A prisão do réu se deu por volta das 11 horas da manhã de segunda-feira (30) no bairro Caetanópolis, em Parauapebas.

De acordo o investigador de Polícia Civil Mário Almeida "O Baiano", a prisão de Silvagno Oliveira Alves, de 36 anos de idade, natural de Santa Maria (MA), ocorreu através de mandado de prisão preventiva, expedido pelo magistrado, Paulo Afonso Correia Lima Sigueira, juiz de direito substituto do tribunal do júri da comarca de Brasília- DF e, através da segunda vara criminal de Parauapebas, a ordem de localização e prisão do mesmo.

"Ele responde pelo artigo 121 homicídio qualificado, então tomamos conhecimento e como cumpridor da lei que somos, cuidamos em dar cumprimento ao mandado", explicou o policial. O crime ocorreu em 2013, na cidade de Brasília e teria acontecido durante uma discussão por causa de uma garrafa de Whisky, onde o acusado, movido pelo ódio, desferiu um disparo dentro do ouvido de seu algoz. Homiziado no município de Parauapebas colocou um pequeno comércio e vinha trabalhando normalmente, até ter sua localização descoberta pela justiça.

Depois de ser apresentado na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, Silvagno foi transferido para a área carcerária da Susipe, no bairro Rio Verde, onde aguardará para cidade onde cometera o crime.

A prisão de Silvagno Oliveira Alves, de 36 anos de idade, natural de Santa Maria (MA), ocorreu através de mandado de prisão preventiva.

 

(Reportagem: Caetano Silva)

Na tarde de ontem, quinta-feira (26), Cícera Pereira da Silva, Samuel Sousa Torres junto com uma adolescente de 17 anos, foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Canaã dos Carajás, após uma denúncia anônima relatando que ambos estavam envolvidos com desmanches de veículos roubados. Os três acabaram sendo pego em flagrante com entorpecentes.

Segundo a Polícia Militar, a informação apontava que caminhonetes que estavam sendo roubadas na região sudeste estavam sendo levadas para Canaã dos Carajás. Depois de investigações a polícia acabou descobrindo três casas suspeitas em uma área conhecida como “invasão”, frente à rotária do projeto S11D, de serem o apoio para os suspeitos dos roubos.

Na abordagem Samuel tentou fugir correndo pelos fundos de um dos imóveis, desobedecendo a ordem de parada, cruzou cercas e plantações, momento em que caiu e acabou sendo imobilizado. A Polícia Militar afirma que ele ainda reagiu à prisão, precisando ser algemado, devido sua exaltação. Os policiais encontraram um pedaço de maconha, uma espingarda caseira tipo “Por fora”, um motor de motocicleta, juntamente com duas bengalas e uma descarga de motocicleta. As peças estavam escondidas dentro de um tambor na lateral da residência de Samuel.

Na tarde de ontem, quinta-feira (26), Cícera Pereira da Silva, Samuel Sousa Torres junto com uma adolescente de 17 anos, foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Canaã dos Carajás, após uma denúncia anônima relatando que ambos estavam envolvidos com desmanches de veículos roubados. Os três acabaram sendo pego em flagrante com entorpecentes.


Segundo a Polícia Militar, a informação apontava que caminhonetes que estavam sendo roubadas na região sudeste estavam sendo levadas para Canaã dos Carajás. Depois de investigações a polícia acabou descobrindo três casas suspeitas em uma área conhecida como “invasão”, frente à rotária do projeto S11D, de serem o apoio para os suspeitos dos roubos.

Na abordagem Samuel tentou fugir correndo pelos fundos de um dos imóveis, desobedecendo a ordem de parada, cruzou cercas e plantações, momento em que caiu e acabou sendo imobilizado. A Polícia Militar afirma que ele ainda reagiu à prisão, precisando ser algemado, devido sua exaltação. Os policiais encontraram um pedaço de maconha, uma espingarda caseira tipo “Por fora”, um motor de motocicleta, juntamente com duas bengalas e uma descarga de motocicleta. As peças estavam escondidas dentro de um tambor na lateral da residência de Samuel.
 Peças apreendidas na casa de Samuel   

Os militares afirmam que a todo momento o acusado proferia palavras de baixo calão contra a guarnição militar e ameaças, dizendo que “isso não iria ficar dessa forma”. Alegou que estava apenas usando a maconha apreendida e que não sabia de quem eram as peças encontradas em seu quintal.
Ainda seguindo as buscas, os policiais encontraram na bolsa da adolescente um pedaço de maconha, R$235 em espécie e segundo os policiais, com odores característicos de maconha. Na delegacia, ainda em revista, foram encontradas mais quatro petecas de crack em posse da adolescente.

Já na casa de Cícera foi encontrada outra espingarda caseira “por fora” e enterrado no quintal um saco de fumo contendo quatro pedaços de maconha; ao ser questionada sobre a procedência da droga, ela informou aos policiais que pertencia a um homem identificado pelo apelido “Kiko”. No aparelho celular dela os militares encontraram conversas com esta pessoa. “Kiko” afirmava nas mensagens estar praticando assaltos na região e enviava fotografias dele portando uma pistola.

A PM sustenta que Cícera possui várias conversas com membros do PCC e fazendo alusão às simbologias do Primeiro Comando da Capital (PCC), dando a entender que a mulher dá apoio aos membros da facção criminosa, que a chamam de “tia” em várias mensagens. Os três foram apresentados à Polícia Civil que deverá investigar o envolvimento em diferentes crimes.
 
(Fonte: Jornal In Foco-reportagem Stephanny Sousa)

A Divisão de Homicídio da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas investiga o assassinato do colono identificado apenas como Zé da Velha, morto com dois tiros de revolver calibre 38. O crime aconteceu por volta das 07h: 30 de segunda-feira (23), na comunidade rural Barra do Cedro, Palmares II, aproximadamente 37 quilômetros do centro de Parauapebas.

De acordo com informações, que estão sendo investigadas pela polícia, a vítima que residia a três quilômetros do local onde foi assassinado, havia chegado com um litro de cachaça e antes

Ainda segundo informações, no local havia outras duas pessoas, as mesmas teriam saído do local para olhar uma caeira, minutos depois teriam ouvido dois disparos de arma de fogo, no mesmo instante retornaram para o local e presenciaram o suposto assassino ainda com a arma em punho. “Afasta, afasta não encosta ninguém!”, teria dito o homicida, que deixou o local em seguida.

 Até o fechamento desta matéria a polícia ainda não tinha informações sobre o paradeiro do assassino. A Divisão de Homicídios coloca à disposição o número 181 do disk denúncia para que o cidadão de bem, possa auxiliar a polícia judiciária a prender o assassino.

Vale ressaltar que naquela mesma localidade, no dia 25 do mês de Junho, o braçal Adriano Anjos da Silva, de 32 anos de idade, também foi morto a tiros e ainda teve a orelha decepada e levada pelo autor do crime.  

(Reportagem Caetano Silva)

A GU do sargento PM Evaldo e cabo PM Ivanilson apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas para o delegado plantonista Gabriel Henrique, o nacional Railson Ferreira Marinho, 18 anos de idade, ele foi preso por volta das 09h30 da manhã de sexta-feira, 20, por tráfico de entorpecentes.

Ele foi preso quando se encontrava na porta de sua residência, localizada na Rua São Lucas, bairro Betânia, Parauapebas, segundo o cabo Ivanilson o acusado foi surpreendido pela guarnição quando estava  preparando a droga para venda.

Ele disse que estava fumando um Black quando os canas chegaram em sua residência. Com ele foi a apreendido pela PM, 10 papelotes de maconha pensada, 07 de  cocaína e 04 petecas de  crack.

 

 

(Reportagem: Caetano Silva)

 

Mateus Silva Sousa, 20 anos de idade e seu comparsa, um adolescente de 16 anos de idade foram apresentados na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, e apresentados ao delegado plantonista Dufrae Abade acusados de roubo de moto. A dupla caiu nas garras da patrulha, por volta das 00h40 da madrugada de quinta-feira 19, na rua L, bairro Cidade Jardim, minutos após a dupla ter tomado de assalto uma moto Biz vermelha de uma mulher, no bairro São Lucas, VS-10.

Mateus Silva Sousa, 20 anos de idade.

Menor de 16 anos também envolvido no crime.

A vítima contou que por volta das 23h40 retornava para sua residência e ao chegar no bairro São Lucas II, onde ela  mora, faltando duas esquinas para chegar em sua casa, ela ouviu barulho de outra moto que vinha atrás dela, quando de repente encostando, ordenaram que ela parasse e saísse da moto. "Eles ordenaram que eu descesse da moto e um pessoal que estava em um prédio em frente começaram a gritar, eles ficaram assustados, mas ainda perguntaram pelo meu celular, respondi que não tinha, então eles montaram na moto e saíram, tirei o celular que estava em meu bolso e informei o ocorrido para a polícia,  não observei se eles estavam ou não armados. Através do rastreador que colocamos na moto foi que a encontramos", contou a vítima.

A dupla não imaginava que a moto possuía rastreador, o que levou a polícia ao local onde outras duas motos, uma Pop e outra Biz estavam também escondidas. As três motocicletas  foram recuperadas pela guarnição composta pelo sargento PM R. Filho e soldado PM Leoni. Segundo o policial Leoni, sua GU chegou ao local após receber uma ligação informando que através do rastreador a vítima teria encontrado sua moto que havia sido roubada.

O PM contou que foi através das coordenadas do rastreamento, que eles chegaram até a moto. "Fomos até​ o local onde a moto estava e lá encontramos outro acusado que mora na casa de frente onde a moto estava escondida.  Entramos na residência dele e lá  mesmo o suspeito se entregou.  Quando chegamos ele estava escondido debaixo da cama  da mãe dele e no quintal da casa tinha outra biz branca sem placa  e sem documento junto com uma  Pop, que teria sido usada para cometer o crime que  também foi levada para delegacia para averiguação, uma vez que, ela foi utilizada para praticar o delito e  nenhuma delas possui documentação" finalizou o policial.

 

(Reportagem: Caetano Silva)

Rafael Dias Cardoso e Maiara Lima Ferreira se hospedaram na casa de Altino Ferreira do Rego, em Parauapebas há dois dias e prometeram fazer a transferência do dinheiro do aluguel para a vítima, porém, nada passou de promessas.

Na madrugada desta quinta-feira (19) por volta das 05h, o casal saiu da residência e roubou a moto da esposa do senhor Altino, que a princípio estava viajando. Quando Altino acordou e notou que o casal e a moto haviam desaparecido ligou para o filho, que de primeiro momento relatou o ocorrido para a polícia de Parauapebas.  O casal deu fuga para Canaã dos Carajás, porém sofreu um acidente próximo ao parque de exposições Florentino Guirelle, já na entrada do município.

Imediatamente o Samu fez o resgate e levou os dois para o hospital municipal, mas um detalhe chamou a atenção da Polícia Militar que já estava de plantão, a moto tinha ligação direta e, ao perceberem, procuraram logo constatar se o veículo era de fato deles ou roubado.

Foi nessa ligação que a polícia descobriu que a moto Modelo Honda Biz 125, Placa 8566 era roubada e  imediatamente deram voz de prisão para o casal. Logo em seguida, o senhor Altino Ferreira foi avisado e se deslocou para Canaã para receber o veículo de volta.

Moto roubada pelo casal foi capturada em Canaã dos Carajás. 

(Fonte: Jornal In Foco)

Por volta das 08h00, da manhã de terça-feira, 17, foram apresentados na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, pela GU da Polícia Militar, os nacionais Francinaldo Pereira Costa, 23 anos de idade, foragido do Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA), de Marabá, desde 06/05/2018, capturado em sua casa na rua V-8, bairro Cidade Jardim, Parauapebas.

Foram apreendidos com o traficante papelotes de maconha, celulares e dinheiro.

Em ato continuo, a PM também apresentou Thiago Fernandes Carvalho, de 20 anos, preso na rua Fortaleza bairro Rio Verde acusado de tráfico de entorpecente com foi encontrado 12 papelotes de maconha prensada pronta para a comercialização e uma certa quantia em dinheiro. A reportagem tentou falar com os acusados, porém os mesos não quiseram papo com a imprensa. (Caetano Silva)

Por volta das 10h30 da manhã desta terça-feira, 17, a guarnição da VTR 2307 da Polícia Militar apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas para o delegado Dufrae Abade, o indivíduo Wemerson da Silva Lima, 18 anos de idade, preso em flagrante delito quanto praticava assalto a uma mulher no Residencial Ypê.

Arma apreendida com o assaltante.

Na hora do ocorrido o acusado, que já foi reconhecido por pelo menos três vítimas, estava a pé acompanhado de um comparsa e apontava uma espingarda tipo por fora Calibre 36 fábrica caseira para a vítima que foi socorrida por um veículo que passava pelo local.

A vítima conta que ao lhe abordar os meliantes a derrubaram da moto, depois ela começou a gritar para chamar a atenção de quem passava pelo local. No mesmo instante a dupla correu e a mulher, que ficou machucada nos joelhos, foi socorrida e um dos criminosos foi alcançado pela polícia, porém o seu comparsa conseguiu fugir.  

Wermerson da Silva Lima foi apresentado na delegacia e outras duas vítimas o reconheceram como autor do assalto que sofreram. O criminoso agora se encontra a disposição da justiça.

(Reportagem Caetano Silva)

A polícia Militar em conjunto com a Polícia Civil, Secretaria Municipal de Segurança Institucional, Guarda Municipal, DMTT e Secretaria Municipal Meio Ambiente (SEMMA) realizaram durante todo o último fim de semana, a operação denominada ‘Tolerância Zero’ que iniciou na sexta-feira (13). Durante os três dias de intensa ação nos quatro cantos da cidade,  ao todo foram 318 abordagens realizadas.

 Durante a operação os agentes percorreram diversos locais da cidade entre eles, bares, boates, lanchonetes e também locais considerados como zona vermelha para o crime.

De acordo com o Major Wilson que conversou com a reportagem do Portal Carajás O Jornal, na tarde desta segunda-feira (16) a operação visa combater o tráfico de entorpecentes e demais tipos de crime, além de primar pela segurança dos cidadãos de bem.

 

O Major ainda fez um balanço geral das abordagens e apreensões da Operação. “A operação Tolerância Zero foi um trabalho macro, com várias ações pontuais, realizadas principalmente no período noturno e agora estamos trabalhando em cima dos resultados dela”, informou o Major.

Ainda segundo o Major foram fechados na sexta-feira, 17 estabelecimentos que não possuíam licença de funcionamento, sendo estes notificados pela fiscalização; no sábado, 14 e no domingo, 13 estabelecimentos fechados.   “No primeiro dia chegamos a conduzir para a delegacia 84 pessoas que se encontravam em via pública em atitudes suspeitas e pessoas que estavam sem documento de identificação, sendo que 17 desses já tinham procedentes criminais, seja de Maria da Penha, Tráfico De Entorpecentes, Furtos e demais casos. Na parte da fiscalização de trânsito só no primeiro dia foram registrados  25 auto de infração, o que deixou perceptível a falta de educação do condutor no trânsito, mesmo que tais ações sejam continuas pelo departamento de trânsito” explicou o Major.

Major Wilson explicou ainda que os resultados da operação foram satisfatórios e que os órgãos de segurança, bem como a polícia Civil e Militar agora, trabalham em cima da análise desses resultados para direcionar o trabalho dos órgãos.

(Da redação)

 

 

 

Foi executado com quatro tiros de pistola 380, o proprietário de um ferro velho localizado no bairro Tropical II, um senhor identificado como Farildo Nogueira da Silva de 56 anos de idade, conhecido como “Farias”.

O crime aconteceu na noite de ontem, domingo (15), por volta da 19h:30. De acordo com informações cedidas a reportagem, Farildo estava fazendo um churrasco em sua casa localizada na rua A-, número 28, Bairro Tropical II, quando foi surpreendido por dois homens ainda não identificados. 

A Polícia Civil investiga as informações de que a vítima tenha sido assassinada por vingança, após denunciar que naquela invasão, na área de mata, haveria um desmanche de moto.

Ainda Segundo informações, ao descobrir o desmanche "Farias" teria dito para alguns vizinhos que iria denunciar o caso à polícia, o que teria sido advertido para que não o fizesse. Naquela comunidade o que se houve é que Farildo foi assassinado porque havia falado demais.

Quem tiver informações que possam ajudar na investigação deste crime é só ligar para o Disque Denuncia, número 181, a ligação é anônima.

 (Reportagem: Caetano Silva)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016