Na noite de quarta-feira 13, por volta das 21h, a Ronda Ostensiva com apoio de motos da Rocam do 23° Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas, apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil ao delegado plantonista Gabriel Henrique um casal envolvido com drogas, de acordo com o boletim de ocorrência, a mulher foi pega no cruzamento das ruas Mato Grosso e Chico Mendes no bairro da Paz.

A mulher identificada por Karina Cássia Muniz dos Santos, foi pega primeiro, minutos depois a polícia localizou um suposto dependente químico que acabava de chegar na casa de Karina para comprar droga. De acordo com a Polícia Civil, sua guarnição realizava ronda pelo bairro da Paz quando avistou Karina Muniz em atitude suspeita, a mesma caminhava na rua Mato Grosso com Chico Mendes, abordada, com ela a GU encontrou uma substancia em pó branco semelhante a "cocaína", pesando aproximadamente 2,40 gramas.

Indagada sobre a droga, a mesma teria dito que estava comercializando o entorpecente e que em sua casa teria mais um pouco, conduzida até o local, ainda segundo o B.O os policiais encontraram no interior da residência em uma fresta da janela e no bolso de um short estendido no varal, uma porção de uma substância amarelada, em pedra análoga ao "crack", pesando no total aproximadamente 73,00 gramas.

Ainda segundo a GU Karina teria tentado subornar os policiais oferecendo a quantia de R$ 2 mil reais para que não fosse apresentada na delegacia. Ao se preparar para sair da residência, Genilson do Nascimento Cardoso chegou ao local acompanhado de um mototáxita, no mesmo instante foi realizada uma abordagem e revista pessoal, onde foi encontrado com o passageiro uma peteca de "crack", o mesmo teria relatado aos policiais que tinha ido ao local comprar mais drogas para um amigo que estava lhe esperando em um posto de gasolina, entretanto o mesmo não informou o nome do tal amigo.

Mediante os fatos o casal foi apresentado na delegacia para os procedimentos cabíveis. A mulher foi enquadrada na lei antidrogas 11.343/06 por tráfico de entorpecente podendo responder a uma pena que varia de 8 a 15 anos de cadeia.

 

Fonte: Neide Folha  

A Guarnição da Rocam apresentou na delegacia uma dupla acusada de tráfico de entorpecente, com os dois indivíduos a polícia apreendeu mais de meio quilo da substância análoga conhecida como crack. Segundo a polícia, Tales de Oliveira Souto e Alex Lopes da Silva o "Super Choque” pilotavam uma moto Honda CG cor preta, na rodovia Faruk Salmem, já próximo do bairro Novo Horizonte, os suspeitos foram abordados. Com os mesmos foi encontrado a droga.

De acordo com informações da GU que fazia rondas pelo bairro Novo Horizonte quando na Faruk Salmem mais precisamente próximo a delegacia visualizaram Alex Lopes e Tales de Oliveira que ainda tentaram fugir sendo alcançados logo em seguida. Na abordagem foram revistados e foi encontrado em posse de Tales uma sacola com duas mudas de roupas e no fundo da mesma havia meia barra de uma substância amarelada com odor forte e semelhante ao crack, pesando 513 gramas.

Os suspeitos foram levados para o presídio ficando assim à disposição da justiça.

Mediante o flagrante a dupla juntamente com a droga e a moto que possuíam foram encaminhados para a delegacia onde seguiram enquadrados na lei 11.343/2006 por tráfico de drogas. Os mesmos foram levados para o presídio ficando assim à disposição da justiça.

 

Fonte: Neide Folha

Através de denúncia anônima realizada pela população a Polícia Militar chegou até o nacional Cleudiene Soares de 50 anos de idade, residente no bairro Vila Rica, Parauapebas, onde também funcionava um bar de propriedade do acusado.

O mesmo foi preso por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de entorpecente. Com ele a guarnição da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motos (Rocam), apreendeu no estabelecimento comercial, drogas, 20 munições de grosso calibre e uma garrucha de fabricação caseira. O mesmo assumiu ser o dono da arma e munições, mas negou ser dono da droga.

O acusado foi apresentado na delegacia para os procedimentos cabíveis

De acordo com a polícia em um dos bolsos do acusado foram encontrados 11 papelotes da erva cannabis sativa "maconha" e no interior do bar os PMs encontraram mais uma pequena barra da mesma erva que estaria escondida no armário dentro de uma panela.

No entanto o acusado não explicou como a droga foi parar em seu bolso e nem tão pouco em sua panela. Ele foi apresentado na delegacia para os procedimentos cabíveis e deverá responder por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

 

Fonte:Neide Folha

A Guarda Municipal, com apoio de Agentes da Infância e Juventude de Parauapebas, apreendeu e apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil na noite de ontem, sábado, 29, um adolescente de 16 anos de idade.  Ele foi abordado no terminal rodoviário, localizado no bairro Beira Rio, com três petecas de pedra de oxis (pasta base do crack), totalizando 60 gramas, que em dinheiro renderia ao pequeno traficante R$ 150,00, a sim afirmou ele.

Em conversa com a reportagem o garoto disse que tinha 5 passagens pela policia uma delas por latrocínio ocorrido em 2017, quando ele teria matado um homem no bairro da Paz, por causa de 350 reais que sua vítima lhe devia de droga.

De acordo com o GM, Cantanhede, o adolescente foi apreendido no terminal rodoviário onde estaria vendendo droga e,  ao perceber a presença da viatura da Guarda Municipal, o mesmo tentou se evadir, mas sem sucesso.

O garoto de pequena estatura e pouca idade já  carrega nas costas, um latrocínio, (matar para roubar, artigo 157), e também artigo 155, furto qualificado, apreendido 2017, após matar o cabeleireiro que o devia 350, o mesmo foi encaminhado para o Centro de Internação de Adolescentes Masculinos (CIAM), onde ficou por cerca de 05 meses. Novamente o garoto se encontra a disposição da justiça.

(Caetano Silva)

A Polícia Civil de Marabá, por meio do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI/MARABÁ), na data de hoje (22/03/2019), por volta das 1h, realizou a prisão em flagrante delito, pelo crime de Tráfico de drogas, a nacional EDILENE ROCHA RIBEIRO.

Edilene Rocha Ribeiro foi presa em flagrante no centro da cidade de Marabá

A autuada foi presa, no Núcleo Cidade Nova, em Marabá, quando desembarcou de um ônibus interestadual e se preparava para embarcar em um automóvel (UBER), oportunidade em que foi flagrada transportando em uma mala de viagem aproximadamente 20 kg (vinte quilos) de MACONHA prensada, dividida em 35 tabletes.

EDILENE estava trazendo a droga de Aparecida de Goiânia e o seu destino final seria a cidade de Itupiranga/PA.

A flagranteada afirma que seria ‘’mula’’ de um indivíduo, conhecido pela alcunha de ‘’Matemático’’, o qual EDILENE alega desconhecer completamente, declarando que todo tipo de contato foi feito por telefone ou através de pessoas desconhecidas.

Pelo transporte da droga EDILENE afirma que receberia R$ 1.000,00 (mil reais), tendo já recebido, antecipadamente, R$ 600,00 (seiscentos reais) para custear a viagem.

(Caetano Silva)

Presos por volta das 02h30, de segunda-feira (28), Walber Cesar Araújo Lima, 19 anos de idade, e sua esposa Maria Adrielle Sousa de Carvalho, também de 19 anos, foram apresentados na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, acusados de tráfico. Junto com os acusados, a polícia apresentou na delegacia 815 gramas de maconha e uma balança de precisão.

Walber Cesar Araújo Lima, 19 anos de idade, e sua esposa Maria Adrielle Sousa de Carvalho, também de 19 anos.

De acordo com o sargento PM A. Pereira, sua guarnição realizava patrulhamento pelo bairro Novo Paraíso, quando avistaram um veículo celta, prata, em atitude suspeita. Na revista realizada pelos policiais no veículo e no, até então suspeito, foi encontrado nos bolsos dele uma pequena quantidade de maconha.

Conduzido até a residência do casal localizada na rua Bom Jardim, numero 84, bairro da Paz, a guarnição encontrou mais outros papelotes de maconha   totalizando 815 gramas. A reportagem tentou conversar com o apresentado, porém o mesmo não quis falar sobre sua prisão. Após ser ouvida em depoimento, Maria Adrielle Sousa, companheira de Walber Cesar foi liberada enquanto que o mesmo foi recolhido, ficando a disposição da justiça.

(Reportagem: Caetano Silva)

Na tarde de ontem, quinta-feira (26), Cícera Pereira da Silva, Samuel Sousa Torres junto com uma adolescente de 17 anos, foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Canaã dos Carajás, após uma denúncia anônima relatando que ambos estavam envolvidos com desmanches de veículos roubados. Os três acabaram sendo pego em flagrante com entorpecentes.

Segundo a Polícia Militar, a informação apontava que caminhonetes que estavam sendo roubadas na região sudeste estavam sendo levadas para Canaã dos Carajás. Depois de investigações a polícia acabou descobrindo três casas suspeitas em uma área conhecida como “invasão”, frente à rotária do projeto S11D, de serem o apoio para os suspeitos dos roubos.

Na abordagem Samuel tentou fugir correndo pelos fundos de um dos imóveis, desobedecendo a ordem de parada, cruzou cercas e plantações, momento em que caiu e acabou sendo imobilizado. A Polícia Militar afirma que ele ainda reagiu à prisão, precisando ser algemado, devido sua exaltação. Os policiais encontraram um pedaço de maconha, uma espingarda caseira tipo “Por fora”, um motor de motocicleta, juntamente com duas bengalas e uma descarga de motocicleta. As peças estavam escondidas dentro de um tambor na lateral da residência de Samuel.

Na tarde de ontem, quinta-feira (26), Cícera Pereira da Silva, Samuel Sousa Torres junto com uma adolescente de 17 anos, foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Canaã dos Carajás, após uma denúncia anônima relatando que ambos estavam envolvidos com desmanches de veículos roubados. Os três acabaram sendo pego em flagrante com entorpecentes.


Segundo a Polícia Militar, a informação apontava que caminhonetes que estavam sendo roubadas na região sudeste estavam sendo levadas para Canaã dos Carajás. Depois de investigações a polícia acabou descobrindo três casas suspeitas em uma área conhecida como “invasão”, frente à rotária do projeto S11D, de serem o apoio para os suspeitos dos roubos.

Na abordagem Samuel tentou fugir correndo pelos fundos de um dos imóveis, desobedecendo a ordem de parada, cruzou cercas e plantações, momento em que caiu e acabou sendo imobilizado. A Polícia Militar afirma que ele ainda reagiu à prisão, precisando ser algemado, devido sua exaltação. Os policiais encontraram um pedaço de maconha, uma espingarda caseira tipo “Por fora”, um motor de motocicleta, juntamente com duas bengalas e uma descarga de motocicleta. As peças estavam escondidas dentro de um tambor na lateral da residência de Samuel.
 Peças apreendidas na casa de Samuel   

Os militares afirmam que a todo momento o acusado proferia palavras de baixo calão contra a guarnição militar e ameaças, dizendo que “isso não iria ficar dessa forma”. Alegou que estava apenas usando a maconha apreendida e que não sabia de quem eram as peças encontradas em seu quintal.
Ainda seguindo as buscas, os policiais encontraram na bolsa da adolescente um pedaço de maconha, R$235 em espécie e segundo os policiais, com odores característicos de maconha. Na delegacia, ainda em revista, foram encontradas mais quatro petecas de crack em posse da adolescente.

Já na casa de Cícera foi encontrada outra espingarda caseira “por fora” e enterrado no quintal um saco de fumo contendo quatro pedaços de maconha; ao ser questionada sobre a procedência da droga, ela informou aos policiais que pertencia a um homem identificado pelo apelido “Kiko”. No aparelho celular dela os militares encontraram conversas com esta pessoa. “Kiko” afirmava nas mensagens estar praticando assaltos na região e enviava fotografias dele portando uma pistola.

A PM sustenta que Cícera possui várias conversas com membros do PCC e fazendo alusão às simbologias do Primeiro Comando da Capital (PCC), dando a entender que a mulher dá apoio aos membros da facção criminosa, que a chamam de “tia” em várias mensagens. Os três foram apresentados à Polícia Civil que deverá investigar o envolvimento em diferentes crimes.
 
(Fonte: Jornal In Foco-reportagem Stephanny Sousa)

Por volta das 08h00, da manhã de terça-feira, 17, foram apresentados na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, pela GU da Polícia Militar, os nacionais Francinaldo Pereira Costa, 23 anos de idade, foragido do Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA), de Marabá, desde 06/05/2018, capturado em sua casa na rua V-8, bairro Cidade Jardim, Parauapebas.

Foram apreendidos com o traficante papelotes de maconha, celulares e dinheiro.

Em ato continuo, a PM também apresentou Thiago Fernandes Carvalho, de 20 anos, preso na rua Fortaleza bairro Rio Verde acusado de tráfico de entorpecente com foi encontrado 12 papelotes de maconha prensada pronta para a comercialização e uma certa quantia em dinheiro. A reportagem tentou falar com os acusados, porém os mesos não quiseram papo com a imprensa. (Caetano Silva)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016