O Parauapebas Futebol Clube (PFC) não tem que provar mais nada no Parazão 2015. Mais uma vez mostrou superioridade e goleou o Cametá, por 4 a 1, na tarde deste domingo (12), no estádio Rosenão em Parauapebas. O destaque do jogo ficou por conta do atacante Magno, que marcou dois gols da goleada, e mais Danúbio e Romeu que fecharam o massacre. O “Mapará”, como é conhecido o time cametaense, ainda chegou a empatar o jogo com Diogo.

A torcida do Parauapebas marcou presença e praticamente lotou as arquibancadas do Estádio Rosenão, e inclusive, antes mesmo do final da partida já gritava “olé” quando o “Trem de Ferro” dominava a partida que levou a mais uma vitória do time da casa, que com a boa vitória garantiu a classificação para a semifinal do returno.

O “Trem de Ferro” foi beneficiado com o resultado do jogo entre Independente e Gavião Kyikatejê, que empataram no estádio Navegantão em Tucuruí, por 1 a 1, eliminando o campeão do 1º turno da disputa da semifinal do returno. O gol do time indígena foi marcado aos 46 minutos do segundo tempo.

Além de conquistar vaga na semifinal do returno, o PFC praticamente carimbou passaporte para as competições nacionais, como a Copa Verde e Copa do Brasil em 2016, já que lidera o Parazão na classificação geral, com 21 pontos.

Com a vaga conquistada para a semifinal, o time da capital do minério ainda tem chance de disputar a Série D do Campeonato Brasileiro de 2016. Para isto acontecer, terá que vencer o segundo turno e derrotar o Independente Tucuruí na final do Parazão.

O técnico Léo Goiano vem mostrando muita competência ao comando do PFC. Com desfalques na equipe e praticamente sem banco de reserva, conseguiu golear a boa equipe cametaense e ainda conseguiu colocar a equipe na semifinal do returno. O Parauapebas é a única equipe que conquistou vaga na semifinal do 1º e 2º turno. Além disso, foi a equipe do interior que derrotou os rivais Remo e Paysandu atuando em Belém.

O próximo adversário do “Trem de Ferro” será o Paysandu pela semifinal do returno. Como o Papão ficou em primeiro lugar do Grupo A2, com nove pontos e o PFC foi o segundo do Grupo A1, com oito, a partida será realizada em Belém, no próximo dia (22), às 20h30, mas desta vez no estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão.

 

 Fonte: Portal Pebinha de Açúcar - Bariloche Silva 

A crise na Petrobras e o principal fato na queda do mercado imobiliário, a capital do minério também e uma das diversas cidades atingidas, que passa por um momento de reajuste e transição. Percorrendo um trecho entre os Bairros do centro da cidade, união, cidade nova, e rio verde são mais de 250 casa e kit nets a disposição para aluguel ou vendas, os preços são os mais variados possíveis, mais o proprietários tentam se adaptar a crise e baixar os preços de acordo com o comercio.Segundo dona Neide Vieira que e proprietária de 4 estabelecimento comercial somente o mês de fevereiro a março ela baixou o custo de aluguel em 4 vezes, mais já em Abril os mesmo ainda permanece sem alugar, e já causa motivo de preocupação já que o dinheiro do aluguel e a renda familiar da aposentada de 60 anos.“Essa crise no Brasil meche muito nesse setor, já perdi as contas de quantas vezes tive que baixar o preço do aluguel, ainda assim não aluguel nada, pra mim tá sendo  desconfortante porque essa crise balança na minha renda familiar” desabafou ela. Outros bairros da cidade, também apresenta um alto índice de queda do aluguel, mais o que aumentou mesmo foi a quantidade de casas e kit-net sem ocupação, como explica Marcos “Moro em Parauapebas a 8 anos essa e a primeira vez que veja uma situação do tipo, também moro de aluguel e no mesmo condomínio em que vivo com minha família, dos 8 apenas 5 estão alugados, os outros desde de Janeiro estão disponível, a proprietária já baixou o preço dos alugados para que nos permaneça”. Outro fatos que leva em conta essa baixa na queda de aluguel e a facilidade que os novos loteamentos oferecem ao futuros moradores, lotes financiado em até 60x com parcelas baixas. “Sai do Aluguel a 3 mês, comprei um lote e construí minha casa. E muito bom inverti no que e seu. Vivi de aluguel durante 10 anos por não ter opção e condição de comprar uma casa. Mas ano passado fui em desses novos loteamentos e parcelei um, que agora possa chamar de meu”

 

Por: Williane Souza 

 

Este foi apenas um sinal de alerta emitido pelos servidores da educação nas Universidades Federais, que pode virar greve, caso o Governo Federal não responda à pauta de reivindicações já apresentada pelo sindicato da categoria, SINDUFRA (Sindicato dos Docentes da Universidade Federal Rural da Amazônia).

“Aderimos a esta paralisação juntando a uma campanha dos servidores federais que estão fazendo ações coletivas neste mês para buscar melhorias tanto nas condições de trabalho, quanto no reajuste salarial”, explicou Fernando Carvalho Andrade, professor efetivo na UFRA, detalhando que a proposta da categoria é de 27,7% de reajuste salarial.

Ainda segundo Fernando, algumas reuniões já foram feitas com o Governo Federal, através do Ministério do Trabalho que não quis negociar sob a alegação de não ter recurso. “E diante disto paralisamos nos dias 7, 8 e 9 na busca de apoio da comunidade para mobilizar o Governo a sentar na mesa de negociação e trazer uma proposta decente”, completou Fernando, justificando que uma greve trará muitos transtornos aos universitários, número que em Parauapebas chega a 800, atendidos por pelo menos 37 servidores da educação federal.

 Na opinião de Fernando, a estrutura da UFRA em Parauapebas atende a atual demanda, mas teme a impossibilidade da abertura de novas turmas de cursos previstos para serem instalados por causa do corte de R$ 7 bilhões nos recursos destinados às Universidades públicas. “Isto certamente impossibilitará a vinda de novos equipamentos, além de não atender à reivindicação do Restaurante Universitário”, conclui Fernando.

 

Por: Francesco Costa 

Os rumores de que a estrada de acesso ao bairro Palmares e a várias comunidades rurais no município de Parauapebas seria interditada por moradores do Bairro Palmares deixou tensa a população que precisa daquela via para acessar o centro comercial da cidade. Populares se concentraram na APROCPAR (Associação de Produção e Comercialização do Projeto de Assentamento Palmares II) na expectativa de receber retorno da mineradora que se comprometeu de contratar trabalhadores daquela comunidade e até o fim do dia estava em falta com o cumprimento do referido acordo.

“A Vale enviou histograma com 45 vagas, o que deu para aliviar a tensão de moradores do bairro Palmares, mas continuamos mobilizados”, afirmações de Antonio Marcos da Conceição Santana, Coordenador da Comissão de Trabalho Emprego e Renda da APROCPAR.

A estrada de acesso à mina do Salobon não está livre da possibilidade de interdição.

Ele explica que a comunidade foi mobilizada e havia sim a intenção de interditar a estrada de acesso à mina do Salobo, que passa dentro dos bairros Palmares e Palmares Sul, diretamente impactados por empreendimentos da mineradora. A justificativa, segundo ele, é o não cumprimento de acordos feitos entre Vale e comunidade que era de contratar pelo menos 400 trabalhadores daquela localidade.

Ele detalha que na última sexta-feira, 3, foi realizada reunião entre a comunidade e a diretoria de relações com a comunidade da Vale quando foram feitos alguns acordos, sendo um deles a contratação de 68 trabalhadores de Palmares neste mês, Abril. Porém na segunda-feira, 6, as 15 horas, o Histograma esperado não foi enviado pela Vale, conforme acertado, causando na população a sensação de que iriam ser engabelada. “E a população tem suas razões, pois outros acordos passados não foram cumpridos”, admite Antonio Marcos impressão, contando que em 2014 o compromisso de contratar 300 trabalhadores daquela comunidade não foi cumprido, tendo sido feito as contratações de apenas 180 pelas terceirizadas da Vale.

A mobilização teve como saldo a presença de diretores, que apresentou histograma com a contratação de 45 trabalhadores.

Na mobilização de terça-feira, teve de saldo a presença de diretores da Vale já no final do dia que apresentou histograma com a contratação de 45 trabalhadores e o compromisso de que esse número chegue a 100 ainda este mês, abril; e com a retomada da obra, que deverá ocorrer até o final de maio, outros 200 deverão ser contratados completado o número previsto de 300 contratações, escolhido em um grupo de 400 cadastrados na Comissão de Trabalho Emprego e Renda da APOCPAR. “Deu para aliviar a tensão mas continuaremos mobiliados e conversando com a Vale e, caso esta não cumpra o acordo, tomaremos as medidas cabíveis”, assegura Antonio Marcos, dando conta de que há uma reunião marcada com a diretoria de relações com a comunidade da Vale no dia 20 de Abril.

 

Por: Francesco Costa 

Sei que para muitas pessoas a prática de exercícios é muito difícil. Mas saiba que é possível torná-la prazerosa. Segundo dados atualizados do IHRSA (International Health, Racquet & Sportsclub Association), mais de 50% das pessoas que entram numa academia saem antes dos três primeiros meses.

Se você entra numa academia é porque você tem um objetivo, não é verdade? Por acaso, alguém vai ao supermercado para ficar olhando produtos? Que eu saiba, todo mundo vai para comprar! Então, por que você sai? Onde está a falta de motivação? Motivação significa “dar motivo para a ação”. E é isso mesmo que eu vou fazer.

Veja diversos motivos para que você incorpore o hábito de fazer exercícios, veja alguns:

 

  1. Esqueça a fita métrica – O mais importante é saber que você precisa se habituar a praticar exercícios, pois você não vai chegar ao seu objetivo em uma semana. Portanto, paciência! Mantenha o foco na sua saúde, nos benefícios proporcionados pela prática, e esqueça a parte estética, o emagrecimento ou o ganho de massa muscular. Isso é consequência! Deixa o exercício fazer parte da sua rotina.
  2. Comece pelas atividades prediletas – Geralmente, as academias oferecem inúmeras atividades para você se manter em forma, além da musculação e atividades aeróbias (dança, ioga, alongamento, pilates, treinamento funcional, jump, spinning, etc). 
  3. Foco no objetivo – Estabeleça prioridade daquilo que você quer. Transforme o objetivo em metas, especificando o que, como, quando e por que. Por exemplo: se você quer emagrecer 5 kg, uma meta específica seria caminhar cinco vezes por semana, durante uma hora.
  4. Desafie-se – Dependendo do seu nível de condicionamento, ao entrar na academia, você não aguentará muito peso nos exercícios de força e nem muitos minutos nos exercícios aeróbios. Em compensação, caso seja mantida uma sequência, rapidamente você aumentará essa sua capacidade aeróbia e anaeróbia. Cada novo estágio alcançado lhe deixará mais forte e preparado para novas situações.

 

Na tarde de quarta-feira (8), a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) realizou a 12ª assembleia com os moradores do Bairro dos Minérios para apresentação das ações do Projeto de Trabalho Social (PTS) e da equipe que desenvolverá as atividades com os moradores. O encontro ocorreu na quadra de esportes da Escola Municipal Fernando Pessoa.

No encontro, a secretária de Habitação, Maquivalda Barros, expôs o cronograma das ações sociais que serão efetivadas pelos profissionais da empresa Eco Consultoria. As atividades socioculturais e recreativas, como palestras, oficinas, capacitações, sessão de cinema, além de comemorações de datas festivas, ocorrerão de 14 de abril a 24 de julho. Já no mês de maio, os moradores participarão de cursos profissionalizantes que serão executados pelo Senai.

Maquivalda informou aos moradores que o bairro contará com uma minibiblioteca, um posto de saúde com previsão de construção para início de maio deste ano e uma nova escola de ensino fundamental para atender aos estudantes do local e de bairros próximos. Para a manicure Izabel Cristina Nascimento, 27 anos, as propostas são muito boas e vão contribuir para a mudança de vida de muitas famílias. “Sou mãe solteira, tenho cinco filhos e quero muito participar dessas ações. Fiquei muito feliz em ouvir que vamos ter a oportunidade de fazer cursos. Pensei que eu fosse me aborrecer porque falar sobre habitação é sempre complicado, mas saio daqui satisfeita”, declarou.

Na ocasião, a secretária comunicou que o plantão social já está atendendo no Centro de Desenvolvimento Comunitário, localizado na Praça do Residencial dos Minérios. “Vocês podem procurar atendimento de segunda à sexta-feira, das 9 às 12 horas. Lá, irão contar com assistente social, psicólogo, pedagoga, mobilizadoras e assistente administrativo”, destacou.

Entusiasmada com as ações, a dona de casa Rosivania Santos Costa, de 30 anos, avaliou como essencial a implantação do Centro Comunitário no bairro e do plantão social, que dará assistência aos moradores ali mesmo. “Eu tenho um filho especial e é muito bom saber que vamos contar com um psicólogo aqui, pertinho da gente”, observou.

Maquivalda agradeceu a presença dos moradores, recordou que o trabalho social no bairro teve início em setembro de 2014 e que a participação dos moradores é fundamental para o êxito das ações. Reforçou também que o PTS faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, e tem por objetivo desenvolver ações sociais para o convívio em comunidade, proporcionando, aos moradores, informações e orientações sobre assuntos relacionados à educação, direito, zelo e conservação de espaços públicos.

Ao final do encontro, a presidente da Associação dos Moradores do Bairro dos Minérios, Poliana Silva Lima, reforçou a importância do PTS para a melhoria da qualidade de vida daquela comunidade.

 

Fonte: Ascom/PMP

Prevista para ser inaugurado em julho deste ano, as obras do Presídio de Parauapebas estão paradas. A obra iniciada ainda em 2012 em uma área, doada ao Governo do Estado pela Prefeitura Municipal de Parauapebas, de aproximadamente 40 mil metros quadrados para construção de uma penitenciária que vai funcionar como colônia agrícola, com regimes fechados e semiabertos, disponibilizando 300 vagas para detentos de ambos os sexos.

A área se localiza a 15 quilômetros do centro de Parauapebas, à margem direita da rodovia PA 160, sentido Canaã dos Carajás, nas proximidades do Distrito Industrial de Parauapebas, onde funciona hoje um viveiro de mudas de plantas da prefeitura.

Enquanto se espera que retome a obra, o prédio antigo, que já tem 30 anos, onde funcionou a primeira delegacia de polícia civil do município, tem e capacidade para 60 presos, e está super lotado tendo atualmente 167 internos em apenas quatro celas. A população se sente ameaçada pois o presídio improvisado fica no centro da parte mais antiga da cidade (Bairro Rio Verde), em meio à área residencial.

Nos últimos dois anos, foram registradas outras duas fugas. Em novembro de 2013, a polícia conseguiu impedir uma saída em massa. A mais recente ocorreu na quarta-feira (8), quando oito presos escaparam por volta de 3h da madrugada. Já não impressiona mais as fugas que ocorrem com certa frequência e a tentativa de melhorias do prédio já se esgotaram, restando agora apenas a medida definitiva que é a conclusão das obras do presídio. “Há um descompasso entre a necessidade da cidade e os presos que ali estão. Isso precisa ser corrigido. Do ponto de vista da Justiça, o que a gente tenta fazer é acelerar os processos das pessoas”, explica Líbio Araújo Moura, juiz da vara criminal de Parauapebas.

Sobre a obra do presídio - Orçada em mais de R$ 4 milhões a obra começou em 2012 e deveria ficar pronta em 540 dias, cerca de um ano e meio. Passados quase três anos, as obras continuam paradas. A capacidade é para 306 presos.

Integrantes do Conselho da Comunidade, órgão ligado à Justiça, e responsável também pela fiscalização carcerária em Parauapebas, estiveram no local e viram de perto a situação de abandono da obra e garantiram que vão continuar cobrando a conclusão do projeto.

“Nós iremos confeccionar um novo relatório. Iremos à Brasília, até o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para tentar resolver esse impasse, porque o governo do estado que tem essa atribuição constitucional de efetivar a segurança pública não tem feito em Parauapebas”, disse Helder Gonçalves, presidente do conselho da comunidade.

 

Por: Francesco Costa

 

Essa semana fiz uma breve passagem nas câmaras de Curionópolis e Canaã dos Carajás, como já é de costume ficar na terça-feira em Parauapebas, dei uma esticadinha para olhar como anda o movimento nessas outras câmaras. Logo em Canaã dos Carajás fomos surpreendidos com uma denúncia naquela Casa de Leis, onde o vereador Chefinho (PP) fez grave denúncia contra a Vale. Segundo o edil, a poderosa empresa que, também segundo ele, diz prestar serviço à comunidade é apenas enrolação. “O meio ambiente está sendo penalizado com as ações da mineradora, algumas denúncias já foram feitas nesse sentido, mas pouco se fez pra reparar os problemas existentes na região”. Assim ficou marcado comigo e seus assessores para olhar o problema de perto, entrevistar moradores e carrear a denúncia em outros órgãos. Próxima semana matéria completa aqui no Carajás o Jornal.

Outra surpresa muito boa naquele município foi a visão aguçada que eu percebi do atual presidente daquela Casa de Leis, muito à frente daqueles que ali estiveram. Jeam Carlos quer implantar na cidade, uma rádio comunitária e uma TV Câmara para dar suporte aos munícipes que ainda não tem tempo de ir às sessões, assim eles poderão assistir em casa, ao vivo, as sessões da câmara daquela cidade; caso ele consiga poderemos, ver o primeiro presidente de câmara a dar passos tão largos em toda essa região. Nas sessões em Canaã o clima está ameno e tranquilo, apesar de no fim do ano passado haver um tumulto pela disputa da presidência, mas as coisas parecem ter ajeitado. No trabalho da casa, vi apenas uma situação que pode ser melhor avaliada, não tem cronômetro visível para que os munícipes possam acompanhar o tempo da fala de cada vereador.

Já na quinta-feira dei uma passada no município de Curionópolis com meu irmão Edy Luiz, em visita a câmara municipal eu percebi que três coisas precisam ser melhor avaliada, o dito cronômetro que também não tem na parede; e uma coisa que achei grave, a cidade não tem Hino do Município, ou se tem, não foi executado na abertura da sessão da câmara, pelo que vejo, a câmara municipal precisa executar o hino do município e Nacional Brasileiro. Outra coisa que percebi, foi a pouca quantidade de pessoas presentes na sessão, na verdade os vereadores precisam de pelo menos colocarem seus assessores para estarem presentes na sessão e depois comentar na cidade o que aconteceu, mas de acordo com o atual presidente, Cassiano Bezerra, esses detalhes vistos por mim, já estava na sua pauta de organização da Casa de Leis. A vereadora Ediley Lopes (PP) por sua vez, fez duras críticas à diretora da casa de saúde daquela cidade, dizendo que estava ligando no celular dela para resolver algumas pendências e não estava conseguindo retorno, deu um recado pra ela e pediu ao líder de governo arrumar essas coisas pequenas.

Ediley Lopes já está dizendo aos quatro cantos da cidade que sua pré-candidatura à prefeitura daquela cidade é dada como certa. Segundo ela, já são dois mandatos de vereadora a frente daquela casa de leis e agora ela deve buscar um trabalho mais árduo e também gratificante que é comandar uma cidade como Curionópolis. Já são alguns pré-candidatos rumo à prefeitura daquela cidade, pelo que conversei nos bastidores teremos nas eleições pelo menos 5 candidatos naquela cidade para 2016.

Ediley falou também que precisavam de resolver um problema urgente na cidade, assim também como o presidente da casa falou no assunto. Segundo eles, existem vários motoqueiros que ficam fazendo arruaça na rua, empinando motos e depois que vão presos, logo, logo aparece um vereador para soltá-los, então a partir daquele momento, ninguém mais faria isso e também resolver um problema na delegacia de falta de escrivão, sempre falta escrivão para atender os munícipes.

Nesse fim de semana o senador Flexa Ribeiro esteve presente na região do Carajás, já visando as eleições de 2018 para governador. O senador concluirá seu mandato e deve ser candidato ao governo do Estado pelo PSDB, assim suas visitas já começaram no estado. Em Curionópolis ele foi recepcionado por Rui do Posto, que deve concorrer ao cargo de prefeito daquela cidade. Em Canaã já foi a galera do Valdemar da Pavinorte, em Parauapebas foi recebido pelo vereador Major da Mactra e diretoria do PSDB. A visita do Senador teve um grande significado no sul do Pará, as conversas foram significativas pelos líderes dessa região. O vereador Major da Mactra disse que esse momento é de crescimento para sua legenda e vai fazer o que for possível pra crescer o partido na região.

 

Com o objetivo fortalecer os diretórios do Partido na região, o Senador da República, Flexa Ribeiro, esteve reunido com liderança da legenda nos municípios de Canaã dos Carajás, Curionópolis e Parauapebas.

Flexa é presidente estadual do PSDB no Pará e esteve pela manhã de ontem, 10, sexta-feira, em Curionópolis, a tarde em Canaã dos Carajás e só chegou a Parauapebas as 22h o aonde da aguardado por vários militantes e membros do diretório municipal; notou-se ainda a presença de lideranças políticas de outros partidos, entre elas Faisal Salmem e Adelson Fernandes.

O evento também serviu para a apresentação de pré candidatos a vereadores que deverão disputar as eleições em 2016.

Major da Mactra recepcionou o senador e falou da importância de sua visita.

Em Parauapebas o senador foi recebido pelo vereador Major da Mactra, único vereador eleito pela legenda no município. O vereador falou da importância da vinda do senador no município qualificando como de importância para mostrar o novo momento e a força do partido que pretende ampliar o número de cargos no Estado. “Até o final do ano não estou trabalhando minha reeleição, mas sim organizando o partido e compartilhando com os pré candidatos a vereadores para as próximas eleições. Mas a partir do início de 2016 é cada um pra si, pois a partir de então estarei trabalhar minha campanha”, alertou Major da Mactra, que ministrou palestra orientando os pré-canditados sobre como se faz uma campanha política. O parlamentar disse que é bom se eleger com a verdade sem falsas promessas, sem barganhar empregos e sem prometer obras, pois esse, segundo ele, não é o papel do vereador.

O senador Flexa Ribeiro falou dos projetos da situação política nacional e também do projeto do PSDB para as próximas eleições. “Queremos eleger pelo menos 50 prefeitos e 300 vereadores dos 144 municípios do Estado”, planeja o senador, dizendo que isso significa um terço das prefeituras. Para ele não se pode querer tomar apenas para si as prefeituras, pois para que se haja governança democrática é preciso trazer também os aliados e ter a cooperação da oposição. “Nas Câmara de 9 vereadores, teremos 2 vereadores; nas de 15, 3 vereadores; e nos municípios que não fizermos prefeitos, faremos vice prefeitos. E com isso estaremos presentes e representados em todos os municípios”, almeja Flexa Ribeiro.

Na manhã de sábado, 10, o senador Flexa Ribeiro reuniu com os pré-candidatos e trouxe a estes orientações sobre o partido estratégia política. 

Estiveram presentes todos os vereadores do Município, várias lideranças políticas. A presidente do PSDB  Profª  Amparo,  apresentou ao Senador o Pré-Candidato á prefeito Rui do Posto,  do Partido do membro do senado.

O presidente do Partido em Parauapebas, Zé Rinaldo e o vereador Major da Mactra, juntamente com amigos e militantes recepcionaram o senador.

 Após uma reunião com todas as lideranças da cidade, o Senador Flexa Ribeiro, atendeu e falou com os filiados do seu partido e lembrou das expectativas do Partido fazer um novo prefeito na cidade.

“Essa missão de Fazer um prefeito na cidade é de todos os munícipes, porém os filiados têm que fazer a sua parte e mostrar para a população da sua cidade qual é o melhor candidato, e é claro tem que ser o do nosso partido sem dúvidas, temos que provar isso para a população”, finalizou o Senador.

Em Curionópolis - Estiveram presentes todos os vereadores do Município, várias lideranças políticas. A presidente do PSDB  Profª  Amparo,  apresentou ao Senador o Pré-Candidato á prefeito Rui do Posto,  do Partido do membro do senado.

 Após uma reunião com todas as lideranças da cidade, o Senador Flexa Ribeiro, atendeu e falou com os filiados do seu partido e lembrou das expectativas do Partido fazer um novo prefeito na cidade.

A educação estadual foi representada no evento através do professor Sena e outros servidores públicos.

“Essa missão de Fazer um prefeito na cidade é de todos os munícipes, porém os filiados têm que fazer a sua parte e mostrar para a população da sua cidade qual é o melhor candidato, e é claro tem que ser o do nosso partido sem dúvidas, temos que provar isso para a população”, finalizou o Senador.

 

 Por: Francesco Costa 

Mais uma vez a carceragem que fica localiza no bairro Rio Verde, em Parauapebas foi alvo de fuga de presos que superlotam as dependências da única cadeia pública da cidade.

Na madrugada desta quarta-feira (8), os detentos da carceragem aproveitaram a “calada da noite”, cerraram as grades de uma das celas e oito criminosos considerados de alta periculosidade acabaram fugindo e “ganhando as ruas de Parauapebas”.

A fuga só não ganhou números ainda maiores porque um policial de plantão acabou vendo a movimentação e disparou vários tiros de arma de fogo para cima, o que acabou “acalmando” os ânimos de outros detentos que já se preparavam para fugir.

Em declarações prestadas à imprensa local, o Comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas, Tenente Coronel Sandro Queiroz, confirmou a fuga de oito presos de alta periculosidade, sendo alguns deles assassinos e estupradores e reconheceu que a carceragem do Rio Verde é um local inadequado para receber esses indivíduos. “Temos ciência que a carceragem é inadequada e não comporta mais sua população carcerária. Um novo presidio está em construção e nós temos que verificar essa situação do andamento das obras, para que até o final do ano o presidio possa ser inaugurado e possamos acabar com esse problema, e com isso a população do Rio Verde possa ficar mais tranquila”, destacou a autoridade policial.

Nova cadeia pública

Desde 2013 o Governo do Estado, liderado por Simão Jatene (PSDB), iniciou as obras da nova cadeia pública de Parauapebas, que está sendo construída em uma área doada pela Prefeitura de Parauapebas nas proximidades da VS-10, porém, as obras estão em atraso total, já foram paralisadas por mais de duas vezes e não tem se quer previsão da data de inauguração.

O projeto arquitetônico da nova unidade prisional prevê o monitoramento dos detentos da mesma forma como já ocorre em Breves-PA e nos projetos das novas unidades de Santarém-PA, onde os agentes penitenciários fazem a vigilância e abertura das celas a partir do andar superior do presídio. As lajes de cobertura seguem uma concepção arquitetônica que proporciona conforto térmico tanto para os internos quanto para os agentes.

Também pelo andar superior, os agentes contarão com pontos estratégicos de observação do solário, espaço destinado ao banho de sol dos internos, possibilitando uma visão ampla do espaço. Os alojamentos dos agentes prisionais são separados por gêneros, e também estarão no segundo andar da unidade prisional, com banheiros e uma área de refeitório.

Os internos que estiverem custodiados na nova unidade prisional de Parauapebas receberão assistência em diversos serviços, como atendimento odontológico e ambulatorial, consultórios médicos, enfermaria, assistentes sociais, psicólogos, espaços destinados ao atendimento da Defensoria Pública, biblioteca, laboratório de informática, salas de aula e áreas de visitação e lazer para crianças.

Pelo projeto, tudo é lindo, agora resta saber se as obras irão ser finalizadas, afinal, a população de Parauapebas, principalmente os que moram nas proximidades da Carceragem do bairro Rio Verde estão apreensíveis, e com razão, afinal, as fugas de presos por lá são cada vez mais comuns.

 

Reportagem: Bariloche Silva

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016