Cidades

Cidades (53)

Está prevista para a tarde desta segunda-feira, 12, uma visita do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, às áreas atingidas pelas enchentes do rio Parauapebas.

A vinda do representante do governo federal a Parauapebas faz parte de uma agenda regional. Por volta do meio dia, Helder se encontrou com prefeitos e vereadores do sul do Pará na cidade de Xinguara. Em seguida, ele visitará Conceição do Araguaia e na sequência viajará para Parauapebas.

O horário não foi confirmado pela assessoria do ministro por se tratar de um período bastante chuvoso. O ministro Helder deve anunciar ajuda do governo federal para todas as áreas atingidas.

Em Parauapebas, o prefeito Darci Lermen já decretou situação de emergência/estado de calamidade pública.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

O volume de água no Rio Parauapebas, após as chuvas desta semana, impressionou a todos. As águas avançaram sem piedade e invadiram algumas propriedades da região. Na tarde desta quarta-feira (7), o Corpo de Bombeiros de Canaã dos Carajás foi acionado para auxiliar alguns moradores ribeirinhos da zona rural do município.
 
Convidados pela equipe dos bombeiros, alguns membros da imprensa local puderam acompanhar a operação. Seguimos de perto o carro de resgate e andamos por quase 30 quilômetros na estrada que liga Canaã ao Racha Placa. Depois da ponte sobre o Rio Parauapebas, a equipe de ação retirou o barco de cima do caminhão para o início das vistorias pelo rio.

Chegando ao local, constatamos que a água avançava rapidamente contra a estrada de chão que interliga a pista principal às propriedades rurais. Por lá, alguns produtores corriam contra o tempo para salvar alguns pequenos animais. Galinhas e patos eram colocados em cima de uma caminhonete para o transporte seguro até uma região mais seca.

Os bombeiros deram início a operação e percorreram boa parte do rio na busca de pessoas que pudessem estar isoladas. Felizmente, quem esteve preso conseguiu deixar os locais antes que as águas avançassem ainda mais.

A operação durou a maior parte da tarde. No auxílios aos ribeirinhos, as vistorias devem continuar nos próximos dias.

 

Fonte: Jornal Infoco 

Em Belém, manifestantes a favor e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva organizaram atos públicos nesta quarta-feira (24), quando é realizado o julgamento de recurso de Lula em Porto Alegre, no processo do triplex.

Centrais sindicais, MST, Fetagri e movimentos sociais fazem passeata pelas ruas centrais da cidade. Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT), cerca de duas mil pessoas integram a manifestação, que saiu em caminhada da frente do prédio da Justiça Federal, localizado na rua Domingos Marreiros, bairro do Umarizal. A concentração de manifestantes começou por volta de 18h de terça-feira (23). Durante a noite e pela madrugada, mais de 400 pessoas, segundo a organização, participaram da vigília em frente à Justiça Federal de Belém. A Polícia Militar não divulgou estimativa de pessoas no ato.

Um grupo de manifestantes protestou contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Eles começarem a se concentrar a partir de 10h na avenida Doca de Souza Franco, com bandeiras do Brasil e um carro som para chamar atenção de quem passava no local. A coordenação do movimento não informou o número de participantes. A Polícia Militar também não divulgou estimativa de público.

 

Fonte: G1 Pará

O Estado do Pará implantou a Comissão Estadual de Implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para os Ensinos Infantil e Fundamental, aprovada pelo Conselho Nacional de Educação no último mês de dezembro. O objetivo desta Comissão, criada na última quinta-feira (18), na sede do CNE, em Belém, é divulgar a Base Nacional entre os diferentes setores interessados na questão da educação em todo o estado e, ao mesmo tempo, reelaborar o currículo da educação básica do Pará, tendo como fundamento as novas diretrizes da BNCC. Para isso, também foi instituído, na mesma reunião, um Comitê Executivo, composto por diversas entidades educacionais, que será responsável por reelaborar o currículo da educação básica no estado. As reuniões do Comitê começam imediatamente e a Comissão terá a função de acompanhar e ser uma espécie de consultora desse trabalho.

A especialista em educação e membro dos Conselhos Estadual e Municipal de Educação (Belém), Beatriz Padovani, esclareceu, durante a reunião, que a BNCC estabelece as habilidades e competências com as quais os alunos devem sair da educação básica, ao passo que o currículo é o caminho que o aluno deve percorrer para alcançar essas competências, ou seja, são coisas diferentes. “A Base vai nortear a concepção dos currículos, mas estes são de responsabilidade nossa, ou seja, dos sistemas de educação, das escolas”, destacou.

Já o secretário adjunto de Ensino da Seduc, José Roberto Silva, disse que a Comissão Estadual terá um papel preponderante nesse processo, pois será a responsável pela mobilização para a implementação da BNCC no Estado. “A Comissão terá essa missão mais mobilizadora e consultiva, enquanto o Comitê Executivo será o responsável por operacionalizar o diálogo com as secretarias municipais, gestores, professores e alunos sobre a reelaboração curricular no Estado do Pará ao longo deste ano, para que, em 2019, tenhamos esse trabalho já concluído”, destacou. A Seduc participará tanto da Comissão Estadual quanto do Comitê Executivo.

Na ocasião, foi apresentado um cronograma de trabalho para as ações da Comissão Estadual e do Comitê Executivo. Este último já se reunirá novamente no mês de fevereiro para definir papeis e responsabilidades das entidades que compõem o grupo. Entre elas, além da Seduc, estão órgãos como a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme), em suas configurações regionais, além de representantes do Ministério Público Estadual e da classe estudantil. A ideia é que, por volta do mês de outubro, a primeira versão do novo currículo já esteja pronta e seja submetida à população, por meio de consultas públicas. Feitos os ajustes e acatadas as sugestões, a versão final do documento deverá ser encaminhada ao Conselho Estadual de Educação, para validação, até o final do mês de novembro.

A presidente do Conselho Estadual de Educação, Suely Menezes, definiu como "muito rico” esse momento de consolidação da BNCC e, ao mesmo tempo, de construção de um novo currículo para a educação básica no Estado do Pará. “Este é o momento em que a BNCC vem para os Estados e municípios e, por isso mesmo, será uma grande oportunidade para que nós, educadores, possamos fazer uma revisão de todo o trabalho que já foi desenvolvido e, assim, construir um currículo que seja a nossa cara, que tenha a nossa identidade. Vamos ter que focar no modelo de escola que queremos e também no conteúdo que queremos, para que possamos criar um currículo de verdade e não apenas uma lista de tópicos”, analisou.

Além da Seduc e do próprio Conselho Estadual de Educação, a Secretaria Municipal de Educação de Belém (Semec), a Universidade Federal do Pará (UFPA), a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), o Ministério Público do Estado, a Undime/PA, a Uncme/PA, o Fórum Estadual de Educação e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) estiveram presentes na reunião.

Fonte: Agência Pará - Por Elck Oliveira

Uma operação da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Polícia Civil apreendeu, nesta sexta-feira, 12, aproximadamente 50 metros cúbicos de produto florestal, em um caminhão que fazia o transporte ilegal no município de Tailândia, nordeste paraense.

Entre as espécies apreendidas estão angelim, maçaranduba e madeira branca cupiúba, todas de alto valor comercial. A Semas realiza a análise da documentação fraudulenta que acompanhava a madeira, bem como está lavrando os respectivos autos de infração.

De acordo com o diretor de Fiscalização Ambiental da Semas, Jorge Antônio Dias, a irregularidade foi constatada pelo transporte de madeiras nativas, com notas “frias” de reflorestamento. As notas fiscais não corresponderam aos produtos e, em alguns casos, são expedidas por empresas inexistentes ou por pessoas que se apropriam de notas fiscais em branco, pertencentes a firmas com atividades encerradas ou inativas.

O reflorestamento é uma ação ambiental que visa recuperar áreas que tiveram a vegetação removida. Uma força tarefa de equipes da Semas vai analisar notas fiscais relacionadas especificamente ao reflorestamento e, caso sejam detectados novos ilícitos ambientais, outras operações serão realizadas. A madeira apreendida aguardará destinação legal, normalmente voltada a ações sociais.

O delegado Aurélio Paiva, titular da Delegacia de Ordem Administrativa (DOA), vinculada à Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), coordenou a equipe da Polícia Civil na operação em Tailândia. Segundo ele, foram detidas duas pessoas, no caso, a que fazia a condução da carreta usada no transporte da madeira e o dono do produto.

"Serão autuados em flagrante e irão responder pelos crimes de transporte ilegal de madeira e uso de documento falso", explica o delegado. Não cabe fiança. Ambos ficarão na condição de presos de Justiça. Eles foram conduzidos para a sede da Dioe, em Belém, onde estão sendo feitos os procedimentos policiais.

Desmatamento – De acordo com os últimos dados do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), somente no território paraense da Floresta Amazônica o índice de desmatamento caiu 19%, o equivalente a 579 quilômetros quadrados. Entre 1º de agosto de 2016 e 31 de julho de 2017, foram 2.413 km² de desmatamento. No mesmo período do ano anterior, o desmatamento da floresta no Pará foi de 2.992 km². Esta foi a maior redução em área desmatada, dentre os nove Estados que compõem a Amazônia Legal.

 

CAMIHAO

O caminhão transportava aproximadamente 50 metros cúbicos de produto florestal de forma ilegal

 

 

Fonte: Agência Pará - Por Nilson Cortinhas

A capital paraense completa 402 anos nesta sexta-feira (12) e para comemorar a data, a Prefeitura de Belém realiza uma programação durante todo o dia com o tradicional "parabéns" e bolo gigante para a população no Ver-o-Peso, um dos pontos turísticos da cidade.

A comemoração começa às 8h com missa na Catedral da Sé, no bairro da Cidade Velha. Em seguida, a comunidade evangélica da Assembleia de Deus dará um abraço de oração e gratidão por Belém, em frente ao Palácio Antônio Lemos. Na sequência, tem parabéns e corte do bolo às 9h30, no complexo do Ver-o-Peso.

Este ano o doce terá 20 metros de comprimento. Antes mesmo do bolo ficar pronto, dezenas de pessoas já aguardam na fila para comer ou levar um pedaço do bolo.

A programação segue com a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Terra Firme, às 10h30. No início da tarde haverá um culto evangélico na Catedral Quadrangular e às 18h30 o prefeito Zenaldo Coutinho participará da cerimônia de entrega de Medalhas do Mérito Francisco Caldeira de Castelo Branco no Hangar Centro de Convenções da Amazônia.

A partir das 21h haverá programação cultural com shows de escolas de samba e guitarradas no Portal da Amazônia.

 

Fonte: G1 Pará

O Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), é um dos 120 hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) participantes do projeto 'Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil', promovido pelo órgão com o apoio técnico do Institute for Healthcare Improvement

A iniciativa será realizada em etapas com a supervisão de seis hospitais de excelência: Hospital Moinhos de Vento, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital Beneficência Portuguesa, Hospital do Coração, Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Sírio-Libanês. O Hospital Regional de Marabá será orientado pelo Hospital Moinhos de Vento, do Rio Grande do Sul, e desenvolverá as ações na UTI Adulto, que conta com 20 leitos atualmente. 

O objetivo é aperfeiçoar o atendimento ao paciente e reduzir os desperdícios e os custos hospitalares, a partir da diminuição de três Infecções Relacionadas à Assistência em Saúde (Iras) em Unidades de Terapia Intensiva: Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAV), Infecção Primária da Corrente Sanguínea (ICVC) e Infecção do Trato Urinário (ITU).

Nos primeiros 18 meses, a cada trimestre, representantes dos 120 hospitais participarão de um encontro em São Paulo com o Ministério da Saúde e os hospitais padrinhos. Espera-se que, nesse período, as instituições reduzam essas infecções em 30% e, em três anos, em 50%. 

De acordo com a diretora de Assistência da unidade, Maria do Carmo Freitas, futuramente, os participantes do projeto piloto, que cumprirem os requisitos exigidos, poderão ser multiplicadores da metodologia em suas regiões. 'Para o Hospital Regional de Marabá é extremamente importante participar dessa iniciativa. Primeiro por ter sido escolhido dentre tantas unidades, depois porque poderá multiplicar essas informações para os demais hospitais', disse a enfermeira. 

Ela também comentou sobre os benefícios do projeto. 'O maior impacto é a ampliação da qualidade e segurança do paciente no atendimento, com redução de custo com antibióticos e do tempo de internação', afirmou. Maria do Carmo adiantou que as boas práticas adotadas na UTI do HRSP durante o projeto serão estendidas às demais Unidades de Internação. 

Unidade

Público e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Regional do Sudeste do Pará adota uma série de protocolos para prevenir e controlar os riscos de infecção hospitalar em pacientes e profissionais da unidade. 

Dentre essas medidas destaca-se o Protocolo de Higienização das Mãos, estabelecido pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Segurança do Paciente. Assim, periodicamente, a unidade realiza ações de incentivo à prática, considerada uma das mais eficazes contra a transmissão de microrganismos na assistência em saúde. 

Fonte: Agência Pará - Por Aretha Fernandes

Um avião de pequeno porte, de modelo cheroque-140 caiu no bairro Ipiranga, nas proximidades da Rua Jatobá, Parauapebas. O acidente aconteceu no início da noite de hoje, 21, por volta das 18h30.

A bordo do avião havia duas pessoas, o oftalmologista Hipólito Reis, que era quem pilotava a aeronave, e o empresário Leonardo Godói. Os dois sofreram escoriações e ferimentos pelo corpo, mas sobreviveram a queda.

As informações indicam que a causa da queda foi uma pane no motor do avião. Ao detectar a falha mecânica, Hipólito tentou  realizar uma manobra para tentar pousar e se desviar das residências, que estavam próximas do local do acidente. Antes de cair, a aeronave ainda bateu em fiações elétricas e postes que havia na região, isso causou os ferimentos nos tripulantes, que felizmente saíram com vida da queda.

Após terem sido socorridos por populares, as duas vítimas forem encaminhadas ao Hospital Geral de Parauapebas (HGP). Os médicos encontram uma fratura exposta em Hipólito e também traumatismo cranioencefálico. Ele foi prontamente encaminho para exames de tomografia, feitos no Hospital São Sebastião, felizmente se encontra bem e estável.

 O Corpo de Bombeiro esteve no local.

O avião ficou bastante danificado. 

Destroços do avião.

Última modificação em Segunda, 22 Maio 2017 01:03

Os estados e municípios brasileiros recebem hoje (22), em suas contas-correntes, a parcela do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) relativa a fevereiro. Do total de R$ 918,97 milhões repassados, R$ 91,89 milhões (10% do total) devem ser destinados à complementação do pagamento do piso do magistério. 

Os estados que vão receber a complementação são Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí. De acordo com a lei, a União repassa a complementação aos estados e municípios que não alcançam, com a própria arrecadação, o valor mínimo nacional por aluno estabelecido a cada ano. Em 2017, esse valor é de R$ 2.875,03. 

O Fundeb é formado, quase totalmente, por recursos provenientes de percentuais de tributos, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), e transferências vinculadas à educação. Além desses recursos locais, ainda compõe o Fundeb, a título de complementação, uma parcela de recursos federais. 

Os recursos do fundo, repassados aos estados e municípios, devem ser aplicados na remuneração de profissionais do magistério em efetivo exercício, como professores, diretores e orientadores educacionais. A verba também pode ser aplicada em despesas de manutenção e desenvolvimento do ensino, compreendendo, entre outras ações, a aquisição de equipamentos e a construção de escolas.

Esforço concentrado vai reunir juízes de todas as Varas Criminais do Estado.

Pará tem cerca de 6.100 presos provisórios atualmente.

Juízes de todas as Varas Criminais das 112 Comarcas do Pará participam desde segunda-feira (20) de um esforço concentrado para analisar processos de presos provisórios do Estado. Segundo o Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), o objetivo é apreciar o máximo possível dos processos dos cerca de 6.100 presos provisórios do Pará e diminuir a superlotação nas casas penais do Estado.

De acordo com o TJPA, a ação atende ao princípio fundamental da dignidade da pessoa humana, previsto no art. 1º, inciso III, da Constituição Federal de 1988; e também leva em consideração os direitos e garantias fundamentais, especialmente a razoável duração do processo, prevista no art. 5º, inciso LXXVIII, do texto constitucional. 

As atividades serão realizadas das 14h às 17h, com um magistrado responsável por unidade jurisdicional e o auxílio de dois servidores efetivos. Na segunda fase, serão realizadas audiências de instrução e julgamento, entre 20 de março e 28 de abril, com o objetivo de julgar todos os processos alusivos a presos provisórios com data de prisão igual ou superior a 180 dias. 

O TJPA informa ainda que os presos beneficiados com a revogação da prisão continuarão a responder o processo e ficarão à disposição da Justiça, cumprindo as determinações legais, dentre elas, a de não se ausentar da cidade onde reside sem autorização judicial e comparecer a todos os atos processuais. 

Para ter direito à revogação da prisão, o detento não pode estar respondendo a outros processos penais, ter residência fixa, ocupação profissional na cidade onde responde ao crime, não ter cometido crimes do tipo hediondo, e não oferecer perigo à ordem pública.

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016