O caminho da vitória: o que o Palmeiras precisa fazer para vencer o Corinthians

O caminho da vitória: o que o Palmeiras precisa fazer para vencer o Corinthians Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O Palmeiras começa a decidir o Campeonato Paulista de 2020 nesta quarta-feira, às 21h30, contra o Corinthians, em Itaquera. Para ficar com o título, o Verdão terá de interromper um retrospecto que tem sido favorável ao rival. De 2018 para cá, o Dérbi foi disputado nove vezes. Foram duas vitórias palmeirenses, dois empates e cinco derrotas no período.

Mas o que o Palmeiras precisa fazer em campo para vencer e acabar com o histórico recente do Dérbi? Veja abaixo:

Dono da melhor campanha, o time de Vanderlei Luxemburgo terá a vantagem de decidir o torneio em casa no próximo sábado, às 16h30.

Atenção com a bola parada

O Corinthians tem levado a vantagem e até decidido alguns Dérbis recentes nas disputas pelo alto. Foi assim que o time alvinegro venceu o clássico nesta temporada e também no ano passado.

Foi por meio de lances de bola parada que o time corintiano marcou o único gol da vitória alvinegra no dia 22 de julho, com Gil, e no empate em 1 a 1 no Brasileirão de 2019, com Manoel, e também na vitória por 1 a 0 na primeira fase do Paulistão da temporada passada, com Danilo Avelar aproveitando rebote dentro da área palmeirense depois de cabeçada de Gustavo.

Para esta quarta-feira, Vanderlei Luxemburgo não terá Felipe Melo, machucado. O zagueiro tem bom aproveitamento pelo alto e até marcou contra o Corinthians no empate em 1 a 1 no Brasileiro de 2019.

Sem o camisa 30, o Verdão deve ter uma zaga com Luan e Gustavo Gómez. O lateral-esquerdo Matías Viña também pode voltar ao time.

Furar a boa defesa do Corinthians

Tem sido comum um Dérbi ter um goleiro corintiano como destaque. Cássio e até Walter foram decisivos pelo lado alvinegro em partidas recentes contra o Palmeiras.

O Verdão, por exemplo, finalizou mais do que o rival nos últimos quatro jogos (um de 2020 e três de 2019) e também teve mais posse de bola. O aproveitamento, porém, ficou longe de ser satisfatório: foram dois empates e duas derrotas.

De 2018 para cá, o Verdão tem média de 14 finalizações por jogo contra o Corinthians, com quase 30% de acerto. Os alvinegros têm média de oito chutes ao gol, com 50% de acerto no fundamento.

O Corinthians abriu o placar antes dos 15 minutos em quatro dos últimos nove clássicos contra o Palmeiras: no Paulistão de 2020, no primeiro turno do Brasileirão de 2019, na primeira fase do Paulistão de 2019 e na segunda final do Paulistão de 2018.

Isso também tem feito o Verdão sair mais para o jogo, e também encontrar mais dificuldade diante de um bom sistema defensivo. Os palmeirenses têm trabalhado para encontrar alternativas contra adversários mais fechados.

Mais tranquilidade

O Palmeiras teve um atleta expulso em três dos últimos nove clássicos contra o Corinthians: Jailson (2018), Felipe Melo (2018) e Deyverson (2019). No total, o time alviverde recebeu 26 cartões amarelos. O rival recebeu 23 amarelos e teve apenas um atleta com vermelho (Clayson, em 2018).

Quatro destes clássicos foram marcados por confusões. Na primeira fase do Paulistão de 2018, os palmeirenses reclamaram da marcação de um pênalti e expulsão do goleiro Jailson.

Na primeira decisão do torneio estadual, uma briga generalizada pouco antes do intervalo resultou na expulsão de um atleta de cada time.

No Paulistão do ano passado, Deyverson foi expulso após cuspir em direção ao volante Richard. Um ano antes, na vitória do Verdão pelo segundo turno do Brasileirão, o atacante palmeirense provocou os corintianos ao piscar em direção aos reservas alvinegros quando foi substituído.

Encontrar um fator de desequilíbrio

As duas vitórias do Palmeiras contra o Corinthians nos últimos nove clássicos tiveram dois centroavantes como destaque: Borja, na primeira final do Paulistão de 2018, e Deyverson, no segundo turno do Brasileirão do mesmo ano.

Os dois jogadores ainda têm contrato com o Verdão, mas nenhum deles está sendo aproveitado. Borja está emprestado para o Junior Barranquilla, da Colômbia, até o fim do ano, e Deyverson está treinando em horários alternativos na Academia depois de atuar pelo Getafe, da Espanha.

Sem Dudu, negociado com o Al Duhail, do Catar, o Palmeiras perdeu sua principal referência ofensiva e tem sofrido para concluir. Desde a retomada do calendário, o time marcou cinco gols em quatro jogos: Ramires, Luiz Adriano, Felipe Melo, Marcos Rocha e Patrick de Paula. O atacante Willian é o maior goleador do elenco, com oito gols em 2020.

 

Fonte: Por Felipe Zito — São Paulo

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016