Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

O Google anunciou nesta terça-feira (3) que deixará de usar o histórico específico de navegação das pessoas para vender anúncios na internet a partir do ano que vem.

A companhia anunciou em 2020 que deixaria de autorizar a coleta de cookies de terceiros em seu navegador Chrome, um mecanismo que permite rastreamento através de diferentes sites (entenda mais abaixo).

Agora, a gigante das buscas afirmou que não criará identificadores alternativos para rastrear as pessoas enquanto elas navegam na web, que serviriam para substituir os cookies de terceiros.

Para continuar oferecendo publicidade direcionada para as pessoas com base em seus interesses, o Google afirmou que trabalha em uma abordagem que "esconde" as pessoas "no meio da multidão", agrupando usuários com comportamentos similares.

A decisão do Google é relevante pelo fato de ser a maior empresa de publicidade digital do mundo.

Esse mercado é a principal fonte de receitas da companhia – o negócio gerou US$ 46,2 bilhões no 4º trimestre de 2020, o que representa 82% de seu faturamento.

Os rastreadores são utilizados para oferecer anúncios na web especificamente direcionados, o que aumenta as chances de interessarem as pessoas.

O rastreamento individualizado é alvo de críticas por especialistas que defendem a privacidade. O tema também aparece em leis que regulamentam a proteção de dados, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

A novidade não muda a maneira com que o Google lida com dados proprietários – aqueles que uma empresa recebe diretamente de um usuário e que não resultam de um intercâmbio de informações.

Se um anunciante quiser mostrar publicidade para um usuário específico no YouTube e usar o endereço de e-mail dessa pessoa para encontrá-la, por exemplo, nada irá mudar.

A diferença é que esse mesmo anúncio não vai poder ser exibido quando o usuário estiver navegando em outros sites (o que seria possível com cookies de terceiros).

O que são cookies?

O anúncio do Google está relacionado com uma novidade no navegador Chrome, anunciada em 2020, que passou a bloquear cookies de terceiros. O plano da empresa é parar de usar essa tecnologia de rastreamento até 2022.

Os cookies são dados armazenados pelo navegador a pedido dos sites na internet.

São pequenos arquivos enviados por sites que ficam armazenados no navegador do seu computador que contam às empresas algumas informações de comportamento.

É com eles que o seu navegador pode contar a um site que você já esteve ali ou que adicionou um item ao carrinho de compras em uma loja virtual, por exemplo.

Cookies de rastreamento armazenam números identificadores que anúncios publicitários podem ler para associar cliques e visitas a um mesmo internauta.

Os cookies de terceiros permitem um intercâmbio de informações entre diferentes sites, para oferecer publicidade personalizada com base num histórico de navegação amplo.

Com o bloqueio de cookies de terceiros no Chrome, havia a expectativa de o Google criar novos mecanismos de rastrear os usuários para oferecer publicidade personalizada – o que não irá acontecer, de acordo com o anúncio desta quarta (3).

Alternativa

Para continuar entregando publicidade digital com base nos interesses das pessoas, o Google afirmou estar desenvolvendo soluções que consideram a privacidade.

Uma tecnologia da companhia analisa os hábitos de navegação dos usuários em seus próprios dispositivos e permite que os anunciantes direcionem seus anúncios para grupos agregados de usuários com interesses semelhantes, em vez de usuários individuais.

Na prática, em vez de vender anúncios com base no histórico de um indivíduo, a companhia irá analisar históricos de várias pessoas e reuni-las em grupos com interesses similares para vender a publicidade.

O Google disse que planeja iniciar testes para que anunciantes comprem espaços publicitários usando essa tecnologia no segundo trimestre desse ano.

Os esforços centrados em privacidade não são exclusividade da gigante das buscas. Empresas como a Apple e navegadores como o Firefox se posicionam contra a utilização dos cookies de terceiros.

Por outro lado, empresas menores que utilizam rastreamento entre sites acusam a Apple e o Google de usar a privacidade como pretexto para mudanças que prejudicam os concorrentes.

Processos contra o Google

O Google é alvo de 3 processos nos EUA por práticas anticompetitivas. Todos se relacionam em alguma medida com o poder da companhia no mercado de publicidade digital.

Em uma dessas ações, as autoridades dizem que a empresa teria mantido sua posição no mercado de buscas on-line ao abusar de seu poder em outras áreas como o de assistentes de voz, carros conectados e publicidade digital.

O Google nega as acusações e diz que "as pessoas usam o Google porque querem – não porque são forçadas ou porque não conseguem encontrar alternativas".

 

Fonte: Por G1

Com o tombo histórico de 4,1% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, o Brasil saiu do ranking das 10 maiores economias do mundo e caiu para a 12ª colocação, segundo levantamento da agência de classificação de risco Austin Rating. Em 2019, o Brasil ficou na 9ª posição.

De acordo com o ranking, o Brasil foi superado em 2020 por Canadá, Coreia e Rússia.

O comparativo considera o PIB dos países em valores correntes, em dólares. Veja quadro abaixo:

Nem todos os países, no entanto, divulgaram os dados oficiais ou finais do PIB de 2020. O ranking definitivo das maiores economia do mundo deve ser divulgado em abril, após a divulgação dos resultados consolidados pelo FMI (Fundo Monetário Internacional).

"Teria uma chance da Rússia ter um número muito ruim e cair bastante, daí o Brasil voltaria para 11º, acho que no máximo isso. Austrália dificilmente vai superar o Brasil porque a diferença é muito grande", afirma Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating.

O levantamento mostra ainda que o resultado do PIB do Brasil em 2020 ficou na 21ª colocação num comparativo entre as 50 maiores economias do mundo. Os maiores tombos foram registrados pelo Peru (-11,1%), Espanha (-11%) e Reino Unido (-9,9%). Da lista, apenas 3 países tiveram crescimento na comparação com 2019: Taiwan (3,1%), China (2%) e Turquia (1,6%).

Com base nas projeções do FMI para 2021, a Austin estima que o Brasil pode cair para a 14ª posição no ranking das maiores economias do mundo, sendo superado também pela Austrália e Espanha, considerando um cenário de alta de 3,3% do PIB brasileiro no ano e uma taxa de câmbio média de R$ 5,2456 por dólar.

Entre 2010 e 2014, o Brasil se manteve na 7ª posição. No pior momento, em 2003, ficou na 14ª posição. O ranking da Austin Rating faz o comparativo das maiores economias do mundo desde 1994.

PIB ano a ano — Foto: Anderson Cattai/G1

 

 

O Inter está no mercado em busca de peças para tornar viável o modelo de jogo do novo técnico Miguel Ángel Ramírez. O treinador diagnosticou como principal carência do grupo colorado a falta de ponteiros e quer, ainda, a contratação de um zagueiro técnico e de um primeiro volante com alta qualidade no passe.

 

Como as equipes de Ramírez costumam ter uma alta posse de bola, o passe é uma virtude importante para todos os atletas. Na defesa, o treinador gosta de contar com zagueiros técnicos. Além disso, a lesão grave de Rodrigo Moledo criou uma carência numérica no setor. Diante disso, um novo defensor será buscado.

No modelo de Ramírez, o camisa 5 é uma espécie de "cérebro" do meio-campo, vital para a armação das jogadas. Para isso, é necessário que o primeiro volante tenha uma boa qualidade, tanto no passe curto como no passe longo. Na avaliação do treinador, não há jogadores com esta característica no grupo.

Atual titular, o volante Rodrigo Dourado tem um bom passe curto, mas não tem como virtude o passe longo. O meio-campista deve receber uma chance, mas, caso não se adapte ao esquema, não está descartado que o camisa 13 seja experimentado como zagueiro.

Contudo, a principal carência é a falta de ponteiros. Como o grupo de 2020 foi montado quando o técnico era Eduardo Coudet, que não utilizava atacantes pelo lado, um dos problemas é a escassez de atletas com esta característica. Os únicos são o garoto Caio Vidal, que foi buscado na base por Abel Braga, e Guilherme Pato, que voltou de empréstimo da Ponte Preta. 

O reforço mais próximo é justamente um ponta direita. O atacante chileno Carlos Palacios, 20 anos, do Unión Española-CHI, depende de poucos detalhes para ser anunciado. Um outro jogador para o lado esquerdo ainda será buscado.

 

Confirma os quatro reforços que são prioridade no Inter: 

 

Zagueiro técnico:


Ramírez quer um zagueiro com boa qualidade no passe, algo vital para o seu esquema em que a posse de bola costuma ser alta. 

 

Camisa 5:


No esquema do espanhol, o primeiro volante precisa ser bom no passe curto e no passe longo, pois é um jogador vital para organizar as jogadas e armar o jogo. 

 

Ponta-direita e ponta-esquerda:


Adepto do 4-3-3, Ramírez joga com atacantes abertos pelas extremidades do campo. No grupo colorado, há uma carência de atletas que atuam nesta função.

 

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br

Série mais vista do mundo, WandaVision está a poucos dias de chegar ao fim. A produção, a primeira do MCU a chegar no Disney+, foi alvo de inúmeras teorias difundidas pela internet. Algumas, como a verdadeira identidade de Agness (Kathryn Hahn), estavam corretas. Outras, no entanto, devem passar bem longe. Matt Shakman, diretor da minissérie, afirmou que essas expectativas por determinadas revelações podem fazer alguns fãs se desapontarem.

“Alguns fãs com certeza ficarão decepcionados por causa de uma teoria [errada] ou outra”, disse Shakman à EW. “Mas estávamos o tempo todo contando essa história sobre Wanda (Elizabeth Olsen) lidando com o luto e aprendendo a aceitar perdas e espero que as pessoas achem o finale surpreendente e satisfatório, o que é inevitável, porque ainda é a mesma história que estávamos contando até agora”.

O cineasta afirmou também que o episódio final, que vai ao ar nesta sexta-feira (5), não será focado apenas na ação. “É uma história de amor, de perda, e acho que as pessoas se identificam ainda mais com isso durante esta pandemia da qual estamos tentando sobreviver. Entendemos de onde Wanda está vindo, então nos identificamos mais facilmente”.

Em outra conversa, desta vez ao TVLine, Shakman disse que alguns fãs verão suas teorias se concretuzando e "se sentirão muito inteligentes".

Com episódios novos todas as sextas-feiras no Disney+, a série WandaVision usa a referência de sitcoms para mostrar a rotina do casal Wanda (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) e como eles tentam se encaixar em uma rotina normal. A produção terá nove episódios ao todo e o capítulo final irá ao ar em 5 de março.

 

Fonte: https://www.omelete.com.br

 

O Amazônia 1, primeiro satélite completamente brasileiro, opera normalmente e iniciou nesta quarta-feira (3) o envio das primeiras imagens ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O equipamento foi lançado ao espaço na madrugada de domingo (28) e a operação segue como prevista, segundo o Inpe.

Clézio di Nardin, diretor do Inpe, afirmou que o satélite está em órbita sem apresentar nenhum problema. O esclarecimento foi feito após uma empresa de rastreamento de satélites indicar irregularidades de sinal do Amazônia 1.

“Não é fato que ele está descontrolado. O lançamento do satélite foi um sucesso. Não há registro de qualquer intercorrência”, disse Clézio ao G1.

Nesta quarta-feira (3), o satélite enviou do espaço as primeiras imagens ao Inpe. Apesar disso, o Amazônia 1 segue em fase de testes, que devem ser concluídos no dia 15 de março. Somente disso, o Inpe terá a primeira imagem oficial feita pelo satélite.

"É uma fase de testes, estamos testando todos os subsistemas do satélite. Bateria, painéis, câmera, liga e desliga, inclusive umas manobrazinhas para colocar ele na órbita precisa dele. Essa fase inicial leva até o dia 15 de março, aí teremos a primeira imagem definitiva, oficial do Inpe", explicou Clézio.

Lançamento

O Amazônia 1 foi lançado ao espaço na madrugada deste domingo (28). O lançamento ocorreu às 1h54, no Centro de Lançamento Sriharikota, na Índia. O satélite brasileiro foi ao espaço juntamente com os satélites Sindhu Netra (India), Nanoconnect-2 e SpaceBee (12 ) (ambos dos Estados Unidos).

O equipamento é o primeiro satélite completamente brasileiro, um projeto de oito anos desenvolvido no Inpe, em São José dos Campos.

O Amazônia 1 é o terceiro a formar o sistema Deter e vai auxiliar na observação e no monitoramento do desmatamento na região amazônica. Com 4 metros de comprimento e 640 kg, o Amazônia 1 vai ficar a 752 quilômetros acima da superfície da Terra em uma órbita entre os polos norte e sul e vai capturar imagens em alta resolução.

Do espaço, ele vai mandar o sinal para três estações de monitoramento no Brasil: uma em Cuiabá (MT), a outra em Alcântara (MA) e a terceira em Cachoeira Paulista (SP). Todos os movimentos do satélite serão coordenados de uma outra estação, que fica no Inpe.

Investimentos e paradas no projeto

O projeto começou há oito anos, na sede do Inpe, e teve um investimento de R$ 400 milhões e envolvimento de diversos pesquisadores.

Após oito anos para construção, com ameaças de paradas no projeto por falta de orçamento, ele foi concluído para testes em dezembro de 2020. No Inpe, o equipamento passou por uma bateria de análises até a liberação para transporte, que foi feita ainda em dezembro.

Inicialmente, o lançamento estava previsto para o dia 22 de janeiro, mas a data foi remarcada. A mudança foi feita a pedido da equipe de lançamento, que pediu mais tempo para as etapas finais de preparação. Com isso, a data foi alterada para este domingo.

Foi montado um esquema de transporte com o satélite desmontado. Ele foi levado por um avião cargueiro e passou pelo Senegal antes de chegar ao seu destino final, na Índia.

 

Fonte: Por Poliana Casemiro, G1 Vale do Paraíba e Região

A Prefeitura de Parauapebas torna pública a nomeação dos candidatos aprovados no Concurso Público nº 001/2017/PMP, destinado ao preenchimento de vagas para cargos de professores, para o quadro de pessoal efetivo de nível superior da Prefeitura, conforme publicação na Imprensa Oficial do Estado do Pará – IOEPA Edição Nº 34.503, Protocolo Nº 631648, no dia 01 de março de 2021.

Em virtude disto, a Prefeitura de Parauapebas solicita o comparecimento dos candidatos nomeados à Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos, localizada no Morro dos Ventos,Bairro Beira Rio II, nos dias 10 e 11 de março de 2021, conforme Cronograma de Habilitação, munido de cópia legível dos Documentos e da via original dos Exames, conforme Edital Nº 001/2017-Abertura eEdital Nº 02/2018 – Retificações.

Considerando o Decreto nº 254, de 23 de Janeiro de 2021, que dispõe sobre medidas temporárias dedistanciamento controlado, visando a prevenção e o enfrentamento à pandemia da COVID-19, no município de Parauapebas, solicitamos que os candidatos convocados compareçam no dia dahabilitação, somente no horário previsto conforme o Cronograma de Habilitação.

Para visualizar o cronograma de habilitação clique AQUI 

Para visualizar a relação de documentos clique AQUI

Para visualizar os exames clique AQUI

 

Assessoria de Comunicação – ASCOM | PMP

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Prefeitura de Canaã inicia, na próxima segunda-feira (8), às 19h30, a série de lives do seminário “Mulher: direitos, empreendedorismo e mercado de trabalho”. Serão três oportunidades nas quais um tema será discutido por semana. 

O primeiro será sobre os direitos da mulher, com participação da prefeita Josemira Gadelha, da presidente interina da subseção da OAB de Canaã dos Carajás, Verônica Bezerra da Silva e da Chefe do Controle Interno do IDURB, Deisy Eustáquia de Resende Mendes Pena, que irá moderar o debate. 

O evento oferecerá uma certificação que poderá servir como atividade complementar. Os interessados em recebê-la deverão se inscrever pelo link: https://forms.gle/2earc2tc3ABSxSgq7

Saiba mais sobre as participantes:

Josemira Gadelha é a prefeita de Canaã dos Carajás, advo gada, formada na UFPB, pós-graduada em direito civil, constitucional, trabalhista e criminal, ex presidente da OAB – subseção de Canaã dos Carajás.

Deisy Eustáquia de Resende Mendes Pena é Advogada, terapeuta em Constelações Familiares e Chefe do Controle Interno do Idurb.

Verônica Bezerra da Silva é Advogada, membro da diretoria da OAB – Subseção de Canaã dos Carajás, e durante o mês da mulher, está ocupando temporariamente o cargo de presidente da Subseção.

Serviço:

Seminário Online: “Mulher: direitos, empreendedorismo e mercado de trabalho”

Data: 08/03

Horário: 19h30

Inscrições pelo link: https://forms.gle/2earc2tc3ABSxSgq7

 

Fonte: Por Redação Ascom/Pmcc

Visando um melhor atendimento aos pacientes acometidos pela Covid-19, a prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio do Núcleo de Educação Permanente da Secretaria Municipal de Saúde, realizou uma capacitação voltada para os médicos que atuam no Hospital Municipal Daniel Gonçalves e das Unidades Básicas de Saúde, com o tema: Covid e suas sequelas imediatas, tardias e crônicas.

O treinamento foi realizado no centro de Formação dos Profissionais da Educação, na segunda e terça-feira (1 e 2). De acordo com médico Caio Frazão, responsável pela capacitação, a Covid é uma doença que requer atenção e tratamento a longo prazo, mesmo em pacientes já recuperados.

“Nossa intenção é fazer um reforço, sobre as complicações dessa doença que tanto acomete a população, e agora a gente começa a lidar as complicações dela, que vão ter sequelas para muitas pessoas”, disse. “Por isso precisamos garantir a sensibilidade dos profissionais, pra poder detectar e conduzir com maior acurácia esses pacientes”, concluiu.

 

Acompanhado de prefeitos da região metropolitana de Belém, o Governador do Estado do Pará, Helder Barbalho (MDB) anunciou na noite de terça-feira (2) um pacote de novas medidas de combate à pandemia do novo coronavírus, causador da Covid-19.

A partir desta quarta-feira (3), de acordo com o líder maior do Pará, o bandeiramento de combate à Covid-19 passa a ser vermelho em todo o território estadual, e com isso, novas medidas serão determinadas a partir da atualização do Decreto Estadual que será publicada nas próximas horas no Diário Oficial do Pará.

Elevaremos o bandeiramento para vermelho em todo o território paraense e iremos agir no sentido de preservar algumas atividades não essenciais, porém, em outras, se farão necessárias restrições”, destacou Helder Barbalho.

Confira abaixo as principais medidas anunciadas por Helder Barbalho durante a coletiva de imprensa:

• Proibição de aglomerações, reuniões, passeatas, carreatas e outros eventos que ultrapassem o limite máximo de 10 pessoas;

• Proibição de práticas esportivas que ultrapassem o limite de duas pessoas;

• Eventos privados estão liberados com limite máximo de até dez pessoas, com permissão de apresentação musical no limite máximo de duas pessoas;

• Bares, restaurantes e lanchonetes poderão funcionar com 50% da capacidade até 18 horas;

• Venda de bebidas alcoólicas estão proibidas após às 18h00;

• Lojas de conveniências e supermercados estão proibidos de vender bebidas alcoólicas após às 18h00;

• Fica proibida a circulação de pessoas em todo o território paraense (toque de recolher) no período de 22h00 até 5h00, com exceção de profissionais de atividades essenciais, destacando saúde, segurança e pessoas que estejam necessitando circular com atendimento em saúde ou âmbito profissional.

 

Use máscara, higienize as mãos e mantenha o distanciamento. Na terça-feira, 2 de março registramos 121 casos de Covid-19. A taxa de ocupação de leitos está 43%.

Se tiver sintomas, procure atendimento médico.

Histórico de pacientes:

1          .           Mulher           de       55       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

2          .           Homem          de       37       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

3          .           Mulher           de       17       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

4          .           Mulher           de       15       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

5          .           Mulher           de       38       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

6          .           Homem          de       41       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

7          .           Mulher           de       42       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

8          .           Homem          de       60       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

9          .           Homem          de       39       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

10       .           Homem          de       56       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

11       .           Homem          de       31       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

12       .           Homem          de       45       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

13       .           Mulher           de       28       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

14       .           Mulher           de       29       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

15       .           Homem          de       23       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

16       .           Homem          de       60       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

17       .           Homem          de       16       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

18       .           Homem          de       25       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

19       .           Mulher           de       43       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

20       .           Mulher           de       53       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

21       .           Homem          de       34       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

22       .           Homem          de       46       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

23       .           Mulher           de       28       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

24       .           Homem          de       27       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

25       .           Homem          de       31       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

26       .           Homem          de       16       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

27       .           Mulher           de       57       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

28       .           Homem          de       37       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

29       .           Homem          de       36       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

30       .           Homem          de       36       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

31       .           Mulher           de       50       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

32       .           Mulher           de       39       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

33       .           Homem          de       28       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

34       .           Mulher           de       41       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

35       .           Homem          de       24       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

36       .           Homem          de       46       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

37       .           Mulher           de       53       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

38       .           Homem          de       39       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

39       .           Homem          de       37       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

40       .           Mulher           de       49       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

41       .           Homem          de       55       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

42       .           Mulher           de       40       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

43       .           Mulher           de       20       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

44       .           Mulher           de       27       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

45       .           Homem          de       30       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

46       .           Homem          de       63       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

47       .           Mulher           de       24       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

48       .           Homem          de       40       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

49       .           Homem          de       22       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

50       .           Mulher           de       41       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

51       .           Mulher           de       34       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

52       .           Homem          de       44       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

53       .           Homem          de       32       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

54       .           Homem          de       49       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

55       .           Mulher           de       43       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

56       .           Homem          de       73       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

57       .           Mulher           de       64       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

58       .           Mulher           de       15       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

59       .           Mulher           de       35       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

60       .           Homem          de       57       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

61       .           Homem          de       64       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

62       .           Criança          de       7          anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

63       .           Homem          de       44       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

64       .           Homem          de       39       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

65       .           Mulher           de       27       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

66       .           Homem          de       46       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

67       .           Mulher           de       33       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

68       .           Mulher           de       45       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

69       .           Homem          de       18       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

70       .           Homem          de       22       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

71       .           Mulher           de       54       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

72       .           Mulher           de       34       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

73       .           Homem          de       34       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

74       .           Mulher           de       27       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

75       .           Mulher           de       24       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

76       .           Homem          de       21       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

77       .           Homem          de       38       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

78       .           Mulher           de       34       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

79       .           Homem          de       37       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

80       .           Homem          de       26       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

81       .           Mulher           de       33       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

82       .           Mulher           de       26       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

83       .           Homem          de       37       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

84       .           Homem          de       54       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

85       .           Homem          de       55       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

86       .           Homem          de       35       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

87       .           Mulher           de       34       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

88       .           Mulher           de       45       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

89       .           Mulher           de       66       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

90       .           Homem          de       23       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

91       .           Homem          de       13       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

92       .           Mulher           de       15       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

93       .           Homem          de       31       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

94       .           Homem          de       17       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

95       .           Homem          de       54       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

96       .           Mulher           de       37       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

97       .           Homem          de       60       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

98       .           Mulher           de       59       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

99       .           Homem          de       30       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

100     .           Mulher           de       30       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

101     .           Homem          de       17       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

102     .           Mulher           de       16       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

103     .           Criança          de       9          anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

104     .           Mulher           de       31       anos.  Isolamento domiciliar.        PCR

105     .           Mulher           de       26       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

106     .           Homem          de       21       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

107     .           Mulher           de       32       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

108     .           Mulher           de       32       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

109     .           Mulher           de       31       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

110     .           Homem          de       60       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

111     .           Mulher           de       57       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

112     .           Homem          de       13       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

113     .           Homem          de       38       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

114     .           Mulher           de       44       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

115     .           Mulher           de       46       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

116     .           Mulher           de       30       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

117     .           Homem          de       31       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

118     .           Homem          de       38       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

119     .           Mulher           de       37       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

120     .           Homem          de       19       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

121     .           Homem          de       69       anos.  Isolamento domiciliar.        TR

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016