Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

Durante agenda de quinta-feira (07), na cidade do Rio de Janeiro, o governador Helder Barbalho participou de uma reunião com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol Rogério Caboclo e outros integrantes da entidade. O objetivo do encontro foi oficializar, junto à CBF, o interesse de promover, em 2022, uma partida da seleção Brasileira de futebol na reinauguração do estádio Estadual Jornalista Edgar Proença, o Mangueirão.

‘É uma satisfação poder estar aqui na CBF, junto com o presidente Rogério Caboclo , junto com o coronel Nunes, ex-presidente da CBF, que representa o nosso Estado nas decisões da cúpula do futebol brasileiro, neste momento em que nós estamos nos avizinhando da data de início da recuperação de uma ampla reforma do nosso estádio Mangueirão. Oficiamos à CBF o desejo de recebermos a seleção Brasileira na reabertura da nossa praça esportiva. Já dialogamos com o professor Tite, com a comissão técnica, e claro, cumpriremos com as nossas obrigações de estar com o estádio adequado para os nossos torcedores e com condições de receber grandes eventos", detalhou o governador.

Ele ainda lembrou que os paraenses estão vivendo um momento de grande expectativa. "Remo e Paysandu chegam, neste momento, à reta final para acender a série B. Torço para que os nossos clubes possam ser vitoriosos e que possamos ver o futebol paraense crescendo cada vez mais”, complementou o governador do Estado, Helder Barbalho. 

A última vez que a Seleção Brasileira de Futebol esteve na capital paraense foi em 2011, no jogo contra a Argentina. O Brasil venceu a disputa por 2 a 0. 

Investimento - Com investimentos de aproximadamente R$ 160 milhões e uma estimativa de 18 meses de obras, o Mangueirão terá capacidade para 55 mil pessoas após a ampliação. Hoje, o espaço tem capacidade para, no máximo, 35 mil espectadores. A intenção é transformar o local em uma arena padrão Fifa, com condições de receber grandes partidas.

Sobre a obra – Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), o projeto para a reforma do Estádio Mangueirão está concluído.  A secretaria abriu processo licitatório para a contratação da empresa que será responsável pela obra. A previsão é que até o final de Janeiro a empresa vencedora do certame seja anunciada.  A Sedop informa ainda que o estádio ficará aberto até o final do Campeonato Brasileiro da Série C, onde Clube do  Remo e Paysandu disputam vagas de acesso para a Série B do futebol nacional.  A expectativa é que a obra de reforma do Estádio seja iniciada até o final do mês de Fevereiro deste ano.

 

Fonte: Por Evaldo Júnior (SECOM)

O aterro controlado de Canaã dos Carajás, considerado um dos melhores da região, será usado como referência para a prefeitura de Xinguara, que pretende implantar um aterro nos mesmos moldes no município vizinho.

Na quinta-feira (7), o secretário-adjunto de Saúde de Xinguara, Adriano Badotti, o secretário de Meio Ambiente, Clécio Witeck e o advogado Fabrício Faria, assessor de gabinete do município vizinho, visitaram o aterro para conhecer a experiência.

As autoridades também realizaram uma visita de cortesia à prefeita Josemira Gadelha. Estiveram presentes ainda o secretário de Planejamento de Canaã, Geam Meirey, e o de Governo, Roberto Andrade, além do engenheiro sanitarista responsável pelo aterro, Osmar Ribeiro.

Sobre o aterro

Com as operações iniciadas em 2014, o aterro controlado de Canaã deu fim ao antigo lixão, e ao mau cheiro e contaminação que até então marcavam o local. O aterro já foi elogiado, inclusive, por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará, que visitaram o local para estudar a viabilidade de aproveitamento do gás metano produzido pelos resíduos do aterro para a geração de energia renovável (energia elétrica ou biocombustível veicular).

 

Fonte: Por Wellington Borges

O vírus está circulando por aí e o número de casos chegou a 212 na quinta-feira, 7 de janeiro. A taxa de ocupação de leitos para Covid-19 em Parauapebas está em 62%. Não vacile com os cuidados. Se tiver sintomas, procure a UBS mais próxima da sua casa,

Histórico dos pacientes:

1             .              Homem               de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

2             .              Mulher                 de          37           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

3             .              Mulher                 de          53           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

4             .              Homem               de          44           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

5             .              Mulher                 de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

6             .              Homem               de          51           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

7             .              Homem               de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

8             .              Mulher                 de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

9             .              Homem               de          62           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

10           .              Mulher                 de          52           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

11           .              Mulher                 de          54           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

12           .              Mulher                 de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

13           .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

14           .              Criança                 de          0             ano.       Isolamento domiciliar.  TR

15           .              Homem               de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

16           .              Mulher                 de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

17           .              Homem               de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

18           .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

19           .              Homem               de          53           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

20           .              Homem               de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

21           .              Mulher                 de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

22           .              Mulher                 de          14           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

23           .              Homem               de          26           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

24           .              Mulher                 de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

25           .              Homem               de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

26           .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

27           .              Homem               de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

28           .              Homem               de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

29           .              Homem               de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

30           .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

31           .              Homem               de          22           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

32           .              Mulher                 de          17           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

33           .              Homem               de          19           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

34           .              Homem               de          13           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

35           .              Homem               de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

36           .              Homem               de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

37           .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

38           .              Homem               de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

39           .              Mulher                 de          37           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

40           .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

41           .              Mulher                 de          46           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

42           .              Homem               de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

43           .              Mulher                 de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

44           .              Mulher                 de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

45           .              Homem               de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

46           .              Homem               de          13           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

47           .              Homem               de          64           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

48           .              Homem               de          18           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

49           .              Mulher                 de          21           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

50           .              Homem               de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

51           .              Homem               de          30           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

52           .              Mulher                 de          47           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

53           .              Homem               de          47           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

54           .              Homem               de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

55           .              Homem               de          48           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

56           .              Homem               de          44           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

57           .              Mulher                 de          13           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

58           .              Homem               de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

59           .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

60           .              Homem               de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

61           .              Mulher                 de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

62           .              Homem               de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

63           .              Mulher                 de          19           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

64           .              Mulher                 de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

65           .              Homem               de          16           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

66           .              Mulher                 de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

67           .              Mulher                 de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

68           .              Mulher                 de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

69           .              Homem               de          66           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

70           .              Homem               de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

71           .              Homem               de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

72           .              Mulher                 de          68           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

73           .              Homem               de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

74           .              Homem               de          22           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

75           .              Mulher                 de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

76           .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

77           .              Mulher                 de          19           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

78           .              Mulher                 de          53           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

79           .              Homem               de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

80           .              Homem               de          51           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

81           .              Mulher                 de          59           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

82           .              Homem               de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

83           .              Mulher                 de          20           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

84           .              Mulher                 de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

85           .              Mulher                 de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

86           .              Mulher                 de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

87           .              Homem               de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

88           .              Homem               de          37           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

89           .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

90           .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

91           .              Mulher                 de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

92           .              Homem               de          51           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

93           .              Mulher                 de          50           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

94           .              Mulher                 de          59           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

95           .              Mulher                 de          37           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

96           .              Homem               de          54           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

97           .              Homem               de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

98           .              Mulher                 de          44           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

99           .              Homem               de          73           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

100         .              Mulher                 de          18           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

101         .              Homem               de          43           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

102         .              Homem               de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

103         .              Homem               de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

104         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

105         .              Mulher                 de          65           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

106         .              Mulher                 de          30           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

107         .              Mulher                 de          60           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

108         .              Mulher                 de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

109         .              Homem               de          18           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

110         .              Mulher                 de          22           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

111         .              Homem               de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

112         .              Mulher                 de          50           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

113         .              Mulher                 de          21           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

114         .              Mulher                 de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

115         .              Homem               de          63           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

116         .              Mulher                 de          26           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

117         .              Mulher                 de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

118         .              Homem               de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

119         .              Homem               de          37           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

120         .              Mulher                 de          17           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

121         .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

122         .              Mulher                 de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

123         .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

124         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

125         .              Homem               de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

126         .              Mulher                 de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

127         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

128         .              Mulher                 de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

129         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

130         .              Mulher                 de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

131         .              Mulher                 de          65           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

132         .              Homem               de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

133         .              Homem               de          54           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

134         .              Homem               de          17           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

135         .              Mulher                 de          47           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

136         .              Homem               de          22           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

137         .              Mulher                 de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

138         .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

139         .              Mulher                 de          46           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

140         .              Homem               de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

141         .              Mulher                 de          20           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

142         .              Homem               de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

143         .              Mulher                 de          14           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

144         .              Criança                 de          7             anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

145         .              Homem               de          13           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

146         .              Homem               de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

147         .              Mulher                 de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

148         .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

149         .              Homem               de          46           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

150         .              Mulher                 de          44           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

151         .              Mulher                 de          47           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

152         .              Homem               de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

153         .              Mulher                 de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

154         .              Mulher                 de          63           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

155         .              Homem               de          54           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

156         .              Homem               de          51           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

157         .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

158         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

159         .              Mulher                 de          19           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

160         .              Mulher                 de          62           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

161         .              Homem               de          56           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

162         .              Mulher                 de          59           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

163         .              Homem               de          52           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

164         .              Mulher                 de          48           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

165         .              Mulher                 de          22           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

166         .              Homem               de          65           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

167         .              Homem               de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

168         .              Mulher                 de          52           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

169         .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

170         .              Mulher                 de          17           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

171         .              Mulher                 de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

172         .              Mulher                 de          18           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

173         .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

174         .              Mulher                 de          18           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

175         .              Mulher                 de          58           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

176         .              Homem               de          63           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

177         .              Homem               de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

178         .              Mulher                 de          55           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

179         .              Mulher                 de          26           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

180         .              Homem               de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

181         .              Homem               de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

182         .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

183         .              Homem               de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

184         .              Homem               de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

185         .              Mulher                 de          21           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

186         .              Homem               de          18           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

187         .              Homem               de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

188         .              Mulher                 de          21           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

189         .              Mulher                 de          66           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

190         .              Mulher                 de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

191         .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

192         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

193         .              Mulher                 de          13           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

194         .              Mulher                 de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

195         .              Mulher                 de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

196         .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

197         .              Homem               de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

198         .              Mulher                 de          26           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

199         .              Homem               de          18           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

200         .              Homem               de          63           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

201         .              Homem               de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

202         .              Mulher                 de          49           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

203         .              Homem               de          59           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

204         .              Mulher                 de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

205         .              Mulher                 de          51           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

206         .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

207         .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

208         .              Mulher                 de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

209         .              Homem               de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

210         .              Mulher                 de          15           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

211         .              Mulher                 de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

212         .              Mulher                 de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

A Guarnição da Rocam apresentou na delegacia uma dupla acusada de tráfico de entorpecente, com os dois indivíduos a polícia apreendeu mais de meio quilo da substância análoga conhecida como crack. Segundo a polícia, Tales de Oliveira Souto e Alex Lopes da Silva o "Super Choque” pilotavam uma moto Honda CG cor preta, na rodovia Faruk Salmem, já próximo do bairro Novo Horizonte, os suspeitos foram abordados. Com os mesmos foi encontrado a droga.

De acordo com informações da GU que fazia rondas pelo bairro Novo Horizonte quando na Faruk Salmem mais precisamente próximo a delegacia visualizaram Alex Lopes e Tales de Oliveira que ainda tentaram fugir sendo alcançados logo em seguida. Na abordagem foram revistados e foi encontrado em posse de Tales uma sacola com duas mudas de roupas e no fundo da mesma havia meia barra de uma substância amarelada com odor forte e semelhante ao crack, pesando 513 gramas.

Os suspeitos foram levados para o presídio ficando assim à disposição da justiça.

Mediante o flagrante a dupla juntamente com a droga e a moto que possuíam foram encaminhados para a delegacia onde seguiram enquadrados na lei 11.343/2006 por tráfico de drogas. Os mesmos foram levados para o presídio ficando assim à disposição da justiça.

 

Fonte: Neide Folha

Acompanhada do vice-prefeito Zito Augusto e equipe de governo, a prefeita Josemira Gadelha visitou, na quarta-feira (6), as obras da sede da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) em Canaã dos Carajás.

Na ocasião, a gestora municipal vistoriou o andamento das obras, que estão adiantadas. “Esse é um sonho de toda nossa Canaã, um sonho da nossa educação. E é com muita alegria e com muito entusiasmo que a gente visita essas obras. Canaã dos Carajás é uma cidade que caminha para o futuro, para cada vez mais cuidar do nosso povo, da nossa gente” afirmou.

Zito também destacou o avanço que o prédio representa para o município. “Uma obra muito importante para o desenvolvimento de Canaã dos Carajás. A gente está feliz de poder tocar esse processo e ter a certeza que Canaã dos Carajás será, em pouco tempo, um polo regional de educação.”

O prédio está sendo construído no Polo Universitário e também contará com laboratórios, centro de convivência, ateliê de artes e bloco administrativo com auditório.

 

Fonte: Por Kleysykennyson Carneiro

De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a taxa média de ocupação dos leitos exclusivos de covid-19 da rede pública de Parauapebas alcançou 73% entre 15 de dezembro e 05 de janeiro. Em alguns dias desse período, 100% dos leitos estavam ocupados, inclusive os de UTI, resultado do aumento de casos da doença no município.

Os números são acompanhados frequentemente pela gestão municipal e pelos integrantes do comitê executivo de combate ao novo coronavírus no município, que tem como presidente a enfermeira Nhirly Brito. São monitoradas as taxas de ocupação dos leitos das redes pública e privada.

“Quando a ocupação dos leitos alcança os 80%, montamos um plano de expansão que viabilize o atendimento de mais pessoas. Se ainda assim não for suficiente, contamos com a retaguarda do Estado para referenciar pacientes a outros municípios”, explica Nhirly.

O município tem conseguido atender a demanda, mas o crescimento da curva preocupa, tendo em vista que se muitas pessoas adoecerem ao mesmo tempo, tanto o sistema público de saúde quanto o privado podem não suportar, realidade já enfrentada em algumas cidades brasileiras.

“Estamos fazendo esse alerta para a população de Parauapebas, que o número de casos voltou a crescer, reflexo de mais pessoas nas ruas, sem o uso adequado das medidas de segurança. Usem máscara e pratiquem a higiene das mãos, essa é a melhor maneira de proteger aos outros e a si mesmo. Sempre que possível, mantenha distância de pelo menos 1,5 metro das pessoas, principalmente se estiver ao lado de alguém que tosse ou espirra”, alerta Nhirly.

Segue abaixo o gráfico que apresenta a curva de ocupação dos leitos exclusivos de covid-19 na rede pública municipal.

WhatsApp Image 2021 01 05 at 22.01.16

Aumento de casos

Os números divulgados diariamente no Boletim Epidemiológico, produzido pela Assessoria de Comunicação (Ascom) e Semsa, apontam um crescimento gigante de casos nos primeiros dias do ano, conforme demonstrado na tabela abaixo. Em novembro, a média de novos casos foi de 38 por dia, em dezembro aumentou para 56 já nos cinco primeiros dias de 2021 a média está em 168 novos casos.

 

WhatsApp Image 2021 01 06 at 15.54.18

 

 

Texto: Karine Gomes

Assessoria de Comunicação/PMP

A frustração tomou conta do Flamengo após a derrota por 2 a 1 no clássico com o Fluminense, quarta-feira, no Maracanã. Resultado ruim, gol sofrido aos 47 do segundo tempo e chance perdida de diminuir a diferença para o São Paulo. Esse mix de ingredientes deixou o clima ainda mais pesado.

Depois da partida, revolta com o sentimento de que o jogo estava controlado e foi desperdiçado com erros bobos. O tom das cobranças subiu, mas a paciência da torcida com Rogério Ceni é bem menor do que internamente. A margem de erro no Brasileiro, que já era pequena, diminuiu ainda mais.

Depois do jogo, ainda no estádio, Ceni e sua comissão tiveram uma conversa mais longa com o vice de futebol Marcos Braz e com o diretor Bruno Spindel - a reunião pós-jogo é algo de praxe. A ideia é tentar unir forças e encontrar soluções.

- Sofrendo gols dessa maneira, fica difícil. Mas não podemos desanimar nem nos abater. Faltam 11 rodadas, infelizmente tivemos essa derrota. É continuar trabalhando, fazer a vitória acontecer. Não podemos parar - afirmou o treinador.

Fla-Flu quente na "arquibancada"

O Fla-Flu mexeu com o ânimo também dos dirigentes dos clubes. Sem torcida na arquibancada, coube a eles o papel de cobrar e tentar incentivar. Os rubro-negros reclamaram muito das decisões do árbitro e do que consideraram ser "cera" do Fluminense.

Em determinado momento, Wellington Silva, que havia sido substituído, saiu do banco, se virou para arquibancada, fez gestos e disse: "Vocês estão falando demais. Menos!"

Depois, o embate ficou mais direto entre os dirigentes. O presidente Mario Bittencourt era um dos mais exaltados. O principal alvo da ira dos tricolores era Cacau Cotta, diretor de relações externas do Flamengo. Foram muitos xingamentos, que, a partir do segundo gol do Flu, se transformaram em provocações.

 

Fonte: Por Felipe Schmidt e Fred Huber — Rio de Janeiro

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) – que mede a variação de preços de produtos e serviços para famílias com renda entre um e 2,5 salários mínimos – acumulou alta de 6,30% em 2020, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado de 2020 ficou bem acima do que foi registrado em 2019, quando a inflação sentida pela população de baixa renda acumulou alta de 4,60%.

Já o IPC-Br, que mede a variação de preços para famílias com renda de 1 a 33 salários mínimos mensais, registrou inflação de 5,17% em 2020, acima dos 4,11% de 2019.

Maiores altas no ano:

  • Alimentação: 15,37%
  • Habitação: 6,13%
  • Educação, leitura e recreação: 4,47%
  • Saúde e cuidados pessoais: 3,37%
  • Despesas diversas: 2,34%

Custos com habitação dispararam em dezembro

Em dezembro, a inflação da baixa renda acelerou para alta de 1,39%, contra 1,07% do indicador geral.

Quatro dos oito componentes do índice registraram aumento em suas taxas de variação: Habitação (0,39% para 3,21%), Vestuário (-0,04% para 0,44%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,23% para 0,39%) e Despesas Diversas (0,11% para 0,23%).

Principais influências de alta em dezembro:

  • Tarifa de energia: 11,85%
  • Gasolina: 1,22%
  • Arroz: 3,92%
  • Gás de cozinha: 1,72%
  • Banana prata: 14,28%

 

Fonte: Por G1

O número de pedidos de seguro-desemprego aumentou 1,9% em 2020. Foram 6,784 milhões de solicitações do benefício no ano passado, contra 6,655 milhões em 2019, segundo dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Apesar da alta na comparação anual, o número de pedidos caiu em dezembro pelo terceiro mês consecutivo. O Brasil registrou 425.691 solicitações de seguro-desemprego no último mês de 2000, um recuo de 4,6% frente a novembro, quando foram feitos 446.372 requerimentos.

número de dezembro foi também o menor de todo o ano de 2000 e 2% menor que o registrado em dezembro de 2019.

Em maio, na fase mais aguda da pandemia de coronavírus, foram registrados 960.308 pedidos. Veja gráfico abaixo:

Pedidos de seguro-desemprego — Foto: Economia G1

Pedidos de seguro-desemprego — Foto: Economia G1

 

Recuperação do mercado de trabalho formal

A redução do número de solicitações de seguro-desemprego nos últimos meses do ano acontece em meio a uma recuperação do nível de atividade econômica e do mercado de trabalho. Em novembro, o Brasil gerou 414.556 empregos com carteira assinada, com as aberturas de novos postos superando as demissões pelo quinto mês seguido.

De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a criação de empregos formais, principalmente nos setores de serviços e comércio em novembro, mostra a retomada da economia. Os números de dezembro ainda não foram divulgados.

A taxa de desemprego do país, porém, permanece elevada e ficou em 14,3% no trimestre encerrado em outubro, afetando 14,1 milhões de pessoas, de acordo com os últimos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Vale lembrar que apenas trabalhadores do setor formal podem solicitar o seguro-desemprego. De acordo com os dados do IBGE, os empregados com carteira assinada representavam cerca de 36% da população ocupada no país no trimestre encerrado em outubro.

Setor de serviços lidera pedidos

O setor de serviços registrou o maior número de requerimentos de seguro-desemprego em 2020 e concentrou 41% do total, com 2,779 milhões de pedidos. O setor é o que mais tem sofrido com os efeitos da pandemia e das medidas de distanciamento social, além de ser o que mais emprega no país. Em 2019, o setor de serviços concentrou 38,7% do total.

Os trabalhadores do comércio responderam por 26,6% do total de pedidos feitos em 2020, seguidos pelos que atuam na indústria (17,1%) e construção (9,4%). Já a agropecuária concentrou fatia de apenas 4,9%.

Pedidos de seguro-desemprego por setores — Foto: Economia G1

Pedidos de seguro-desemprego por setores — Foto: Economia G1

 

Divisão por gênero e idade

Segundo os dados da secretaria, 59,8% dos pedidos foram feitos por homens e 40,2% por mulheres.

Aproximadamente um terço dos trabalhadores que pediram o benefício (33,1%) estão na faixa dos 30 a 39 anos de idade e 20,6% na faixa entre 40 a 49 anos.

Do total de requerimentos de 2020, 56,9% foram feitos via internet.

Quem tem direito

Tem direito ao seguro-desemprego o trabalhador que atuou em regime CLT e foi dispensado sem justa causa, inclusive em dispensa indireta - quando há falta grave do empregador sobre o empregado, configurando motivo para o rompimento do vínculo por parte do trabalhador.

Também pode requerer o benefício quem teve o contrato suspenso em virtude de participação em programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador, o pescador profissional durante o período defeso e o trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

O valor recebido pelo trabalhador demitido depende da média salarial dos últimos três meses anteriores à demissão. Em 2020, o valor máximo das parcelas foi de R$ 1.813,03.

O trabalhador recebe entre três e cinco parcelas, a depender do tempo trabalhado.

A solicitação do seguro-desemprego pode ser feita no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital ou no portal gov.br e também está disponível para quem buscar atendimento presencial nas unidades de atendimento ao trabalhador.

 

Fonte: Por Darlan Alvarenga, G1

O cantor e compositor Genival Lacerda morreu aos 89 anos, no Recife, em decorrência de complicações da Covid-19, nesta quinta-feira (7). A informação foi confirmada pelo filho dele, João Lacerda.

Artistas e políticos lamentaram, nas redes sociais, a morte do paraibano e a prefeitura de Campina Grande, cidade natal de Genival, decretou luto de três dias.

O artista foi internado no dia 30 de novembro de 2020, no Hospital Unimed I, na Ilha do Leite, na área central da capital pernambucana. Com Covid-19, ele foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

No dia 4 de janeiro, Genival Lacerda teve uma piora no quadro de saúde, segundo o boletim divulgado pela família. Na quarta (6), a família havia iniciado uma campanha de doação de sangue para o cantor.

Em 26 de maio de 2020, Genival Lacerda havia sofrido um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVC) e deu entrada no Hospital d’Ávila, na Zona Oeste da capital pernambucana. Recuperado, ele teve alta três dias depois de ser internado.

Perfil

Genival Lacerda foi um dos grandes nomes do forró e, com carisma e irreverência, se tornou um ídolo popular. Conhecido por todo o Brasil durante 64 anos de carreira, era um símbolo da cultura do Nordeste.

O cantor e compositor nasceu em Campina Grande, na Paraíba, em 5 de abril de 1931. Chegou a trabalhar na cidade como radialista, mas fez a primeira gravação como cantor quando já morava em Recife, para onde se mudou em 1953.

Genival gravou seu primeiro disco em 1956, um compacto duplo com "Coco de 56", escrito por ele e João Vicente, e o xaxado "Dance o xaxado", feito por ele com Manoel Avelino.

Ele gravou diversos álbuns e ficou conhecido pelo Nordeste como músico e radialista durante esta fase no Recife.

 

Em 1964, se mudou para o Rio de Janeiro. A consagração nacional veio com "Severina Xique Xique", de 1975. O refrão "ele tá de olho é na butique dela" virou sua marca.

 

Em seguida, vieram sucessos como "Radinho de pilha", "Mate o véio" e "De quem é esse jegue", que consolidaram o estilo bem humorado do "seu Vavá", como também era conhecido.

O músico viveu no Rio durante o auge da popularidade do forró no Sudeste, e conviveu com outros artistas fundamentais do estilo como Dominguinhos e Luiz Gonzaga.

Com Jackson do Pandeiro, teve uma relação ainda mais próxima, mesmo sendo bem mais novo. A irmã de Jackson, Severina, foi casada com um irmão de Genival.

Desde os anos 90, voltou a morar no Recife e, em 2016, ganhou título de cidadão recifense da Câmara dos Vereadores. Nos últimos anos, não tinha novos sucessos nas rádios, mas manteve o ritmo de shows e o reconhecimento popular.

No final de 2017, recebeu no Palácio do Planalto a medalha da Ordem do Mérito Cultural (OMC). Na cerimônia, Genival tirou seu chapéu estampado de bolinhas ao passar diante do então presidente Michel Temer.

 
Fonte: Por G1 PE

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016