários jogos do clássico, o Mangueirão chegou a alcançar a sua capacidade máxima com um público de 35 mil torcedores.

 

Fonte: Por Paula Portilho (SEEL)

Durante agenda de quinta-feira (07), na cidade do Rio de Janeiro, o governador Helder Barbalho participou de uma reunião com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol Rogério Caboclo e outros integrantes da entidade. O objetivo do encontro foi oficializar, junto à CBF, o interesse de promover, em 2022, uma partida da seleção Brasileira de futebol na reinauguração do estádio Estadual Jornalista Edgar Proença, o Mangueirão.

‘É uma satisfação poder estar aqui na CBF, junto com o presidente Rogério Caboclo , junto com o coronel Nunes, ex-presidente da CBF, que representa o nosso Estado nas decisões da cúpula do futebol brasileiro, neste momento em que nós estamos nos avizinhando da data de início da recuperação de uma ampla reforma do nosso estádio Mangueirão. Oficiamos à CBF o desejo de recebermos a seleção Brasileira na reabertura da nossa praça esportiva. Já dialogamos com o professor Tite, com a comissão técnica, e claro, cumpriremos com as nossas obrigações de estar com o estádio adequado para os nossos torcedores e com condições de receber grandes eventos", detalhou o governador.

Ele ainda lembrou que os paraenses estão vivendo um momento de grande expectativa. "Remo e Paysandu chegam, neste momento, à reta final para acender a série B. Torço para que os nossos clubes possam ser vitoriosos e que possamos ver o futebol paraense crescendo cada vez mais”, complementou o governador do Estado, Helder Barbalho. 

A última vez que a Seleção Brasileira de Futebol esteve na capital paraense foi em 2011, no jogo contra a Argentina. O Brasil venceu a disputa por 2 a 0. 

Investimento - Com investimentos de aproximadamente R$ 160 milhões e uma estimativa de 18 meses de obras, o Mangueirão terá capacidade para 55 mil pessoas após a ampliação. Hoje, o espaço tem capacidade para, no máximo, 35 mil espectadores. A intenção é transformar o local em uma arena padrão Fifa, com condições de receber grandes partidas.

Sobre a obra – Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), o projeto para a reforma do Estádio Mangueirão está concluído.  A secretaria abriu processo licitatório para a contratação da empresa que será responsável pela obra. A previsão é que até o final de Janeiro a empresa vencedora do certame seja anunciada.  A Sedop informa ainda que o estádio ficará aberto até o final do Campeonato Brasileiro da Série C, onde Clube do  Remo e Paysandu disputam vagas de acesso para a Série B do futebol nacional.  A expectativa é que a obra de reforma do Estádio seja iniciada até o final do mês de Fevereiro deste ano.

 

Fonte: Por Evaldo Júnior (SECOM)

O Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), em Belém, será palco do jogo entre os times do Paysandu (PA) e do Volta Redonda (RJ) na próxima segunda-feira (22), às 20 h, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol da Série C. O esquema de segurança mobilizará 200 policiais militares, 42 bombeiros, 15 guardas municipais, 33 brigadistas e 40 servidores da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), responsável pela gestão do espaço.

As ações administrativas e de segurança foram definidas em reunião na quarta-feira (17), com a presença de representantes das várias instituições envolvidas. "Da Seel, temos uma equipe trabalhando para garantir o conforto e a segurança do torcedor antes, durante e após o jogo, que envolve profissionais da limpeza, vigilância, tecnologia da informação, gramado, placar e som, monitoramento, imprensa, apoio logístico, eletricistas e bombeiros hidráulicos", informou Adélio Mendes, diretor do Estádio Olímpico do Pará.

Participam efetivamente do trabalho e da organização representantes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Ministério Público, Polícia Civil, bombeiros civis, Tribunal de Justiça do Estado (TJE) e Federação Paraense de Futebol (FPF), representando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os portões utilizados para o acesso do público serão B2 e B3. O portão A2 ficará disponível para a torcida do Volta Redonda. Os estacionamentos B1, B2 e B3 serão abertos a partir das 17 h.

A equipe de arbitragem é do Estado do Amazonas, composta pelo árbitro Ivan da Silva Guimarães Junior e assistentes Uesclei Regison Pereira dos Santos e Alexsandro Lira de Alexandre.

Para o jogo Paysandu e Volta Redonda foram disponibilizados 10 mil ingressos, entre pagantes, sócios-torcedores e gratuidades.

Fonte: Agencia Pará

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016