Há duas semanas uma novidade do serviço de nutrição do Hospital Municipal Teófilo Soares de Almeida Filho (HMTSAF) tem agradado os servidores que trabalham em regime de plantão: o sistema de self-service disponibilizado no refeitório, que resultou em mais comodidade, na hora das refeições, e em redução do desperdício.“Só em poder escolher o quê comer e a quantidade, já posso afirmar que melhorou muito, fazia muito tempo que a gente esperava por essa mudança”, disse a técnica de enfermagem Maria de Fátima. A refeição é sempre diversificada e segue um cardápio elaborado por nutricionistas.Além de agradar os servidores, a novidade reduziu o desperdício de comida, conforme afirma o gerente do serviço de nutrição do hospital, o nutricionista Carlos José Cardoso Medeiros."Há 12 anos almejávamos a implantação do self-service em nosso refeitório. Antes os profissionais reclamavam muito do prato que já vinha montado, praticamente sem opção de escolha, muita comida era jogada no lixo. Agora, cada um seleciona o que quer comer e a quantidade, com isso alcançamos uma redução de 90% no desperdício de comida”, informou o nutricionista.Ainda de acordo com Carlos José, a implantação do self-service é um exemplo da sensibilidade dos gestores do hospital para com as necessidades dos servidores. Para os diretores Jean Peterson e Alessandro Cledson Pereira, garantir melhores condições de trabalho para as equipes que atuam 24 horas por dia para salvar vidas é uma forma de valorizar os profissionais. 

Pacientes recebem atendimento nutricional individualizado 

Segundo a nutricionista Rozileia Fernandes todos os dias pela manhã os pacientes recebem a visita do profissional de nutrição, que avalia prontuário e determina a dieta do dia de acordo com as informações colhidas e condições clínicas apresentadas.

“A gente conversa com cada paciente. Ás vezes alguns dizem que não conseguem ingerir alimento mais sólido, então a gente insere na dieta dele uma sopa, por exemplo. E assim, diariamente, a gente contribui para a saúde dos nossos pacientes, proporcionando a eles uma alimentação equilibrada e de acordo com as condições clínicas que ele apresenta”, relata a nutricionista.  

Por: Karine Gomes

 A Prefeitura Municipal de Parauapebas através da Secretaria Municipal de Agricultura está fazendo um trabalho de visita em todas as regiões que foram implementadas o processo de produção do pequeno agricultor. Desde o senso em 2013, o Município foi dividido em seis regiões e nesta última quarta-feira, 3, o Secretário Municipal de Produção Rural, Horácio Martins, visitou a Palmares II, onde está localizada a equipe 3, coordenada pelo Médico Veterinário Nazareno Fontana, que trabalha há um ano e dois meses nessa região.

De acordo com Nazareno a equipe tem à sua disposição tratores de esteira e de pneus para implementar uma logística e escala de produção em toda região; outro trabalho importante que foi realizado ano passado foi a construção de vários tanques de piscicultura no lote dos pequeno e médios agricultores.

Na visita estavam as seis equipes da secretaria de produção rural, e segundo o secretário Horácio Martins esse trabalho é para que outros coordenadores possam perceber como a outra equipe vem trabalhando, assim todos aprendem uns com os outros. A primeira visita da manhã foi no sitio de Antônio Wilson, conhecido por Baé, onde toda equipe pode acompanhar o trabalho desenvolvido pelo agricultor e sua produção familiar, que já conta com aproximadamente R$ 500 por semana apenas de horta, além de um tanque de peixe que já foi instalado na sua propriedade. “Estou muito feliz com esse apoio do secretário Horácio, antes eu apenas plantava mandioca, era quase um ano para fazer a colheita, tinha que fazer diárias por perto para me manter, hoje estou o tempo todo com minha família e produzindo muito, graças a Deus”, comemora Baé.

A próxima visita foi no sitio do agregado João Batista Cabral, na Palmares II. Ele disse à equipe de reportagem do Carajás O Jornal, que chegou na região em outubro de 2013 e era muito difícil de trabalhar, até o sistema de arar a terra foi feito por ele mesmo e puxava com seu carro velho que tinha, mas depois que se inscreveu na secretaria houve um grande avanço e tratores chegaram pra ajudar e esse ano o resultado já apareceu.

Segundo Nazareno, seu João bate, ainda essa semana, aproximadamente 250 sacas de milho. “Quero agradecer ao Horácio Martins, eu já tinha visto ele várias vezes na secretaria, mas hoje estou conhecendo aqui no sitio, uma boa pessoa, um bom homem”, disse João.

Terceira visita da manhã foi no sitio do Ailton Jesus da Costa, também na Palmares II, próximo a ponte do Limão. De acordo com Ailton, sua terra hoje é totalmente produtiva e com ajuda da secretaria ele planta de tudo: milho, quiabo, macaxeira entre outros; além disso, Ailton também foi contemplado com um tanque de piscicultura e já está produzindo peixe, ele ainda disse que nunca recebeu um apoio tão grande na zona rural como esse momento da nossa agricultura. “Só não produz quem não quiser plantar, porque apoio temos, minha vida hoje tomou outro rumo, agradeço ao secretário Horácio e sua equipe por todo esse trabalho com os agricultores”, comemorou.

Já o secretário de produção Horácio Martins disse aos presentes que estava muito feliz com esse momento que vivia na secretaria de produção rural, segundo ele os coordenadores assim como os servidores da PMP, estavam de Parabéns, porque desde o senso de 2013 começaram a colher um pouco dos frutos que foram plantados, mas não para por ai. “Nosso trabalho apenas começou, mas já podemos ver algum resultado. Esse ano vamos passar novamente em cada colono e ver o que precisa pra produzir. Nosso objetivo, e o pedido do nosso prefeito Valmir Mariano, é para os colonos produzirem, para isso devemos estar do lado deles. Agradeço a todos os nossos servidores que colocaram o coração dentro desse projeto, hoje já avançamos bastante em nossa produção, mas queremos mais e mais, precisamos também de voltar em cada tanque de piscicultura e fazer as devidas reformas depois do primeiro inverno; não vamos abandonar a causa, nosso objetivo e valorizar o homem do campo, pra isso que o prefeito confiou em nossa equipe”,  assegurou Horácio.

Logo depois dessas palavras do secretário Horácio Martins fizeram uma oração de agradecimento e um delicioso almoço foi servido a todos.

As quatro da manhã de hoje, 3, primeiro dia e recadastramento biométrico dos eleitores da 75ª Zona Eleitoral, já tinha eleitor na porta  do Posto de Atendimento do TER em Parauapebas. Tudo para garantir o recadastramento sem tumultos e como, quase sempre acontece, de última hora. Porém antes do horário de início do atendimento, a fila já se agigantava.

Uma das eleitoras que estava na fila, Maria Inês, disse que não esperava que no primeiro dia teria tanta gente e por isso chegou as 7 horas. “Confiei que brasileiro deixa tudo pra ultima hora e pensei que seria uma das primeiras a chegar, mas fiquei surpresa e agora vejo aproximadas 100 pessoas em minha frente”, disse ela com espanto.

A fila continuou a crescer e logo atraiu comerciantes informais que vendem no local lanches, água, e até uma banquinha de plastificação de documentos se instalou próxima à entrada, mas parece que não terá muito sucesso, pois a campanha não é para emissão de documento, mas para revisão das digitais do eleitor e assim tornar dispensável a apresentação de documentos em eleições futuras.

O serviço, presado pela Justiça Eleitoral, iniciou hoje e vai até o dia 19 deste mês, das 8:00 às 16:00, sendo obrigatório a presença de todos os eleitores da 75ª Zona, com a apresentação de documento original com foto e comprovante de endereço original e atual.

O não comparecimento causará suspensão do CPF e corte de benefícios sociais como, por exemplo, bolsa família, aposentadoria e todos os programas do governo; fica inápto ainda de receber Seguro Desemprego e abertura de conta bancária.

O serviço é oferecido na Rua Rio Branco, 158, Beira Rio I, próximo ao Hotel Atrium, nas proximidades da PA 275.

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Parauapebas recebeu o troféu Muiraquitã, durante as comemorações alusivas aos 50 Anos do descobrimento do Antígeno Austrália e avanços no tratamento das hepatites virais em meio século, entregue pela Coordenação Estadual de Hepatites Virais da Secretaria Estadual de Saúde (Sespa), no dia 21 de maio em Belém, em homenagem ao trabalho de combate às hepatites virais realizado no municipio.

Parauapebas é referência no sul e sudeste do estado por alcançar resultados acima da média quanto ao número de realização de testes rápidos para as hepatites B e C, e respectivamente atender e tratar os casos diagnosticados. Apenas Parauapebas, Marabá, Santarém e Abaetetuba receberam a premiação.

Allan Werbertt, coordenador do CTA-SAE, representou a equipe durante o evento. “Para nós do município é importante esse reconhecimento, tendo em vista que nem a capital foi premiada, o que valoriza o trabalho da equipe, em especial da doutora Mara Menegazzo e da enfermeira Milka Régia (responsáveis técnicos pelo Programa de Hepatites em Parauapebas). Também nos fortalece e estimula a desenvolver mais ações de prevenção e tratamento, além de nos colocar como município prioritário quando houver incremento de recursos nessa politica” destacou o coordenador.

Em 2014 foram realizados 4.563 testes e 20 pacientes receberam diagnóstico positivo para hepatites B e C. As hepatites têm tratamento e grande chance de cura. O tratamento é um pouco duro, mas é tolerável e cura cerca de 50% das pessoas infectadas, pode ser realizado no CTA-SAE, localizado à Rua P, número 38, Bairro União.

Qualificação da equipe do CTA - Dentre os motivos que faz o CTA de Parauapebas alcançar resultados positivos está à qualificação permanente dos profissionais que atuam no órgão, seja por meio de participação em eventos de referência na área ou das capacitações realizadas entre a própria equipe.

De 17 a 20 de maio, o coordenador do órgão juntamente com os enfermeiros Francisco Farias Soares e Milka Régia Souza e a médica Mara Fabiana Menegazzo participaram do X Congresso da Sociedade Brasileira de DST e VI Congresso Brasileiro de AIDS.

De acordo com os participantes os dois eventos agregaram novos conhecimentos que contribuem diretamente para a saúde do usuário. “Participando de uma das atividades do seminário, soube que o chá de camomila reduz os sintomas da Herpes, assim como a planta conhecida popularmente como unha de gato”, destacou o enfermeiro Francisco Farias. Os conhecimentos adquiridos pelos profissionais são multiplicados aos demais que atuam no órgão.

 Por: Karine Gomes

 

 

Nesta última terça-feira (2), mais de 16 mil estudantes da rede municipal de ensino tiveram a oportunidade de testar seus conhecimentos com os números, por meio das avaliações realizadas durante a 11ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) 2015.Das 36 escolas participantes, uma das que tiveram número expressivo de inscritos foi a João Prudêncio de Brito, com 465 alunos, 221 no Nível 1 (estudantes dos 6º e 7º anos) e 244 no Nível 2 (estudantes dos 8º e 9º anos). Tauane Sacramento Pereira, 15 anos, é aluna do 9º ano da João Prudêncio. Ela fez a prova ano passado, porém não conseguiu aprovação para a segunda fase.“Faltou pouco, me esforcei, mas infelizmente não consegui”, disse a aluna, já este ano, ela está com ótimas expectativas. “Estou confiante, pois a escola tem nos preparado com o Projeto PM +, que pode ajudar tanto na Obmep, quanto na Prova Brasil”, afirma a estudante.Segundo Nonato Rodrigues, professor de matemática de Tauane, a escola tem buscado aprimorar o ensino da disciplina. “Com o Projeto PM +, nós buscamos ensinar matemática de forma mais dinâmica, construir conhecimento e melhorar a capacidade dos alunos de interpretação e resolução de questões, assim preparamos os alunos tanto para a Obmep quanto para outras situações relacionadas à disciplina”, diz. Nonato informa que, para desenvolvimento do Projeto, foi montado até laboratório de Matemática.“Temos um espaço criado especificamente para o ensino da matemática, professores capacitados e motivados, e alunos interessados. Acreditamos que com essa combinação fizemos um ótimo trabalho. Agora, esperamos classificar o maior número possível de alunos para a segunda fase e, posteriormente, atingir o nosso objetivo maior, que é adquirir bolsas de iniciação científica”, garante o diretor da escola, Antônio Márcio Reis.As provas da Obmep foram aplicadas e corrigidas pelos professores de cada estabelecimento de ensino. Os alunos classificados farão a prova da 2ª fase no dia 12 de setembro e os resultados serão divulgados no site da Olimpíada no dia 27 de novembro.

 SOBRE A OBMEP

É uma iniciativa do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) voltada aos ensinos médio e fundamental, promovida com recursos do Ministério da Educação (MEC) e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), que visa estimular o estudo da matemática entre alunos e professores e revelar talentos.Nesta edição, a Obmep premiará 6.500 alunos com medalhas, entre elas 500 de ouro, 1.500 de prata e 4.500 de bronze, além de 46.200 com menções honrosas.  Os medalhistas serão convidados a participar do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC) que será realizado ao longo de 2016. Além de premiar os estudantes com melhor desempenho na prova da 2ª fase, a Obmep também homenageia professores, escolas e secretarias de educação de municípios que se destacam em virtude do desempenho dos seus alunos.

Por: Messania Cardoso 

“As Organizações Não Governamentais só comprovam a ineficiência do Poder Público. Gostaríamos de parar, pois isso significaria que o Estado e Município cumpriu seu papel.”

São afirmações de Nilda Francisca da Silva. Ela é membro fundadora da APAE (Associação De Pais e Amigos dos excepcionais) e tem uma filha com necessidades especiais.  Ela conta que não há em nenhum dos 144 municípios paraenses Centro de Reabilitação para crianças com necessidades especiais; estas são atendidas nas apenas 42 unidades da APAE existentes no Pará.

Nilda mensura tratar-se de um tratamento caro, mas cita a constituição que em seu Artigo 196 (do Estatuto da Criança e do Adolescente) que garante que a saúde é Direito do Cidadão e Dever do Estado; e ainda em seu Artigo 11, inciso 1º: A Criança e o Adolescente portadores de deficiência receberão atendimento especializado.

Inciso 2º: Incumbe ao poder público fornecer gratuitamente àqueles que necessitarem os medicamentos, próteses e outros recursos relativos ao tratamento, habilitação ou reabilitação.

Com base nisto, a APAE em Parauapebas vem há anos tentando transferir para o Município a responsabilidade que lhe é devida, sendo para isso necessário a implantação de um Centro de Reabilitação Para Crianças com Necessidades Especiais, e só agora o governo assumiu o compromisso de trazer tal benefício.

Hoje, sexta-feira, 29, a APAE convidou a imprensa para uma conversa com objetivo de situar os meios de comunicação sobre a problemática do cidadão (criança e adolescente) com deficiência no município de Parauapebas, discutir e propor solução para a questão a curto, médio e longo prazo; fazendo um divisor de águas entre o ontem, hoje e o amanhã.

A APAE entende que é preciso se responder algumas perguntas sobre o menor com deficiência:

  • Quem são?
  • Quantos são?
  • Como vivem?
  • Como são vistos?
  • Como são tratadas?
  • São responsabilidade de quem?  

Não há respostas para todas as perguntas, mas sabe-se que são vistos como um transtorno, carga e peso; são tratados com preconceito e descaso; são responsabilidade do Poder Público que não tem assumido deixando a cargo de ONG’s. Nilda denuncia ainda que é negado o Direito à proteção, à vida e à saúde mediante a efetivação de políticas sociais públicas que permitam o NASCIMENTO e o desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições dignas de existência. Isso tem sido provado no grande número de crianças vítimas de Anóxia (falta de oxigenação no cérebro que pode causar uma série de anomalias).

O principal problema enfrentado, segundo Nilda, é mudar a mentalidade do Poder Público, das famílias e da sociedade. E cita os principais serviços que o município precisará oferecer:

  • Prevenção;
  • Habilitação e reabilitação;
  • Educação diferenciada;
  • Centro com atividades diversificadas (saúde, educação, esporte e lazer) que atenda de acordo com faixa etária e tipos de deficiência.

Todas as responsabilidades foram transferidas para o Município que recebeu, em reunião realizada o dia 2 de julho de 2014, quando o prefeito Valmir Queiroz Mariano assinou o compromisso tendo como testemunhas o então presidente da Câmara de Vereadores, Josineto de Oliveira Feitosa; o presidente do Condcap (Conselho Municipal da Criança e Adolescene de Parauapebas), Aldo N. Lindoso Serra; o presidente do CMDPDP (Conselho Municipal do Direito d Pessoa com Deficiência de Parauapebas), Edivaldo Ribeiro de Lima.  

A reunião aconteceu entre a diretoria da APAE, presidida por Vanilda Gonçalves de Queiroz, justificando que considerando todas as razões expostas  no documento, num ato de responsabilidade para a Prefeitura Municipal de Parauapebas e incumbência pela pretação do serviço de reabilitação neurológica oferecida às crianças e adolescentes de Parauapebas, até o momento executada pela APAE/Parauapebas.

Agora o governo municipal tem até o último dia de dezembro deste ano, 2015, para implantar estrutura física e de atendimento para receber as crianças e adolescentes hoje atendidas na APAE, quando, segundo Vanilda, a unidade da ONG será fechada para reforma e depois receberá pessoas com necessidades especiais em faixa etária acima de 18 anos.     

Por: Francesco Costa 

A SEMED (Se­cretaria Mu­nicipal de Educação) realizou hoje, quarta-feira, 27, o Documento­-Base com as metas e as estratégias do Plano Municipal de Educação (PME).

O Plano será apre­sentado para o Po­der Executivo, Po­der Legislativo e demais autoridades além da sociedade em geral.

“Já comuniquei ao presidente da Câ­mara de Vereado­res que estaremos enviando em breve para a apreciação daquela Casa de Leis, e ele se com­prometeu a receber e atender a urgência a qual exige a edu­cação”, contou Julia­na Souza, Secretária Municipal de Edu­cação, que apresen­tou aos presentes o projeto que foi ela­borado tendo como prioridade as ações em prol da melhoria da educação sugeri­das pela comunida­de escolar e socieda­de, envolvidas na II Conferência Muni­cipal de Educação, realizada em agosto de 2013 e do Fórum Municipal de Edu­cação.

Participaram da comissão de elabo­ração do PME gesto­res do 1º, 2º, 3º e 4º ciclos, setor de Edu­cação Infantil, Di­retoria Pedagógica, além dos gestores da UMESPA (União Municipal de Estu­dantes) e do COME­PA (Conselho Mu­nicipal de Educação de Parauapebas).

O evento ocorreu no Auditório II do Centro Administra­tivo Municipal, no Morro dos Ventos.

Por: Francesco Costa

Nesta terça-feira, 2 de junho, estudantes de várias regiões do país terão a oportunidade de testar seus conhecimentos com os números, data em que ocorre a primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) 2015, que este ano está em sua 11ª edição.

Em Parauapebas cerca de 16.500 alunos dos 3º e 4º ciclos, das escolas municipais, estão inscritos e deverão realizar a prova. São alunos com idade entre 11 e 17 anos, de 36 unidades educacionais, sendo 27 escolas urbanas e 9 rurais.

A prova da Obmep terá duração de duas horas e trinta minutos, em horário definido pelas escolas, com 20 questões de múltipla escolha, para as quais os participantes do ensino fundamental são divididos em dois níveis, de acordo com o grau de escolaridade.

O nível 1 contempla alunos dos 6º e 7º anos e nível 2 alunos do 1º e 2º ano do 4º ciclo (correspondem a 8º e 9º ano do fundamental). Além da participação dos estudantes do ensino médio. As avaliações serão aplicadas e corrigidas pelos próprios professores dos respectivos estabelecimentos de ensino, seguindo as instruções e os gabaritos elaborados pela coordenação geral do evento.

Fonte: Site Prefeitura  de Parauapebas

Russel Márcio Martins Rocha já era, de acordo com o apurado pela equipe da DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher), acostumado a manter relações sexuais com adolescentes seduzidas pela proposta de pagar até R$ 1 mil.

Mas desta vez a prática colocou Russel em situação difícil graças à denúncia feita por uma aluna que, convidada por uma colega a participar da orgia, denunciou à diretora da escola que de imediato comunicou o Conselho Tutelar e acionou a Polícia Militar. A guarnição montou campana próximo ao motel onde o criminoso costumava levar as adolescentes, mas ele vendo o que o aguardava pediu para que as garotas descessem do carro.

As informações são da DEAM, relatando que após a fugado denunciado as garotas foram ouvidas e contaram tudo. O que motivou o pedido de prisão preventiva do acusado, que se encontra preso por estupro de vulnerável, já que uma tem apenas 13 anos; pela outra que tem 15 anos ele responderá por favorecimento à prostituição; crimes inafiançáveis.

Por: Francesco Costa 

Uma rua que já foi usada como rota do transporte coletivo de passageiros e que agora há mais de 1 ano está intransitável. Tudo se iniciou, segundo os moradores daquelas proximidades, com os serviços realizados pelo SAAEP com o objetivo de ampliar a oferta de água tratada para a população, o que necessitou de abrir valas quebrando a camada asfáltica. Ainda segundo eles, após concluído os trabalhos do SAAEP a reconstrução do asfalto foi aguardada, porém ao invés disto o pouco de pavimentação que restou sendo levada pela erosão pluvial (águas das chuvas) já que o trajeto, de não mais que 100 metros, é um declive acentuado.  “Aos poucos os veículos foram tendo dificuldades de passar por aqui e lentamente foram desviando o trânsito que agora já é por outras ruas. E nesta rua até pedestres tem dificuldade de passar”, lamenta a dona de casa, Ângela Cardoso, que passava pelo local no momento em que estava por lá nossa equipe de reportagens. 

Comerciantes ao redor também se queixam da queda na frequência dos clientes que sumiram pela dificuldade de chegar ao local; e os condutores de veículos reclamam da volta que precisam dar para chegar ao destino mesmo perto dali.  Cansados de esperar pela solução interditaram a via e agora esperam a atenção da SEMOB (Secretaria Municipal de Obras de Parauapebas).

Em nota enviada à nossa redação através da ASCOM, a Prefeitura Municipal esclarece que a respeito da Rua Espírito Santo, Bairro Liberdade, uma equipe da Secretaria de Obras esteve visitando o local e em breve uma equipe do Departamento de Infraestrutura fará os reparos necessários. Também esta semana, uma equipe está realizando reparos nas ruas Vinícius de Moraes (Liberdade 1) e Santa Catarina (Liberdade 2).

 

Por: Francesco Costa 

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016